Ingenuidade: afirmar que não precisa do ESC…

O Controle Eletrônico de Estabilidade é um do importante item de segurança do veículo, e há quem afirme que ele não é necessário. Que erro!

O ESC é um dispositivo de segurança tão importante quanto os cintos!
O ESC é um dispositivo de segurança tão importante quanto os cintos! (Foto: Internet | Reprodução)
Por Boris Feldman
18 de janeiro de 2022 07:32

Por quê o utilitário esportivo (SUV) é mais perigoso que os outros automóveis? Não seria “conversa para boi dormir”? Negativo. Quanto mais elevado o veículo, mais alto também seu centro de gravidade. E mais provável de tombar ou capotar.

Não é por eu não gostar de SUVs: é por um elementar princípio da física, e por isso a importância de um SUV ter o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), considerado o mais importante dispositivo de segurança depois dos cintos.

O Controle Eletrônico de Estabilidade já está presente na maioria dos SUV’s zero km, mas exige atenção ao se comprar um usado. É muito ingênuo o motorista que diz, “eu não preciso disso, porque não corro.” Pura tolice e irresponsabilidade!

VEJA TAMBÉM:

Quem tem certeza de que, mesmo devagar e numa reta, não vai se deparar com um pedestre ou animal cruzando a pista? E quem é capaz de desviar do obstáculo sem uma brusca manobra ao volante? Pois esta é uma das principais situações em que o ESC controla o carro e evita um grave acidente!

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
HELIO PASCOALINO 18 de janeiro de 2022

Tenho um ELANTRA. Como saber se o ESC está ligado ou não?

Avatar
Andre Rocha 18 de janeiro de 2022

Consulte o manual do proprietário. Próximo! XD

Avatar
HELIO PASCOALINO 19 de janeiro de 2022

Aí é que está o problema. O manual não diz nada. E não ficamos sabendo se quando aparece o emblema aceso no painel é porque já está ativado ou porque não. Agora, apertando ou não o botão seletor, continua aceso sem alteração alguma

Avatar
Andre Rocha 19 de janeiro de 2022

Piadas à parte Helio pelo que vc descreve, creio que há algum problema com o seu sistema. Por padrão, quando acionamos determinados recursos uma luz acende indicando atividade e, quando apagada, é quando está desativado. Se a luz indicadora permanece acesa independente da ação, eu sugiro procurar a assistência da concessionária para passar o scanner e verificar uma possível avaria no sistema e reparo deste

Avatar
Antonio Pereira 18 de janeiro de 2022

Brasileiro e suas brasileirisses!
“Ain, para que sinto”
“Ain para que airbag”
“Ain, para controle de tração e estabilidade”
Até ontem os carros no Brasil eram todos “carroças” agora melhorou e , claro, aumentou o preço e a culpa é das melhorias?
Parei de dar pérolas aos poucos, não adianta.

Avatar
Fernando B 18 de janeiro de 2022

O problema do carro tupiniquim são as perfumarias: sensor crepuscular, sensor de chuva, park assist, telinha multimídia cheia de frescura entre outras coisas que só servem pra encarecer ainda mais o carro

Avatar
Andre Rocha 18 de janeiro de 2022

Não, meu caro amigo Fernando B, a culpa é dos altos impostos cobrados nesse País. Concordo que tem perfumarias que são totalmente desnecessárias. Existem alguns modelos que tem umas que, mesmo o proprietário ficando anos com o veículo, não sabe que tem e nem para que serve.Citroën é um exemplo disso. São carros muito bons, muito tecnológicos, mas tem coisa ali estupidamente desnecessária. Honda é outra. Eu lembro do lançamento do Honda Accord SW, onde o mesmo tem sensor de chuva. Uma gota d’água no vidro e já aciona o limpador… pra quê??? 1 mísera gota!!! Sensor crepuscular, depende do modelo. Meu falecido sogro teve um Kia Magentis que tinha acendimento automático dos faróis, que não deixa de ser um sensor crepuscular, só que não havia nenhum tipo de sensor que detectasse o escurecer. O sensor era baseado no horário de pôr do sol “padrão”, ou seja 18:00. Se estivesse setado para acendimento auto, e desse 18:00 no relógio do veículo, ele ligava. Só que a configuração do relógio, obviamente, era manual. Então podia ser 13:00, se você colocasse o relógio como 18:00, ele acendia.
Então é isso, tecnologias e “tecnologias” desnecessárias, concordo que encarece um pouco o modelo, mas os impostos pesam mais que tudo, fora a legislação para segurança automotiva que, apesar de pesada e exigente, o que ajuda a encarecer, é um mal necessário

Avatar
Deixe um comentário