Substituir chip da central aumenta a eficiência do motor, sem problemas?

Muitos prometem que ao trocar esse tal chip, o motor vai ter um desempenho melhor e agradar o bolso do motorista. Afinal, isso procede?

Por Boris Feldman 24/06/20 às 07h30
chip da central eletrônica motor do carro em detalhe
Chip da central eletrônica motor do carro em detalhe (Foto: Shutterstock)

Um leitor do AutoPapo diz que uma oficina de sua confiança lhe ofereceu para trocar o chip da central eletrônica, resultando em maior eficiência do motor. Ou seja, maior potência e até, talvez, menor consumo.

O dono da oficina lhe afiançou que ele não vai ultrapassar os limites estabelecidos pela fábrica e, portanto, dá plena garantia do serviço realizado. Bem, se a oficina afirma não extrapolar os limites estabelecidos pela fábrica, é bem possível que essa troca do chip resulte no que foi prometido.

Porém, vale a pena lembrar que a fábrica já faz das tripas coração para tirar do motor o máximo de eficiência e desempenho. Será que os seus engenheiros não conhecem esse chip?

chip da central eletrônica motor do carro responsável pelo desempenho em detalhe
Prometem tanto que ao trocar o chip da central, o carros será ‘outro’. Isso é verdade? (Foto: Shutterstock)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Fernando 26 de junho de 2020

uso nos meus dois VWs um chip que melhora a sensibilidade do acelerador , tirando o delay quando pisamos no mesmo. A performance dos carros aumentaram muito , dando inclusive mais segurança nas ultrapassagens. Certamente o consumo aumentou um pouco e as emissões muito provavelmente também. Então não tem milagre. Eu optei por melhor performance em detrimento da eficiência. Mas o fabricante precisa seguir a legislação e ter o marketing de ter um motor econômico, mesmo que isso gere menos desempenho. Não existe mesmo almoço grátis.

Avatar
Rodrigo 25 de junho de 2020

E ajustar o mapa de gerenciamento dentro de um mesmo tipo de motor com diferentes ajustes? Por exemplo o TSI 1,0 do up! e do Polo com 23 cv’s de diferença num mesmo motor… O ajuste traria problemas ? Acredito que não, são somente ajustados para oferecer diferentes potências para interesses de mercado da montadora,,,

Avatar
Humberto Dias de 24 de junho de 2020

Lamento, mas para tirar mais rendimento do motor, sem extrapolar parâmetros legais, é preciso preparar o motor para isso, a simples troca de um chip que respeite tudo isso não resultaria em ganhos que justificassem os custos… a não ser que a mão-de-obra saísse de graça…

Avatar
Valdir Cecunello 24 de junho de 2020

Os motores que equipam nossos veículos saem das fábricas regulados para não excederem os níveis de emissão exigidos pela legislação. A potência escolhida pelo fabricante será aquela que obedece a legislação. Ao substituir o mapa do motor, esses níveis não seguem mais a legislação. Pode-se ajustar então uma nova faixa de potência e torque. Esse é o trabalho do novo chip.

Avatar
Deixe um comentário