Novo bebe mais que o velho?

Que a Fiat já lançou sua nova Toro, todos já sabem, mas o que poucos têm noção é sobre o consumo da nova picape. Ela 'bebe' mais ou menos?

Por Boris Feldman 11/05/21 às 07h30
Fiat Toro 2022
Fiat Toro 2022 (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)

A Fiat acaba de apresentar uma nova picape Toro, muito bem reestilizada por fora e por dentro, onde ganhou muita sofisticação e tecnologia. E na mecânica, ela estreou o novíssimo motor 1.3 turbo, injeção direta de até 185 cv, que vai também no novo Jeep Compass.

Só não ficou muito bem explicado nesse novo motor 1.3, é que ele substitui o antigo 1.8, também flex, produzido há mais de 20 anos no Paraná; e que a Fiat rebatizou de e-Torq. E enquanto com o etanol, na estrada, o velho 1.8 faz 9,6 km/l, o novo 1.3 não passa de 9,3km/l.

VEJA TAMBÉM:

Pelo menos no trânsito urbano o consumo do 1.3 turbo é um pouco melhor, faz 7,2 km/l contra 6,5 km/l quilômetros do velho 1.8.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
41 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Manoel de Souza oliveira 12 de maio de 2021

Pois eu tenho uma Flex 2.4 2018 no álcool na estrada ele da 12.8 e na gasolina da 14.0 andando menos de 110 km. Eu faço a medida é na bomba, que no computador de bordo ela não passa de 9 , o certo de vc medir é na bomba.

Avatar
Fernando 12 de maio de 2021

Realmente maus potencia , mas parece q o motorzinho está no limite, como consequência bebe muito.
Comparando com outros motores com injeção direta com mesma potência e até com mais cilindrada esse motor bebe muito baixíssima eficiência… uma decepção para um motor ” novo “

Avatar
Diego 12 de maio de 2021

Pois é, também me pareceu que a FIAT forçou a barra aí.

Avatar
Márcio Chamone 13 de maio de 2021

Olha meu amigo, você está totalmente desinformado. Não existe um motor 1.3 no mercado mundial com essa potência e Torque. Esse motor é o mais tecnológico do mundo e com o sistema multiair desenvolvido pela Stelantis. Por isso ao criticar qualquer projeto, devemos conhecer e ter embasamento e propriedades para apresentar.

Avatar
Fernando 13 de maio de 2021

… seria fácil para qq cia com tecnologia fazer isso, esse motor não é novo, está cheio de adaptações, … está no limite, por isso é beberrão pra um motor 1 3, veja o novo da Mercedes, com torque e menor consumo …

Avatar
Fernando 13 de maio de 2021

… é não tem só um mesmo não, tem vários… não adianta nada vc ter um motor no limite beberrão… então é melhor ter um com maus torque com mesmo consumo… qual seria a vantagem de diminuir a cilindrada …???
O motor 2.4 anda mais é bebe a mesma coisa … veja nas reportagens e dados do inmetro … não justifica lançar um motor gastar dinheiro e ter um resultado vamos dizer …” igual ” ao q vc já tem… em outro motor… é tudo marketing …

Avatar
Mario 14 de maio de 2021

Pode ter o projeto mais maravilhoso do mundo pra opinião de quem fabrica, a verdade é que o consumo está na contra mão da atualidade, e pra quem paga mais de 130.ooo num carro d3sse deveria ter um consumo na faixa de 12km/l na cidade.era o q eu esperava desse projeto, mas fazer o quê? Ficam postando propaganda pra tentar minimizar e persuadir as pessoas no quesito consumo? Consome muito não consome horrores Kķk pra um projeto tão novo

Avatar
Joel cruz 12 de maio de 2021

Excelente matéria Boris,A Fiat infelizmente desistiu do motor só a Etanol que daria um consumo mais razoável.Tem seus motivos.Há regiões no Brasil que o consumidor não encontra Etanol, com certeza ela perderia demanda.O motor Flex consome mais que mono,mas te dá flexibilização de abastecimento.Proporcionamente peso×Torq o consumo é razoável.Tem a questão emissão de gases FCA têm que esta no padrão.

Avatar
Luiz Carlos Monteiro de Barros 12 de maio de 2021

Vc não incluiu nos comentários, a 2.4. Possuo uma 2017/18, e sempre gosto de receber suas avaliações. Realmente , ela não é muito “ Santa” no consumo. Abraço

Avatar
Almicelia Lindoso santos 12 de maio de 2021

Tenho uma Fiat Toro 1.8 freedom 2021 faz na cidade ,8.2km/l e na estrada não fiz o teste ainda!!! Carro muito bonito, porém não tem arrancada, muito fraco!! Pelo omenos eu achei!!!!

Avatar
Raquel Ingred Costa 12 de maio de 2021

Faça um teste drive na Nova Toro motor turbo e vc vai ver que é completamente diferente!Um carro muito melhor com um design de painel mais bonito e recursos de conectividade que irão ganhar o cliente.

Avatar
Diego 12 de maio de 2021

Entendi, Boris. A FIAT teria a missão de entregar um carro mais ágil e econômico. Entregou um mais ágil, pelo menos. Acredito que a FIAT deveria trabalhar esse motor na casa dos 150cv para gastar menos. E, mesmo assim, seria mais ágil. Em tempo, a coluna apresenta o motor como um dos mais modernos do país, por causa do MultiAir. Não concordo, gosto mais de resultados. Por exemplo, a Ranger americana faz média geral na casa dos 9 Km/l, com um motor ecoboost 2.3 com cerca de 270cv, e consideravelmente mais pesada e maior. A gasolina lá é um pouco melhor, mas também contém etanol. Então, pelo conjunto da obra, a FIAT deveria colocar um câmbio mais moderno (eficiente) também.

Avatar
Fernando 12 de maio de 2021

… é isso … motor potente para a cilindrada, mas eficiência muito baixa, perde para qq motor de injeção direta usado no Brasil…

Avatar
Paulo maurilio 12 de maio de 2021

A minha Toro fredom até 6 faz 8: 2 na cidade

Avatar
RENATO VELOSO QUEIROZ 12 de maio de 2021

“Cavalo corre cavalo come “

Avatar
Sandro 13 de maio de 2021

Certo fome comer mesmo

Avatar
Evol 11 de maio de 2021

Ei Eng° Boris, add a cavalaria nessa sua conta que vc entende rapidinho a diferença.

Avatar
Fernando 12 de maio de 2021

… compare as cavalaria dos motores da BMW por exemplo e veja o consumo… o motor mais fraco q vc achar é muito mais potente e econômico q este ” novo ” motor da Fiat

Avatar
Márcio Chamone 13 de maio de 2021

Prove!!!!!!

Avatar
Mendel Bernardes 11 de maio de 2021

O problema está no peso herdado do FIAT 500X, que não usa aços especiais, DE MAIOR CUSTO, por isso mais pesados e consequentemente gastões.

Avatar
Murilo Soares 11 de maio de 2021

SÃO 185 CV CONTRA 139 XV DO ANTERIOR, NAO HÁ MILAGRES, OUTRA, O DESEMPENHO MELHOROU MUITO PRATICAMENTE PELO MESMO CONSUMO, ENTÃO É UMA EVOLUÇÃO SIM, COMO HÁ BB PESSOAS QUE PARECEM NAO QUERER ENTENDER.

Avatar
Isaac Barbosa de Medeiros 11 de maio de 2021

Grande parte dos bradileiros,ainda estão na era do fusca! Como um carro deste,com este peso e ainda com o combustível ruim que temos,pode ser econômico? Acorda gente!

Avatar
Danilo 12 de maio de 2021

Muitos reclamam da toro que dizem veber muito e compram tucson

Avatar
Lucio 11 de maio de 2021

Um carro com 1600kg têm que bever mesmo!

Avatar
Fernando 12 de maio de 2021

… não exatamente, no mundo tem um monte de exemplos, mas aqui no Brasil tem vários tb , um exemplo é o Tucson 1.6 New 1.6 , tem mais potência, mais pesado, anda mais e bebe nenos… sem falar nas alemães…

Avatar
Márcio Chamone 13 de maio de 2021

Coloque os números aí então!!!! O Auto Papo poderia fazer esse comparativo. Peça ajuda a quem entende por favor!!!!!

Avatar
Fernando 13 de maio de 2021

Márcio, eles tem os valores no inmetro e com vários testes feitos por especialistas… não comparam/ publicam por conveniência… esse é o primeiro site q contesta o consumo de um produto recém lançado … é uma troca de favores …

Avatar
AntOhio eduardo 11 de maio de 2021

Em pleno 2021 faz menos que um GOK quadrado 1985 que tequinologia maravilhosa .

Avatar
Nasquim 11 de maio de 2021

Certos carros tem seu público alvo em pessoas já definidas na vida. Meu primeiro carro foi o mais econômico da época. Hoje em podendo olharei outros aspectos além de economia. Talvez por falta de concorrência é a campeã de vendas da Fiat ficando atrás apenas de sua irmã mais nova.

Avatar
Jorge Nicolau 11 de maio de 2021

Corrigiu um dos muitos problemas da toro, mas o consumo elevado se manteve e a falta de esterço para manobras também, além de muitos outros.

Avatar
Fernando 12 de maio de 2021

… concordo com tudo …

Avatar
Reynaldo 11 de maio de 2021

Nova, mas continua feia e gastona….

Avatar
Joaquim Antônio Morais 11 de maio de 2021

Não concordo que seja uma camionete feia. É muito estilosa e moderna. Tanto é que sai da VW e comprei uma Toro tem 2 anos e meio. Só óleo e filtros. Mais nada até agora. Ah, e carrego peso. Na chácara…..

Avatar
Jarbas Ferreira 11 de maio de 2021

Dizem que inveja mata.

Avatar
Joaride Pedroso de Alvarenga 11 de maio de 2021

O problema são os Icms dos governos estaduais sobre a gasolina, aí os produtores e empresas do ramo do etanol colaboram com sua ganância, acaba ficando elas por elas o preço da gasolina e do etanol e, nós consumidores somos os únicos que pagamos o pato 😡

Avatar
Renato dos Santos Borges 11 de maio de 2021

Não adianta aumento de potência em motores pq pois vai consumir bem + que um médio ou grande; que o diga a Yamaha c/ sua R3/MT3! Tbm não há crise de petróleo e sim safadeza da Petrobrás que os fabricantes a toda desfaçatez de sobre alimentar motores anêmicos!!!!

Avatar
Roberto 11 de maio de 2021

Bom dia a todos, diante de uma realidade incerta . Ter prudência e a melhor arma, continuo com meu up aspirado que faz média 17 gasolina na estrada, com direito à 5 estrelas em colisão com ipva pagável ( 2014/2015), do que ser investidor de impostos e montadoras que não caiu a ficha de que quanto maior, menor o consumo. Quem viver verá

Avatar
João Paulo 11 de maio de 2021

é mesm? foda*se

Avatar
Lemos 11 de maio de 2021

Que carro é esse?

Avatar
Sales 11 de maio de 2021

Já tive todas versão da Toro 1.8 flex como a diesel por último estou com versão 2.4 com 186 cavalo flex muito Bao mais forte que a diesel e muito econômica no etanol estrada 9.8 litros acimas de 130 km por hora na gasolina fez na estrada 12. C litros todos percurso com ar condicionado ligado

Avatar
Cesar Basso 11 de maio de 2021

Estes resultados são com etanol? A gasolina o novo motor é mais econômico? Obviamente 40 cv a mais tem um custo. Eu nao ficaria frustrado com um motor desses no meu Renegafe. Mesmo com mais consumo. Se priorizasse economia comprava um kwid.

Avatar
Deixe um comentário