Novo: extremos opostos num mesmo partido

O deputado Ricardo Mellão, do Novo-SP, apresentou um projeto que visa barrar o aumento do IPVA previsto para 2022

IPVA pode ficar mais caro em 2022 devido à valorização dos carros usados
IPVA pode ficar mais caro em 2022 devido à valorização dos carros usados (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Boris Feldman
28 de setembro de 2021 07:32

Vejam a diferença entre dois parlamentares  de um mesmo partido.

O deputado federal Marcel van Hattem, do Novo -RS, apresentou um surrealista projeto de lei para importar carros usados e transformar o Brasil num sucatão internacional de automóveis.

Enquanto isso, seu colega Ricardo Mellão, deputado estadual do Novo-SP, apresentou na Alesp um oportuno e coerente projeto para barrar o aumento do IPVA, imposto estadual calculado com um percentual (4%) sobre o valor do carro no mercado.

VEJA TAMBÉM:

Ora, o percentual para 2022  não aumentou, mas o valor do usado no mercado cresceu devido à falta de carros zero km. Então, não é justo que o dono de um carro pague em 2022 um IPVA de maior valor que o de 2021. Exatamente o que propõe o deputado Ricardo Mellão.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
yuri 28 de setembro de 2021

Com ou sem carros usados importados, o IPVA estará lá, então antes uma “sucata estrangeira” do que uma “sucata nacional zero km”

Avatar
Polvo 28 de setembro de 2021

O razoável seria pagar o mesmo valor do IPVA de 2021.

Avatar
Polvo 28 de setembro de 2021

Corrigindo: o mesmo valor de 2020.

Avatar
Deixe um comentário