Carro híbrido ou elétrico? Existe uma opção ainda melhor

Um tem mais autonomia do que o outro, mas é mais caro. Afinal, qual é o melhor para o dia a dia? Carro elétrico ou um híbrido plug-in?

Por Boris Feldman 13/05/20 às 20h31
plug in do carregador do bmw serie 3 hibrido
Carro híbrido plug-in da BMW sendo recarregado através de sua tomada (Foto: BMW | Divulgação)

O carro elétrico é o sucessor do atual a combustão. Mas entre os dois tem o híbrido, com os dois motores: um a combustão e outro elétrico, acionado por uma bateria que só se recarrega quando se freia ou se reduz o carro. E, por isso, ele anda apenas alguns poucos quilômetros com essa bateria adicional.

Já o puramente elétrico, roda 300 a 400 km, mas é muito caro, muito pesado e ainda não existe suficientes pontos de recarga nas estradas.

Então, na minha opinião, hoje a melhor solução é o híbrido plug-in, que se recarrega na tomada. Roda só com bateria uns 50, 60 quilômetros suficiente para o dia a dia da maioria dos motoristas.

Mas, quando necessário, entra o motor a combustão. Por ter menos baterias, é bem mais leve e custa menos que a metade que um veículo elétrico.

O carro híbrido plug-in na tomada - ele é mais viável que o elétrico convencional
Carro híbrido plug-in é melhor para o uso no dia a dia dos motoristas (Foto: BMW | Divulgação)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
8 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Mauricy 1 de setembro de 2020

    Quem compra um carro elétrico nesse momento não está interessado na economia de combustível. Pelo preço a mais que se paga, daria para abastecer a “carroça” por anos. A vantagem aqui é a eficiência, a tecnologia e a sustentabildiade. Um novo modo de dirigir. A manutenção fica muuuuuito mais tranquila, pois não tem que trocar óleo, velas, filtros etc, não polui, não tem cheiro de gasolina, óleo nem nada. Com o híbrido você continuaria com essa tecnologia retrógrada agregada ao motor elétrico. Sem contar que mesmo usando somente o motor elétrico você é obrigado a fazer toda a manutenção com trocas de óleo, velas etc. do motor a combustão.

  • Avatar
    Paul Muadib 16 de maio de 2020

    Daí você pega o valor de um híbrido muito mais, compra um de somente combustão e ainda tem dinheiro para rodar uns 5 anos. Furada…

  • Avatar
    Olavo Castro 16 de maio de 2020

    Boa Boris… tenho híbrido plug-in e posso garantir que ate agora ( quase 3 meses) eh impressionante a economia e o dirigir do automóvel ( Mini PHEV)

  • Avatar
    Eliude Introvini 14 de maio de 2020

    Faltou mencionar quais são os carros disponíveis no mercado bem como seus preços, seguro, manutenção nos 3 primeiros anos.

  • Avatar
    Jose de Assis 14 de maio de 2020

    Muito caro para qualidade e aceitação no mercado

  • Avatar
    Leonardo Soares Quirino da Silva 14 de maio de 2020

    Boris,

    Você saberia os motivos pelos quais os projetos de células à combustível não avançaram? Havia a expectativa no início dos anos 2000 que veículo elétricos usando essa solução começassem a ser comercializados por agora.

    Atenciosamente,

    Leonardo Quirino

  • Avatar
    Roberto 14 de maio de 2020

    É a configuração E-Power do novo Kicks que vai ser lançada amanhã na Tailândia e deve vir p Brasil em 2021?

  • Avatar
    Marcos Rolim 13 de maio de 2020

    Carro elétrico e híbrido no momento atual é a maior furada, porque o preço da bateria não compensa, principalmente para países pobres como o Brasil!

Avatar
Deixe um comentário