Cinto de segurança tem prazo de validade?

Será que os cintos vencem? Saiba quando eles devem ser substituídos através de alguns sinais de desgastes ou acidentes ocorridos

Por Boris Feldman22/09/18 às 07h30

Todo mundo sabe que é fundamental o uso do cinto de segurança. Mas, será que ele tem prazo de validade? Em quais situações ele deve ser substituído?

[TRANSCRIÇÃO]

Qual é a validade do cinto de segurança? Equipamento que, apesar de simples, é considerado o mais importante até hoje já criado para proteger os ocupantes do automóvel. Entretanto, o cinto de segurança não tem uma validade, um prazo especificado pelo fabricante.

Os cuidados a se tomar com os cintos são: primeiro, toda vez que o cinto for solicitado, ou seja, atuar no momento de um acidente, protegendo os passageiros, eles devem ser substituídos. Pois foram submetidos a um esforço intenso e podem ter perdido parte de sua resistência original. Em um próximo impacto eles não irão proteger mais os passageiros. Ainda que aparentemente eles estejam em boas condições, e algumas seguradoras irresponsavelmente não autorizem a sua substituição, depois do acidente.

Segundo: transcorridos alguns anos, os cintos podem dar mostras de estarem perder a eficiência quando começam a soltar os fiapos daqui, outros dali. Manchas em algumas regiões também são sinais de que eles podem estar perdendo a sua resistência. Quer saber? Na minha opinião o cinto é uma das coisas mais importantes no automóvel, em termos de segurança, de proteger os passageiros. Em caso de dúvida, não hesite em substituí-los.

cinto de segurança
Foto Shutterstock
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    José 6 de abril de 2020

    Boris, ainda complementando meu comentário anterior!
    Fazer uma matéria indo a um fabricante de cintos e propor um teste de tração em um cinto de segurança novo em outros com idades entre 10, 15, 20, 25 anos ou mais de uso. Isso mostrará o valor real da resistência do material quando submetido a tração, visto que um novo deve ter um valor especificado correto. Assim poderíamos saber se os outros usados ainda atendem aos valores mínimos especificados.
    O intuito do meu comentário vem como sugestão e não crítica Boris!
    Gostaria de ver esses testes e acho que seria uma excelente matéria e conteúdo.

  • Avatar
    José 6 de abril de 2020

    Olá Boris, Boa tarde!
    Assisti vários vídeos sobre o tema e não obtive esclarecimento sobre minha dúvida!
    A questão é….exemplo: Tenho um carro 1994, será que o cinto não deveria ser trocado, será que já não está na hora?
    Precisamos saber sim a validade do material que como qualquer outro irá apresentar ressecamento, fadiga e outros. Que tal fazer essa verificação com algum fabricante e fazer um vídeo mais completo, inclusive não só com o áudio….mas com as imagens mostrando os material em questão.
    Grande abraço.

  • Avatar
    GEZIEL 28 de janeiro de 2020

    Tenho um Sandero 2009. Fui verificar se meu filho tinha se prendido bem no cinto, e quando puxei pra ver, o cinto se soltou da carroceria do carro! Será que a Renault é obrigada a trocar ou o custo é meu?

  • Avatar
    Manue de Sousa Duarte 11 de março de 2019

    Sim e aonde se pode recorrer para meter cinto de segurança novo?
    Obrigado mas não faço ideia a quem recorrer.

    • Felipe Boutros
      Felipe Boutros 12 de março de 2019

      Olá! O recomendável é que você procure nas próprias concessionárias ou lojas de confiança para ter certeza que está comprando um produto de qualidade.

Avatar
Deixe um comentário