O preço da gasolina encareceu em 40% nos últimos 12 meses

Entre outubro de 2020 e outubro de 2021 o preço da gasolina para o consumidor final encareceu em 40%, o etanol também encareceu bastante no período

bomba combustivel posto gasolina etanol br petrobras shutterstock
De outubro de 2020 para o outubro de 2021 o preço da gasolina na bomba cresceu em 40% (Foto: Shutterstock)
Por Eduardo Rodrigues
10 de novembro de 2021 15:23

O preço da gasolina sempre foi uma preocupação do brasileiro, mas os aumentos frequentes de 2021 deixou os trabalhadores ainda mais preocupados. Segundo a Ticket Log, em outubro de 2021 o valor da gasolina foi 40% maior que o valor de outubro de 2020.

De abril para outubro o aumento foi de 13%. Nesse período o etanol subiu ainda mais: 19%. A tendência é desses aumentos continuarem, já que os dados são anteriores ao aumento de 7% na refinaria anunciado pela Petrobras.

VEJA TAMBÉM:

Como comparação, o salário mínimo no Brasil em 2020 era de R$ 1.045, em 2021 subiu para R$ 1.100. Esse aumento de 5,26% do salário é quase oito vezes menor que o aumento da gasolina.

O que vem aumento o preço da gasolina em 2021?

O AutoPapo já apurou sobre esses aumentos tão frequentes com mais detalhes e você pode conferir a matéria aqui. Em resumo, são uma série de fatores encadeados que afetam o preço e um puxa o outro.

Começando pelo preço da gasolina bruta na refinaria, o Brasil alinhou esse preço ao valor internacional em dólar em 2016 com o Preço de Paridade de Importação (PPI). E graças a crise econômica que o país passa atualmente, o real está extremamente desvalorizado. Essa já é a justificativa da frequência dos aumentos.

Sobre esse preço que aumenta frequentemente são aplicados os impostos federais e estaduais. A alíquota deles não muda, mas como são aplicadas sobre um valor que está crescendo, o valor arrecadado é sempre maior.

Para a gasolina também existe a porcentagem de etanol presente nela. Atualmente a porcentagem do combustível vegetal na gasolina é de 27,5%. Para completar ainda existem os custos de distribuição e venda do combustível.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Strady 11 de novembro de 2021

O povo quis, o povo têm.
Agora é preciso encarar a realidade e aguardar as próximas nuvens do horizonte.
Se é que não irão desvanecer.

Avatar
Thiago 10 de novembro de 2021

52% de aumento. Estava em outubro passado R$4,27. Hoje está 6,49.

Avatar
Rodolfo 10 de novembro de 2021

Brasil com uma das gasolinas mais caras do mundo… sendo que é país de 3º mundo. Queria ver se o povo brasileiro parasse de abastecer os carros por 1 semana se esses preço continuariam nas alturas. Acorda Brasil!

Avatar
cleriston rabelo dos santos 10 de novembro de 2021

Rodolfo
Falo isso toda semana no trabalho, nem precisa de muito uma semana só ja é o bastante para reduzir o preço, ou melhor no próximo feriadão fica todo mundo em casa e ninguém abastece para ver se os donos dos postos não abaixam o preço, pois estoque parado é prejuízo, porem brasileiro é burro e enche o tanque mesmo que esteja a 10 conto o litro.

Avatar
Rodolfo 15 de novembro de 2021

Exatamente, se ninguém mudar nada teremos sempre os mesmos resultados.

Avatar
Leandro B. 10 de novembro de 2021

Se ficasse 1 semana sem abastecer o que iria acontecer é que na semana seguinte os postos iriam estar lotados e o preço subiria ainda mais. Infelizmente.

Avatar
Rodolfo 10 de novembro de 2021

Quero ver até quanto o povo brasileiro vai poder bancar esses aumentos abusivos… mas virão os carros elétricos e então vai acabar a festa. Depois o problema será o preço da energia elétrica.

Avatar
Deixe um comentário