Como aumentar a segurança ao descer uma ladeira muito íngreme?

Estas recomendações são simples e práticas e ensina como dirigir e aumentar a segurança ao encarar longos trechos íngremes

Por Andre Willis19/06/20 às 07h30

A maioria dos motoristas não respeita, não se sabe por quê, uma recomendação muito importante ao estar descendo uma ladeira com seu automóvel. No caso de uma longa descida na estrada, por exemplo, a dica é engatar para descer a mesma marcha que se usaria morro acima.

Então, se a subida exige uma segunda marcha, engate a mesma segunda na descida. Para poupar os freios e evitar o seu superaquecimento – o perigoso fenômeno do fading, que deixa o carro sem freio.

Outra dica é:

Em cidades de topografia muito complicada, ao chegar no alto de uma dessas ladeiras muito íngremes, não confiar só no freio. Por via das dúvidas, engate uma primeira marcha e… de olho no freio de mão!

Como dirigir o Carro descendo longo trecho íngreme na estrada
Como dirigir em trecho íngreme? Engate marcha forte e fique de olho no freio de mão (Foto: Shutterstock)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Leandro 22 de junho de 2020

    Em carro automático tb posso usar o D3 e D1 do câmbio para simular esse freio-motor?

  • Avatar
    Diego 21 de junho de 2020

    Pergunta: Ficar usando somente o freio-motor numa descida muito forte pode prejudicar o motor (visto que as rotações começam aumentar)? Obrigado!

    • Avatar
      Samuel 21 de junho de 2020

      Não. Durante o freio motor, como a rotação do motor está controlada pela transmissão, o sistema eletrônico entende que não precisa injetar combustível. Ou seja, há economia de combustível, redução de emissões e , devido não haver combustão nós momentos de alta rotação, a temperatura do motor chega até a diminuir. Tem só benefícios.

      • Avatar
        Diego 22 de junho de 2020

        Obrigado!

  • Avatar
    Helio 20 de junho de 2020

    O mesmo conceito que uso no superarticulado em descidas freio motor e no cambio conjugado reduz o desgaste de freio em descidas.no carro de passeio marcha baixa e rotaçao de motor média segurando o carro mantendo velocidade .para não perder as calotas kkk

Avatar
Deixe um comentário