Calço hidráulico deve ser coberto pela garantia do carro?

Leitor reclama que o motor de seu carro quebrou com menos de um ano de uso, mas concessionária alega que ocorreu calço hidráulico

Por Boris Feldman06/03/20 às 06h15

Um leitor do AutoPapo nos mandou um e-mail reclamando contra a concessionária e a fábrica do seu automóvel, dizendo que vai entrar na justiça contra as duas. Pois teve negado o seu pedido de garantia do seu motor, que quebrou com menos de um ano e 12 meses de uso do carro. Pois eu não entraria na justiça, pois o motivo alegado pela concessionária foi calço hidráulico.

O calço hidráulico acontece quando o carro passa por um alagamento mais alto do que poderia, e a água entra no motor, travando o seu funcionamento e quebrando os seus componentes.

Por isso a recomendação: entrou num trecho alagado e o motor morreu? Não tente fazê-lo funcionar e leve-o rebocado para a oficina, onde se pode tirar a água e fazê-lo voltar a funcionar. Mas tentar (ligar o motor) com água no seu interior é prejuízo na certa!

alagado calco hidraulico alagamento shutterstock 505568617
Foto Shutterstock
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    FABIO 19 de junho de 2020

    BOA MATERIA

  • Avatar
    Júnior 6 de março de 2020

    E também já vi na internet (Youtube) casos de calço hidráulico devido a bico injetor travar aberto, neste caso parece que a culpa é do combustível batizado. Assim senhores, vejam a importância de escolher combustível pela qualidade e não pelo preço. Gasolina e etanol infelizmente são batizados por solventes que podem travar aberto os bicos injetores.
    Por fim. mas não menos importante no manual do proprietário deveria dizer que caso o carro use combustível adulterado se deva considerar o prazo de troca como de uso severo, ou seja, metade do período indicado para troca de uso normal.

    • Avatar
      Júnior 6 de março de 2020

      Corrigindo o texto:
      “no manual do proprietário deveria dizer que para a troca do óleo do motor, caso o carro use combustível adulterado se deva considerar o prazo de troca como de uso severo, ou seja, metade do período indicado para troca de uso normal”.

Avatar
Deixe um comentário