Preços dos carros BYD: modelos, autonomia e equipamentos

A marca que começou a vender carros de passeio no Brasil em 2022 já está com uma gama bem diversa e fazendo sucesso

byd tan byd han byd dolphin yuan
A chinesa já oferece sete modelos diferentes no Brasil (Fotos: BYD | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
Publicado em 08/01/2024 às 20h02
Atualizado em 10/01/2024 às 13h10

A BYD é uma marca chinesa que está presente no Brasil há mais de 10 anos, produzindo painéis solares e chassis de ônibus elétricos. Em 2022 ela entrou no mercado de carros de passeio, mas foi em 2023 que ela realizou grandes lançamentos com preços competitivos.

Com isso, a BYD fechou o ano como a 15ª marca que mais vendeu no país, com 17.938 unidades emplacadas. Em 2024 ela tende a crescer, pois promete lançar um carro elétrico abaixo do Dolphin.

VEJA TAMBÉM:

Atualmente, a marca conta com seis modelos em sua gama para o público geral. A BYD também conta com um furgão e uma minivan específicos para vendas corporativas, caminhões, ônibus e empilhadeiras. Conheça a gama completa da marca no Brasil e os preços:

  • Dolphin: R$ 148.800
  • Dolphin Plus: R$ 179.800
  • Song Plus: R$ 229.800
  • Yuan Plus: R$ 229.800
  • eT3: R$ 259.990
  • D1: R$ 269.990
  • Seal: R$ 299.800
  • Tan: R$ 529.890
  • Han: R$ 539.990

BYD Dolphin: R$ 148.800

byd dolphin na rua 4
O modelo de entrada foi o elétrico mais vendido do Brasil em 2023

O compacto é vendido em duas versões: a GS 180EV e a Plus 310EV. O BYD Dolphin básico parte de R$ 148.800, já trazendo fortes atributos como os faróis de LED, câmeras com visão de 360°, ar-condicionado automático com purificação de ar e sensor crepuscular.

O BYD Dolphin GS 180EV utiliza conjunto de baterias com 44,9 kWh de capacidade, capaz de proporcionar 291 km de autonomia no padrão Inmetro. O motor elétrico produz 95 cv e 18,3 kgfm.

BYD Dolphin Plus: R$ 179.800

BYD Dolphin Plus - Ski White
O Plus é identificado pela frente mais longa e traz bateria maior, motor mais potente e mais equipamentos de segurança

O BYD Dolphin Plus é a versão mais equipada, potente e com maior autonomia do modelo. Ele é 20 cm maior na dianteira, podendo ser identificado pelo capô e pelo balanço dianteiro mais logos.

Pelo preço de R$ 179.800, o BYD Dolphin acrescenta itens importantes como o pacote ADAS, teto solar panorâmico, banco traseiro bipartido, limpador do vidro traseiro e motor de 204 cv. As baterias são maiores, com 60,48 kWh de capacidade. A autonomia é de 330 km.

BYD Song Plus: R$ 229.800

byd song plus azul frente parado
A grade enorme diferencia o híbrido dos elétricos

O Song Plus é o único híbrido da gama atual da BYD, seu preço é de R$ 229.800. O SUV de porte médio usa um conjunto do tipo plug-in, que permite rodar apenas no modo elétrico por 51 km. Combinando as duas propulsões ele pode rodar até 1.074 km.

O modelo impressiona pelo porte, que é similar ao de um Chevrolet Equinox. O Song Plus conta com pacote ADAS, bancos dianteiros com regulagem elétrica, ar-condicionado de duas zonas e sistema de som premium.

BYD Yuan Plus: R$ 229.800

byd yuan plus ev rodas 18 polegadas carro chinês
O Yuan Plus compartilha motor e bateria com o Dolphin Plus

O outro SUV médio da BYD é o Yuan Plus, esse 100% elétrico e pelo mesmo preço de R$ 229.800 do Song Plus. Esse modelo é um pouco menor, 25 cm mais curto, mas oferece padrão similar ao do irmão.

O motor elétrico de 204 cv é o mesmo do Dolphin Plus, assim como a bateria. O que muda é a autonomia de 294 km, menor devido ao peso mais elevado e aerodinâmica menos eficiente.

BYD eT3: R$ 259.990

byd et3 branco lateral parado
O furgão tem capacidade para 808 kg de carga

O furgão eT3 foi o primeiro veículo vendido pela BYD no Brasil, apenas para clientes corporativos pelo preço de R$ 259.990. Ele tem porte que fica entre um Fiat Fiorino e um Citroën Jumpy.

O motor elétrico 135 cv e 18,3 kgfm envia essa força para as rodas dianteiras. A velocidade máxima de 100 km/h evidenciam a vocação urbana, assim como a autonomia de 170 km.

No que tange o trabalho, o BYD eT3 oferece um baú com 3300 litros de volume e capacidade para 808 kg de carga. O acesso pode ser pela porta traseira que abre para cima ou pelas duas portas corrediças laterais.

BYD D1: R$ 269.990

byd d1 branco frente parado com porta traseira aberta
Essa minivan é focada para uso como táxi e outras formas de transporte

A BYD oferece a minivan D1 para vendas corporativas, pelo preço de R$ 269.990. Esse veículo elétrico foi pesado para o transporte de passageiros, com porta lateral corrediça e automática no lado direito para facilitar o acesso.

A BYD D1 traz algumas exoticidades, como a porta traseira do lado esquerdo ter abertura comum e apenas o banco do motorista ter acabamento em preto — os outros são brancos. Os passageiros tem a sua disposição entradas USB e porta-copos.

O motorista do BYD D1 tem a sua disposição o pacote ADAS, para auxiliar na segurança durante o dia de trabalho. O conjunto de baterias tem 53,5 kWh de capacidade, a autonomia é de 258 km no ciclo do Inmetro. O motor elétrico tem 136 cv e 18,3 kgfm.

BYD Seal: R$ 299.800

byd seal de lado portal
O Seal é o esportivo da gama

A BYD apresentou o Seal como o esportivo da linha, seu preço de R$ 296.800 é menor que o de modelos similares das marcas tradicionais. A aceleração de zero a 100 km/h em 3,8 segundos é similar a de um Ford Mustang Mach-E GT, que parte de R$ 480 mil.

O desempenho vem de dois motores elétricos, que produzem 531 cv e 60 kgfm. Já a autonomia é de 372 km, caso o motorista consiga pisar leve no acelerador.

BYD Tan: R$ 529.890

byd tan ev azul frente parado
O SUV de sete lugares é um dos topos de linha da marca

O Tan foi o primeiro carro que a BYD lançou no Brasil para o público geral, hoje seu preço é de R$ 529.890. O SUV grande de sete lugares traz interior capaz de rivalizar com modelos premium, que inclui até freios Brembo na dianteira.

Esse conjunto é necessário para segurar o carro de 2.498 kg e seus 517 cv. A bateria é igualmente grande, com 86,4 kWh de capacidade. A autonomia, no padrão Inmetro, é de 309 km.

BYD Han: R$ 539.990

byd han ev 15
O Han é o sedã de luxo elétrico que custa menos que os concorrentes

O topo de linha da BYD é o Han, que tem preço de R$ 539.990. Esse sedã com estilo meio cupê tem porte de Audi A7 e preço de A5. O desempenho não deixa a desejar: são 517 cv, que fazem o carro acelerar de zero a 100 km/h em 3,9 segundos.

A bateria do BYD Han é um pouco menor que a do Tan, são 85,4 kWh de capacidade. Porém seu coeficiente aerodinâmico baixíssimo (0,23) e o peso de 2.250 kg ajudam a conseguir 349 km de autonomia.

Preços dos carros da BYD

Carro Preço
Dolphin R$ 148.800
Dolphin Plus R$ 179.800
Song Plus R$ 229.800
Yuan Plus R$ 229.800
eT3 R$ 259.990
D1 R$ 269.990
Seal R$ 299.800
Tan R$ 529.890
Han R$ 539.990
Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Evaldo Maciel 13 de janeiro de 2024

Não gosto de carro elétrico, mas esse BYD Seal ficou bonito, não compro, mas aceito de presente 😛

Avatar
Richard 10 de janeiro de 2024

Não entendi o porque somente em alguns veículos é utilizado a autonomia dada pelo Inmetro
Em outros aparece a autonomia sem a confirmação de ser do Inmetro muito estranho

Avatar
Evaldo Maciel 13 de janeiro de 2024

Porque ainda não passaram pelo INMETRO.

Avatar
Carlos 9 de janeiro de 2024

Só não sei onde o Audi A5 custa $540mil

Avatar
Rolyud 8 de janeiro de 2024

Entrar nesse site é uma maratona de anúncios, até desisti de ler a matéria

Avatar
Deixe um comentário