Ford no Brasil: saiba os planos da marca americana para o país

Depois do já anunciado fim do Fiesta, a Ford no Brasil deixou alguns consumidores apreensivos. Saiba quais são os planos dela para o nosso mercado

ford logo shutterstock
Por Boris Feldman
09 de março de 2019 19:30

Depois do já anunciado fim do Fiesta, a Ford no Brasil deixou alguns consumidores apreensivos. Saiba quais são os planos dela para o nosso mercado:

[TRANSCRIÇÃO]

A Ford anunciou – mas está sendo duramente criticada – que vai fechar sua fábrica em São Bernardo do Campo (SP) e deixar de produzir: caminhões e o Ford Fiesta. Qual é o plano da marca para o mercado brasileiro?

Manter sua fábrica em Camaçari (BA) produzindo o EcoSport e o Ford Ka. Da Argentina, ela vai importar só a picape Ranger, pois o Focus deixa de ser produzido lá em maio. Do México, ela traz o sedã Fusion, que será produzido lá pelo menos até 2020. Do Canadá, ela continua trazendo o utilitário esportivo Edge.

À estes modelos, ela pode acrescentar mais dois a serem produzidos na Argentina ou no Brasil: uma picape para substituir a finada Courier e pelo menos mais um SUV entre o EcoSport e o Edge, para também marcar presença na disputada faixa do Jeep Compass.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
40 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
André De Maria 5 de novembro de 2020

#FordMeFordeu

Avatar
Paulo Fernando José Freitas Machado 8 de junho de 2020

Acho não tenho certeza que a Ford deve retornar ao mercado na América do Sul logo agora que conseguiu o feito fé entrar no mercado de carretas ..como extra pesados .não devia regredir e sim avançar mais e mais agora que deve firmar os pés no chão e trilhar para novas conquistas. Como Ford Max nova sensação na Europa…o Brasil tem muito mas estradas do que se imagina. … Levanta a cabeça e segui em frente…e que Deus nos abençoe A cada dia felicidade…

Avatar
José 22 de julho de 2019

Minha, opinião temos que ter o pé firme! A Ford na verdade sempre foi, fraca de mercado, melhorou muito devido os veículos ter novos designs e condições atrativas,de compras! Falta de peças horrível, serviços prestados pelas concessionárias é bom, profissionais bons! Só que falta muita peças Ford Ka campeão de reclamações, entre barulhos e danos ao motor! É triste vê uma grande empresa ir de mau a pior!

Avatar
Davi 24 de maio de 2019

Estou so aguardando as notícias da ford. Estava pensando em pegar o novo ka, mas essa frescura da marca não sei. Acho que vou de Renault sandero e mais confiável.
E outra coisa a ford não são tão bom assim não. Se fosse não estariam vendendo mal. O erro da ford e oferecer os melhores carros deles em outros países e no Brasil so restos.
Goste ou não vocês. E so olhar o novo ka da europa e o novo ka daqui, e também as picapes de outros países. Abraço!!

Avatar
nei reisdoerfer 24 de outubro de 2019

Davi, comprei um FORD ka sedan 1.5 2016/2017 novo SEL, aqui em BENTO GONÇALVES RS , E tive problemas com a pintura e me alegaram um monte de argumentos, peguei laudos tecnicos estou entrando com açao contra a FLORAUTO E FORD DO BRASIL. este veiculo foi repintado, E NAO admitem o erro . eu não indico FORD.

Avatar
Gabriel 11 de março de 2019

Acho que as fábricas de carro da China e Índia estão com os preços imbatíveis em relação a qualquer lugar no mundo, devido ao fato de lá os impostos serem mais baixos e o encargo social ser mais baixo (se tiver tipo INSS e etc lá).
Assim infelizmente enquanto a China e Índia não tiver sindicatos para conceder esses direitos muitas fábricas vão fechar. Será justo um chines ou indiano trabalhar 8 horas por dia e não ter INSS e etc? Parece trabalho semi-escravo.

Avatar
Carlos 11 de março de 2019

O Gustavo e o Saúva estão mais do que certos, estas 4 marcas estão vendendo o carro mais caro do mundo a décadas no Brasil com regalias fiscais, eles não estão levando prejuízo, são avarentos, se GM e Ford forem embora, não compro mais nenhum carro deles..

Avatar
Rod Hawk 12 de janeiro de 2021

Feito. Resta sermos coerentes.

Avatar
Fabio 10 de março de 2019

Não devemos nem perder tempo querendo saber se o modelo x,y ou z deixará de ser produzido pelo fabricante a, b ou c. O que não falta atualmente, são novos fabricantes. O que interessa saber é se são seguros, iguais aos feitos na matriz, e se tem preço competitivo.

Avatar
Arno Käfer 10 de março de 2019

Esta é a lógica do capitalismo: se o consumidor compra qualquer coisa a qualquer preço, vão fabricando qualquer coisa a qualquer preço; o consumidor vai ficando exigente e a concorrência vai aumentando, ou se adaptam ou saem fora do mercado. A Ford fez uma opção e vai segui por aí: investirá alto em tecnologia elétrica e continuará focando o mercado americano de camionetões. Vai até parar até com a linha de sedãs por lá. Sem problemas, uns saem e outros entram no mercado. No mais, é choradeira de pseudo-capitalista com complexo de vira-lata em país com a mente contaminada pela droga de socialismo. Quem quiser a segurança de modelos que serão eternos então vá pra rua e faça passeata reivindicando para que a Lada venha pra cá… A questão é simples: a Ford vai parar de fabricar tal nodelo, ou vai embora…? Tchau, vida que segue. Outros modelos vão ocupar o espaço.

Avatar
Elmo 10 de março de 2019

Gente que conversa estranha a de vocês, acabei de me aposentar na Ford, sabemos que ela está fazendo o que todas fazem, midernizando seus produtos, porque estão fechando a fábrica de SBC , uma fábrica antiga , equipamentos antigos e produzindo produtos já envelhecidos, se você fosse acionista continuaria investindo em produtos que só perdem mercado ?
Estás empresa não pensam no trabalhador e nunca pensarão, o negócio é lucro !
Estão reestruturando a fábrica de Taubaté com equipamentos de última geração !
Ex : uma linha que produz o motor sigma utiliza 25 pessoas, agora com nova tecnologia utilizará 9 pessoas , significa que as 16 estão sobrando , o que fazer com elas, já que até o final do mês chegará no total de 300 sem emprego, o que faremos ?

Avatar
Marcolino Cavalcante Teixeira Lima 10 de março de 2019

Veja o exemplo dos Caminhões da Ford tem produtos bons tipo o Cargo.Porém o que falam tecnologia e esse Arla em todos caminhões é impossível concorrer com preços e fretes pois a maioria não tem Arla.É loucura caminhão novo no Brasil.

Avatar
Marcolino Cavalcante Teixeira Lima 10 de março de 2019

Veja o exemplo dos Caminhões da Ford tem produtos bons tipo o Cargo.Porém o que falam tecnologia e esse Arla em todos caminhões é impossível concorrer com preços e fretes pois a maioria não tem Arla.É loucura caminhão novo no Brasil.Os velhos levam a mesma carga e quem tem Arla tem esse custo indevido.

Avatar
Ronaldo Noce 10 de março de 2019

Todas a montadoras no Brasil estão em dificuldades, a GM ameaçou a deixar o país recentemente e seu carro de entrada é o campeão de vendas. Acontece que as leis que são impostas aos veiculos ano a ano estão deixando os veiculos cada vez mais caros pelo fato de ser tecnologia de outros países e isso custa caro. A Kombi foi um sinal de que estava para acontecer, chegou uma hora que o projeto não permitia mais tanta tecnologia imposta, vai ser assim e a tendência é piorar.

Avatar
João Victor 10 de março de 2019

Podiam trazer uns carros da hora de verdade né?! Produzir ou pelo menos trazer a F-150, F-250 e Raptor, pelo preço justo… Mas claro, com o design igual o americano, pq a F-350 passou por mais de 5 atualizações e continua o mesmo modelo de 2006… Tem que cobrar a marca, só traz porcaria pra gente e pros nortistas os melhores produtos…

Avatar
RICARDO JANSEN OLIVEIRA DA SILVA 10 de março de 2019

A Ford no Brasil não presta. Maior desrespeito com o consumidor. Simplesmente ela está colhendo o que plantou. Por mim vai tarde. Sou proprietário do fusion FWD 2016. Acho um carro magnifico. Infelizmente tive problemas com a garantia. Sei bem o que é lhe dar com a Ford.

Avatar
Saúva 10 de março de 2019

O governo de deveria abrir o mercado de automóveis para importação. Esse negócio de protecionismo argumentando empregos é balela. Abre mercado e deixem eles se matarem pra conseguir os clientes. Quanto mais marcas e modelos disponíveis, melhor a concorrência e isso faz bem pra economia e pra sociedade que paga caro demais por um automóvel. Ford , Volks, GM e Fiat ficaram décadas sozinhas no mercado fazendo o que bem quiseram com o consumidor. Agora tem que rebolar…

Avatar
gustavo 11 de março de 2019

falou tudo. há décadas o governo vem segurando essas empresas sanguessugas no país porque nenhum governo quer nas costas o saldo de gente perdendo o emprego por causa de chantagem desses fabricantes avarentos. Pra mim, honestamente, já passou da hora dessas empresas irem todas pra casa do c*#@@o. Tremendo atraso de vida.

Avatar
Erik 11 de março de 2019

Precisa abrir mercado para importação? Você estudou? Sabe o significado da palavra importação? Já ouviu falar em Hyundai? Nissan? Toyota? Honda? Chery? BMW? Audi? Suzuki? Jaguar? Land Rover? Mitsubishi? Peugeot? Renault?
Volta para a escola ou vá se informar um pouco antes de postar bizarrice.

Avatar
Alex 6 de novembro de 2020

Erik, nosso amigo disse importação justa, não 60% de taxa de importação inclusive em cima do frete. Isso significa fechar as portas para o mundo e viver num Brasilsinho fechado, pobre, sem evolução…

Avatar
Aline 10 de março de 2019

Gente! Se liguem! A marca é enorme, é boa, nós clientes temos que aguardar para ver as novidades! Parem de ser crianças choronas Deus me livre! Quando a marca é boa em qualidade, sofisticação, detalhes que surpreendem pode vir 10 modelos podem sair os 10 modelos! Quando o carro é bom, a gente nunca trai, a gente até paga a mais por uma roupa, tênis, sapato bom! E por que não um carro bom?!

Teu time deve ser uma bosta, e você não larga kkkkkkk !!!
tu é deve ser chato e teu parceiro(a) não te larga!

A Ford tem tradição, qualidade, bom gosto, segurança, sofisticação! Eu jamais trocaria está marca, pois sei que tem preço que vale a pena pagar até a mais por algo bom! Pois em um acidente, e a gente poder ter a oportunidade de voltar e contar que sobrevivemos por ter um carro bom e seguro, não tem preço que pague!

Vamos aguardar!!!!!! Aproveitem vocês aí as promoções de últimas unidades!!!! Pois no semi novo, ainda vai ter comprador e vendedor a rodo querendo os modelos! ✨??

Avatar
Beto 10 de março de 2019

Respeito sua opinião, tive um Fiesta Rocam, comprei zero, fiquei por 6 anos, 103.000 km. Contratando com outros do mesmo ano e faixa de preço, era o melhor equipado. Durante esse período, vi a Ford cometer vários erros de mercado, principalmente com esse New Fiesta, desde o lançamento, passando pelo problema recorrente do câmbio powershift, seria um dos melhores, mas economias tupiniquins, foi um fiasco. Os maiores acertos foram promovidos pela FORD BRASIL, com EcoSport e novo Ka. Porém é comum grandes marcas darem pouca visibilidade para times de terceiro mundo por conta de uma “política global”. Agora voltando aos problemas, as concessionárias principalmente em cidades médias e pequenas deixam a desejar, em cidades grandes realmente podemos escolher qualquer marca, onde moro, por exemplo, só GM, Fiat, Ford, e, há uns 4 anos, Renault e VW. Nada de Toyota, Honda, Hyundai, Peugeot, etc. Quem tem condições de bancar manutenção em outras cidades (entre 150 a 300km) podem comprar essas marcas.
No mais, o New Fiesta nasceu morto, quem vai salvar a Ford no Brasil é a Ford Brasil, o Novo Ka tem condições de suprir o lugar do Fiesta, só melhorar o atendimento e o preço das manutenções, R$65 em um litro de óleo (produzido pela Castrol), R$120 em uma lâmpada H4, só porque tem a marca Ford Motorcraft não dá.

Avatar
Luciano 10 de março de 2019

Só corrigindo, os óleos agora são produzidos pela Mobil. Desde a aquisição do meu carro só coloco esse óleo, mas não tem tanta diferença de preço se comparado ao mortorcraft, até porque as concessionárias passaram a vender pelo MercadoLivre.
Agora lâmpada só porque vem estampado a marca Ford isso eu nunca comprei, tem tantas marcas boas por aí.

Avatar
Carlos Alberto 10 de março de 2019

Seria interessante trazer para nosso mercado o Ford Everest caso ele fosse fabricado na Argentina. Um utilitário da picape Ranger, aumentando a oferta de produtos em nosso mercado.

Avatar
Fernando 10 de março de 2019

Quem não tem competência não se estabelece.

Avatar
Cesar furlanetto 10 de março de 2019

A Ford sai por causa dos encargos sociais, das ações judiciais e das decisões da “justiça trabalhista”. Assim como as empresas saíram dos EUA para a China.

Avatar
Laércio Cruz 10 de março de 2019

Ultimamente só venho comprando Chevrolet. Já tive modelos Ford. O pior é que os produtos são caros, e a “política” comum às concessionárias é atender mal. Mesmo com incentivos do nosso país. Então, precisamos encontrar alternativas internas. Manda essas nojentas sumirem daqui. Viva o fusca!

Avatar
Ailton 10 de março de 2019

Se vc não conhece de carro cale a boca…

Avatar
Fernando 10 de março de 2019

Ford e Chrysler nunca mais
teve um Lee Iacocca no comando.
Tirou as duas do buraco.

Avatar
Claudeci carlos 10 de março de 2019

Ford está virando as costas para o brasil , ela investe muito mais nos outros países, se eu não me engano o carro mais vendido do mundo e o dela a f150 que já mais vira para o Brasil.

Avatar
Lourival Carvalho 10 de março de 2019

Concordo com você amigo, veja que a Ford trás a ranger da Argentina com valores muito mais altos para o Brasil se compararmos os valores da f150 com os valores praticados da ranger veremos que todas as montadoras tradicionais vendem seus lixos com preços de luxos e o pior é que nós ainda comprarmos.

Avatar
Francisco Guimarães 1 de agosto de 2019

Parece ironia, chegando ao Brasil em 1919 e saindo em 2019 , um século de Brasil . Só lembrando, a f series é produzida na Venezuela !!! Pasmem !!! Em trem no site da Ford da Venezuela.

Avatar
Lucas Pontes 9 de março de 2019

A Ford Brasil sempre teve que aguardar 6 anos para aprovação de qq projeto pela matriz nos EUA. A decisão de fechar a planta SBC foi tomada em 2017. Não adianta tapar o Sol com a peneira, a concorrência se tornou uma bola de neve montanha abaixo. Parte da população não tem condições de adquirir um veículo devido aos baixos proventos. A outra parte nunca terá um auto. A menor parte restante tem dezenas e dezenas de marcas e modelos para escolherem. O custo fábrica deixa a desejar devido aos impostos abocanhados pelo governo federal, apesar dos empréstimos concedidos para novos projetos. A globalização matou as exportações e o mercado se retraiu nos últimos vinte anos.

Avatar
Fábio Luiz Coelho Bonoldi 9 de março de 2019

Concordo plenamente com sua posição Lucas. É o que eu penso também!

Avatar
Rogério Inoue 10 de março de 2019

Concoruc com a sua opinião. O mercado mudou e não adianta produzir se não é competitivo. Com essa taxa de câmbio nossos produtos são inviáveis para a exportação!! E nenhuma montadora sobrevive apenas de mercado interno. Uma pergunta aos críticos… por quanto tempo você investe em negócio que dá prejuízo??

Avatar
Edson Maciel 9 de março de 2019

A saída é o consumidor deixar boiar o estoque da Ford. Comprar na concorrência.

Avatar
Edson Maciel 9 de março de 2019

A saída é o consumidor deixar boiar o estoque da Ford. Comprar na concorrência.

Avatar
Henrique 9 de março de 2019

Quer deixar o país ..que deixe

Avatar
Edson Maciel 9 de março de 2019

Pois é; e não comprar Ford no Brasil, pois vai sempre correr este risco, de uma hora pra luta.

Avatar
Antonio 12 de março de 2019

Ela só esta saindo de São Bernardo, mas continua na Bahia. Provavelmente o custo de produção em São Bernardo é alto demais. Salários, etc….lembre-se que o sindicalismo é forte demais lá, e isso sumenta o custo de produção…

Avatar
Deixe um comentário