Vale a pena ter um carro que saiu de linha? Desvalorização é maior?

Veículo não se torna um "mico" simplesmente porque saiu de produção: confira análise de especialista e números de mercado

carros sairam de linha
Desvalorização de um carro que saiu de linha não é, necessariamente, mais acentuada (fotomontagem: Ernani Abrahão | AutoPapo)
Por Alexandre Carneiro
29 de setembro de 2021 16:08

Em 2021, vários veículos deixaram de ser fabricados no Brasil. A lista inclui Volkswagen up!, Toyota Etios (hatch e Sedan) e Citroën AirCross, além das gamas Ford Ka e EcoSport. O último a entrar nessa relação foi o Fox: embora o fabricante não confirme, o site Autos Segredos informa que a produção do modelo já foi encerrada. Mas o que os proprietários devem fazer? Um carro que saiu de linha vale a pena no mercado de usados? E como ficam as peças de reposição?

VEJA TAMBÉM:

Se você é dono de algum desses veículos, eis uma boa notícia: não há motivo para grandes temores. É o que explica Paulo Roberto Garbossa, consultor de mercado da ADK Automotive. O especialista elucida que um carro que saiu de linha, mas obteve boa aceitação do público e foi produzido em grande quantidade, continua tendo demanda tanto no mercado quanto por peças.

E as peças para um carro que saiu de linha?

Garbossa cita como exemplo modelos como Volkswagen Fusca e Chevrolet Monza: ambos deixaram de ser produzidos há 25 anos, mas ainda são vistos com relativa frequência circulando pelas ruas. “São carros que, até hoje, têm boa procura no mercado de usados e grande oferta de peças”, sintetiza.

E isso vale, inclusive, para os veículos nacionais da Ford, que fechou todas as suas fábricas no Brasil no último mês de janeiro. O consultor da ADK pondera que:

O Ka foi produzido por muito tempo (23 anos) e chegou a ser o terceiro carro mais vendido do país. Fabricantes de peças de reposição não vão deixar de atender a um mercado desse tamanho.”

Ademais, Garbossa acrescenta que veículos como Ka, Fiesta e EcoSport têm mecânica simples e já são bastante conhecidos pelos reparadores, o que facilita a manutenção. Por fim, ele lembra que alguns componentes, como discos e pastilhas de freio, buchas de suspensão e até bombas d’água de motores, podem compartilhados por vários veículos, inclusive de diferentes fabricantes. Essa prática chama-se comunização de peças.

Boris Feldman já falou sobre essa questão em vídeo: assista!

Um carro que saiu de linha desvaloriza mais?

O dono de um carro que saiu de linha, na visão de Garbossa, também não precisa, necessariamente, temer a desvalorização. De acordo com o especialista, pode acontecer uma depreciação mais acentuada logo depois que o veículo deixa de ser fabricado, mas, posteriormente, o valor do bem tende a voltar à média do mercado.

Entretanto, o consultor salienta que diferentes variáveis podem influenciar o mercado de usados e, consequentemente, os preços dos veículos. “Hoje, um carro seminovo está valendo mais que um zero-quilômetro. Tudo depende do momento do mercado”, avalia.

Até mesmo veículos importados ou fabricados no Brasil em pequenas quantidades, segundo Garbossa, podem sofrer baixa depreciação ou mesmo valorização: tudo depende da demanda. Ele cita como exemplo os automóveis da Alfa Romeo, que não atua no Brasil desde 2006. Apesar disso, alguns modelos da marca ficaram mais caros nos últimos anos. “Existe um público que adora esses carros e paga bem por eles”, conclui.

Números de mercado

Dados de mercado confirmam a análise de Garbossa. A pedido do AutoPapo, a Kelley Blue Book (KBB), especializada em precificação de veículos, fez um levantamento com oito automóveis que saíram de produção desde o ano passado. A base de comparação é a do valor zero-quilômetro logo antes do encerramento da produção, e o preço no mercado de usados é referente ao último mês de agosto.

Os números revelam que não há um padrão para um carro que saiu de linha, ao menos entre os modelos pesquisados: há tanto veículos cujos preços variaram abaixo quanto acima da média dos respectivos segmentos; metade deles até apresentou valorização. Confira:

Veículo Variação de preço Variação média do segmento
Volkswagen up! 2020 8,79% 1,76%
Ford Ka hatch 2021 -3,68% -010%
Toyota Etios hatch 2021 5,10% 0,96%
Ford Ka Sedan 2021 -2,94% 1,32%
Toyota Etios Sedan 2021 1,55% -2,10%
Chevrolet Cobalt 2020 0,81% 3,14%
Ford EcoSport 2021 -0,58% 0,88%
Fiat Weekend 2020 -17,25% -0,84%*

*Como a Fiat Weekend era a única perua do mercado quando saiu de linha, a variação de valor comparativa tem por base o segmento de monovolumes, que são os veículos mais próximos em termos de proposta.

25 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
MARCELO PEREIRA DE ALBUQUERQUE 3 de outubro de 2021

Excelente carro parabéns ótima escolha

Avatar
Marcelo Pereira de Albuquerque 3 de outubro de 2021

Tenho certeza que nenhum destes comentaristas tem Ford….certeza kkkkkkkkkkkkkkkk a manutenção mais cara que existe veja qto custa fazer uma embreagem de um KA e compara com um Siena,Logan ou outro de mesmo segmento Ford nunca mais….

Avatar
Paulo 5 de outubro de 2021

Tenho uma Ka sedan se plus 20/21 e a 1° revisão custo 509 reais.

Avatar
Edson Borges Conde 30 de setembro de 2021

Gostaria de saber, sobre esse assunto, mas com referência ao veículo da Toyota Etios sedan platinum !!!

Avatar
MARCELO PEREIRA DE ALBUQUERQUE 3 de outubro de 2021

Excelente carro parabéns

Avatar
amarildo rossi papa 30 de setembro de 2021

Comprei um Cobalt ltz 2014 a um ano atrás, melhor investimento que fiz. Dane-se que está fora de linha. Ótimo carro, baixo custo.

Avatar
MARCELO PEREIRA DE ALBUQUERQUE 3 de outubro de 2021

Tenho um automático, beberrão,demora a passar marchas a manutenção está em dia, cuidado com a válvula termostática no mais carro confortável

Avatar
yuri 30 de setembro de 2021

Vale muito a pena principalmente se for um usado importado, por exemplo uma Honda Pilot, muito melhor que uma Ranger usada, seu Boris 😂😂😂

Avatar
Marcos André Passarelli 30 de setembro de 2021

Tenho uma BELINA L desde zero. Motor CHT 1.6, alccol. Muito bem mantida. Mecanicamente em dia! alguns poucos ítens de funilaria para consertar. Gostaria de saber o valor de venda e qual canal adequado. .

Avatar
Sir.Alves 1 de outubro de 2021

Se tiver placa preta vale uma grana na revenda para colecionadores.

Avatar
edson 30 de setembro de 2021

A linha Etios da Toyota não deixou de ser fabricada no Brasil. Segundo a Quatro Rodas: “A Toyota anunciou que deixará de vender o Etios em nosso mercado. A partir de agora, afirmou, o modelo seguirá sendo produzido em sua fábrica de Sorocaba (SP), mas apenas para exportação”.

Avatar
Sir.Alves 1 de outubro de 2021

O design não colou mesmo… na verdade o yaris é o mesmo etios de roupa nova… digamos assim.

Avatar
Santiago 29 de setembro de 2021

Desvalorização??? Automovel é um bem de uso durável, não um investimento financeiro.
Compre o automóvel que você gosta, e use-o, cuide bem dele mas coloque-o pra rodar.
O quanto ele vai ou não valer lá na frente, é assunto pra depois. Automóvel é pra usar.

Avatar
SANDRA TRAZZI 30 de setembro de 2021

CONCORDO PLENAMENTE. SÓ NO BRASIL QUE VEJO QUE UM AUTOMÓVEL É INVESTIMENTO. ELE É PRA SER USADO, COMRPOU? USE-O. NÃO FIQUE PENSANDO EM GANHOS PRO FUTURO, SE FOR ISSO, APLIQUE O SEU DINHEIRO EM ALGUM PRODUTO FINANCEIRO DE BANCOS OU COISA ASSIM.

Avatar
Ricardo Rocha 30 de setembro de 2021

Concordo em gênero, número e grau! Voce tem de usar o carro que comprou. Cuidar e usar. Quando chegar a hora, não pensar no que ele deveria valer e sim em tantas alegrias que ele te proporcionou ao longo do tempo.

Avatar
SANDRA TRAZZI 1 de outubro de 2021

EXATAMENTE RICARDO. AINDA MAIS QUE AMO TANTO A FORD QUANTO A ECOSPORT. HAJA VISTA QUE, SÓ TIVEMOS FORD NA FAMÍLIA!

Avatar
Tony Pacheco 30 de setembro de 2021

Corretíssimo. Quem deve se preocupar com valorização de carro é dono de locadora, frotistas em geral, pois têm, mesmo, que pensar em retorno financeiro. O particular que vai construir memórias com seu carro e sua família, amigos e amores, só deve se preocupar em que o carro seja o veículo dos seus sonhos, que lhe dê prazer, alegria. Já tive Passat TS, Opala Diplomata, Monza Classic, Escort XR3, Ford Ka, Escort, Ranger supercab americana, Ranger argentina, Explorer V6, Explorer V8, Dodge Dakota, Bora, Jetta TSi e agora um Ford EcoSport Storm 4×4. Sempre comprei os carros que naquele momento me emocionavam. E pretendo continuar assim. Sempre consigo vendê-los para além da Fipe, pois cuido de meus carros como se fossem filhos queridos. Ponto final.

Avatar
Eduardo Diniz 29 de setembro de 2021

E desde quando brasileiro tem bala na agulha pra ficar comprando carro todo ano? Fica com o seu e dane-se se saiu de linha ou não. Melhor que andar de busão.

Avatar
San007 29 de setembro de 2021

Perfeitamente,nunca teremos transportes Públicos de qualidade..fora os assaltos…

Avatar
yuri 30 de setembro de 2021

Se fosse público seria gratuito. É privado sob concessão estatal.

Avatar
Ben-Hur Guindani 30 de setembro de 2021

Já passei dessa fase de ficar trocando de carro todo ano. Vou cuidar bem do meu e dane-se o resto, mesmo porque sempre se perde dinheiro na troca. Tenho um Ford focus e não estou preocupado porque saiu de linha.

Avatar
Sir.Alves 1 de outubro de 2021

Verdade, temos uma eco sport 2012 comprada zero e gostamos tanto do conforto que estamos com ela ate hoje… e com estas altas de preços, talvez compremos outro zero de deixemos ela de carro reserva… muito confortável, o focus também deve ser muito confortável… bem diferente dos VW e fiat que costumam ser duros de suspensão.

Avatar
Allure 29 de setembro de 2021

O UP é o campeão da valorização dos foras de linha e sua mecânica ainda é comum na VW.

Avatar
Polvo 29 de setembro de 2021

No atual cenário de preços elevadíssimos, um modelo fora de linha é um ótimo negócio. Eu tenho um Corsa 2012, ou seja, quase 10 anos fora de linha e, pelo que vejo, não há problemas com desvalorização e nem falta de peças.

Avatar
Sir.Alves 29 de setembro de 2021

Por isso os carros usados da fiat estão valorizados no mercado,,, pois usam praticamente a mesma mecânica do tal fiat strada… até o linea, e bravo etorq manual estão bem cotados… a toro tá valendo preço de pickup média.. vixe…

Avatar
Deixe um comentário