Cinto de segurança perde a eficiência após um acidente?

O cinto pode até estar aparentemente em ordem, porém, ele sofreu um grande esforço; poderá não funcionar na eventualidade de um próximo acidente

Por Boris Feldman 19/11/20 às 19h31
bancos traseiros jeep renegade limited
bancos-traseiros-Jeep-Renegade-Limited (Foto Jeep | Divulgação)

Se o seu carro se envolveu numa batida com impacto frontal e o cinto de segurança foi da maior importância para proteger motorista e outros ocupantes, você tem que tomar agora um cuidado no momento de repará-lo.

É porque o cinto de segurança pode até estar aparentemente em ordem, porém, ele sofreu um grande esforço. Poderá não funcionar na eventualidade de um próximo acidente, por ter perdido a resistência original.

Outro cuidado é em relação ao sistema de pré tensionamento, que puxa o cinto para manter o passageiro colado ao banco no momento do impacto frontal. Fique atento, pois este sistema também tem que ser substituído depois do acidente. E algumas seguradoras se recusam a autorizar a substituição, principalmente a dos cintos, alegando que eles não foram danificados no acidente.

cinto pre tensionamento seguranca
Foto | Shutterstock
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Nanael 20 de novembro de 2020

Também por isso tem gente que só contracta seguro se for forçada a isso.

Avatar
Deixe um comentário