Computador de bordo mede o consumo de combustível corretamente?

Muitos motoristas têm dúvidas se podem confiar 100% na medição do computador de bordo, quando o assunto é o consumo de combustível. Mas, podem mesmo?

autonomia de combustivel no painel da ford ranger
Autonomia de combustível no painel da Ford Ranger Limited (Foto | AutoPapo)
Por Boris Feldman
12 de janeiro de 2021 19:30

Se o motorista pretende ter uma ideia mais precisa do consumo de combustível do carro, o que é mais confiável: os dados do computador de bordo ou ele fazer as contas em cada abastecimento? Lembrando que se o cálculo for feito pelo próprio motorista, ele terá que verificar quantos quilômetros o carro rodou e quantos litros são necessários pra completar o tanque. Aí ele terá quantos quilômetros o carro rodou por litro.

O problema do computador de bordo é que, em sua primeira geração, os dados registrados não eram confiáveis. Porém, agora, eles são muito precisos, pois o computador sabe exatamente quantos quilômetros foram percorridos e quantos litros foram consumidos, segundo a segundo.

Já o problema do motorista fazer as suas próprias contas são as divergências entre um abastecimento e outro, a inclinação do carro ou do piso do posto. Para que elas sejam confiáveis, é necessário estabelecer uma média entre vários desses abastecimentos.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Leonilso Amorim 17 de abril de 2021

Cara eu ja fiz o teste varias vezes, tire 10% do q indica o computador de bordo, bate em cima do pedido

Avatar
Geremia 18 de janeiro de 2021

Informação errada.
Fazer os cálculos na bomba não é garantia de precisão, e pode dar uma falsa ideia de que o marcador do painel está errado. Tem muitos fatores na hora de completar o tanque para tirar as médias, desde a inclinação do piso, o momento em que a bomba parou, temperatura e muitos outros fatores.

Avatar
Fabrício 13 de janeiro de 2021

Boa tarde. Como se diferenciam as duas gerações da referida tecnologia?
Obrigado.

Avatar
Dante A. Pereira 13 de janeiro de 2021

Geralmente há um desvio de 10% a mais em relação ao consumo real.

Avatar
Fe 13 de janeiro de 2021

Concordo plenamente, não há como saber exatamente quando se considerar que o tanque cheio do 2o abastecimento está igual ao 1o abastecimento. Falam que é no primeiro click, mas não há como ter certeza que as bombas, mesmo sendo a mesma do 1o abastecimento, irá parar no mesmo ponto do considerado “cheio”.

Avatar
Deixe um comentário