Surrealismo: extintor não é obrigatório. Mas se estiver fora do padrão….

Atualmente o equipamento é opcional, mas uma brecha na lei pode causar dor de cabeça para quem o tiver em seu carro

Por Boris Feldman 16/09/20 às 21h31
motorista segurando extintor incendio com carro automovel ao fundo
Proprietário segurando o extintor de incêndio com o carro ao fundo (Foto: Shutterstock)

Uma das exigências absurdas de que o brasileiro ficou livre recentemente foi a da obrigatoriedade do extintor de incêndio para carros.

O poderoso lobby de seus fabricantes fez do Brasil o último país a exigir esse monstrengo, que deixou de ter qualquer utilidade depois de introduzida a injeção de combustível. Ele se tornou opcional: tem o extintor para carros quem quiser – no caso dos automóveis.

Entretanto, acredite: se o carro tiver o extintor, terá que estar carregado. E mais: do tipo ABC, que substituiu o antigo tipo AB.

Então só para eu entender: se uma blitz para o meu automóvel e descobre que o extintor está fora da regulamentação, basta jogá-lo fora que eu me enquadro na lei. Ou estou enganado?

Proprietário segurando o extintor para carros com o automóvel ao fundo
Extintor não é mais obrigatório dentro do carro, mas caso esteja fora do padrão… (Foto: Shutterstock)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
11 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Marcos 14 de outubro de 2020

    Alexandre o pó vai empedrando com o passar dos anos, este pó é Bicarbonato e o extintor tem internamente nitrogênio que vai umedecendo o pó, esta informação são resultados de teste feitos por engenheiros de órgãos competentes.
    Outra situação em que exige manutenção em extintores anualmente é o fato do extintor não ter uma vida util, ele vai enferrujando internamente e corre o risco de vazar, por isso a necessidade dos teste de resistência do cilindro na manutenção (Hidrostático)
    O fato é que o extintor não só protege bens como mencionado acima, as vezes você pode estar em um lugar distante de socorros e sofrer um acidente e ficar prezo nas ferragens do automóvel em chamas, aquele simples extintor que não custa mais de R$80,00 pode salvar sua vida.
    Completamente irresponsável a matéria, falta informação e responsabilidade nas opiniões de pessoas sem embasamento técnico.

  • Avatar
    Rodrigo 19 de setembro de 2020

    Obrigatório não é ,mas se vc não tem seguro e não tem extintor,seja ele de qualquer classe,seu carro vai queimar e se acabar até o bombeiro chegar,então na minha opinião como a dos demais r que tenha ele em plenas condições de uso,porém se vc tem seguro pode descartar ele quando perder a validade,pq com certeza seu seguro vai te resarcir

  • Avatar
    Elcio Alvarez 18 de setembro de 2020

    Vou deixar uma dica! Apaga esta matéria enquanto poucos visualizaram. A matéria está cheia de equívocos a começar pela opinião dada pelo autor “Uma das exigências absurdas de que o brasileiro ficou livre”. Ah! Está opinião sim, é um absurdo. Entitulado jornalista e engenheiro não pode passar informações incorretas. Extintor AB? O que é isto? Não seria BC? Agora, é uma coisa racional que, caso você tenha o extintor, ele tenha que estar em pleno funcionamento. Senão, pra que ele serve?

  • Avatar
    Leandro 17 de setembro de 2020

    Não vi nada de surreal. É simples, vc não precisa ter no carro, mas se tiver tem que ser um que vai funcionar, pois “O uso incorreto do extintor pode causar maiores danos em uma situação de incêndio, pois a utilização de uma classe errada pode aumentar as chamas”.

    • Avatar
      Clécio 17 de setembro de 2020

      Acho que ele quis falar que se o extintor estiver fora do padrão e for parado em uma blitz, a pessoa será multado.
      Já vi uma reportagem que o extintor tem que tá na validade e tem que ser ABC.

    • Avatar
      Ana Paula 17 de setembro de 2020

      Também concordo, não vejo nada de Surreal. Devia sim ser obrigatório pois no Brasil existem muitos veículos antigos e este equipamento de segurança é sim importante.

    • Avatar
      Rogério 18 de setembro de 2020

      Concordo com você Leandro, pois poucos sabem utilizar os extintores, inclusive quem fez a matéria mostra que não conhece nada sobre o assunto, os automóveis nunca usou a classe AB como é citado a cima, era usado o BC e ai então foi substituído por ABC.

    • Avatar
      Amiel 14 de outubro de 2020

      Concordo com o seu pensamento Leandro de que adianta você ter um equipamento que não atende as normas de segurança se o tem tem que estar dentro das normas ,eu fico pensando quando era obrigatório a galera reclamava que era mais dinheiro que era gasto ,agora querem ter um equipamento sem ser normalizado fala sério .

  • Avatar
    Rafael 17 de setembro de 2020

    Eu acho legal ter, em um acidente que vaza combustivel é possivel utiliza-lo.

    • Avatar
      José Roberto 17 de setembro de 2020

      Embora deixou de ser obrigatório, para mim é importante manter extintor no carro. Essa importância tem que estar aliada ao conhecimento sobre o manejo e a natureza do incêndio. Enfim, acredito que por medida cautelar é bom manter o extintor mesmo que não seja preciso, do que precisar e não te-lo. De forma que se for para mantê-lo que seja dentro das normas.

      • Avatar
        ALEXANDRE DA SILVA 17 de setembro de 2020

        eu acho incrível que como uma pessoa é obrigado gastar dinheiro sem necessidade se o extintor está cheio com pressão o pó não vai mofar ele vai valer a vida toda é um caso de segurança para pessoa aí a pessoa tem que gastar de todo jeito porque kkkk

Avatar
Deixe um comentário