Eluminator, ideia iluminada da Ford

A Ford lança em novembro o novo motor elétrico Eluminator: uma boa para os condutores que desejam um pouco mais de potência em seus veículos

Ford lança motor elétrico Eluminator no dia 2 de novembro, nos Estados Unidos
Ford lança motor elétrico Eluminator no dia 2 de novembro, nos Estados Unidos (Foto: Ford | Divulgação)
Por Boris Feldman
23 de setembro de 2021 07:32

Motor elétrico é incomparavelmente menor, mais leve, simples (só tem uma peça móvel) e eficiente que o motor a combustão. Na verdade, o carro elétrico não está demorando a vingar em função do motor, mas pelos problemas com as baterias.

E uma novidade, agora no mercado, vem da Ford, que lançou um motor elétrico chamado Eluminator, com 285 cv e 44 kgmf, que pode ser adaptado em qualquer automóvel, pois ela irá vendê-lo avulsamente. Ou seja, cabe ao comprador resolver o problema das baterias…

O lançamento oficial do motor Eluminator da Ford será no Sema Show (Las Vegas- EUA), no dia 2 de novembro. Uma boa ideia para quem quiser deixar sua tartaruguinha andando mais do que um Ford Mustang.

VEJA TAMBÉM:

Ainda bem que a adaptação é ilegal no Brasil; caso contrário, já imaginou a quantidade de Corsinha, Uno Mille e Renault Kwid se esborrachando por aí?

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Andre Rocha 24 de setembro de 2021

Eu mesmo adoraria colocar na minha nave. É meu sonho tê-la 100% elétrica e quase triplicar a potência! Xsara Picasso 02 118cv
Mas… já sabemos que o preço, caso as leis brasileiras permitisse, não valeria a pena, e ainda tem o problema das baterias e suas respectivas autonomias.
Mas que seria interessante ter a nave com pelo menos 150 pocotós, isso seria!

Avatar
Leo 24 de setembro de 2021

Não vai funcionar nos Uno, Celtinha, Corsinha e muito menos nos ferro velho que o Bóris deve manter na garagem rs

Avatar
Rael 24 de setembro de 2021

Uma baita de uma filhadaputagem! Um meia dúzia de burocratas achando que sabem o que a maioria dos indivíduos querem. Ilegal é o Estado.

Avatar
José 23 de setembro de 2021

Esse novo episódio automobilístico relaciinado aos propulsores, se de combustão interna, fossil ou renovavel, ou elétricos, “limpos ecologicamente”, é uma falácia. Em se tratando do Brasil, onde a energia elétrica, alem de caríssima, está ameaçada com apagões ou atrelada a queima de combustível fossil pelas termoelétricas torna,juntamente com a alta taxa de impostos e baixo poder de compra de mais da metade da população, inviável comercialmente. Se quer conseguimos manter umazinha só que fosse fabrica de veículos nacional. Ainda tem quem sonho, é valido, mas é uma utopia.

Avatar
uga 23 de setembro de 2021

“Ainda bem que a adaptação é ilegal no Brasil; caso contrário, já imaginou a quantidade de Corsinha, Uno Mille e Renault Kwid se esborrachando por aí?” O Brasileiro é uma desgraça mesmo.

Avatar
paulo cesar 23 de setembro de 2021

Boris sendo, apenas Bóris…superficial, cheio de ideias pré-concebidas e atrasadas. Ao contrário dos vinhos, ele só piora com a idade

Avatar
Marcos 23 de setembro de 2021

“Ainda bem que é ilegal no Brasil”, disse o Boris Feldman. O problema não é o motor (ou a potência do motor), mas o uso que se faz dele (ou da potência que o motor). Espero, honestamente, que a Ford e outros fabricantes de motores elétricos trabalhem para resolver os problemas regulatórios junto às autoridades brasileiras e tornem a conversão para motor elétrico no Brasil legal. E não há como negar que os carros mais antigos, provavelmente, não teriam condições estruturais para um motor mais potente. Portanto, que se ofereçam alternativas de motores menos potentes, mais adequados para os carros antigos.

Avatar
Graziane Lima 24 de setembro de 2021

Concordo plenamente

Avatar
MARCEL REIMUNDI AIUB 24 de setembro de 2021

Perfeita colocação, espero também que aconteça isso, caso contrário seremos refém do petróleo até que o mesmo se estingue.

Avatar
Deixe um comentário