Peugeot Landtrek: o passado compromete…

Peugeot já tentou, sem sucesso, emplacar duas picapes no Brasil; Agora, fabricante francesa busca sua redenção com a Landtrek

Peugeot Landtrek chega ao Brasil importada do Uruguai
Peugeot Landtrek chega ao Brasil importada do Uruguai (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Boris Feldman
04 de março de 2022 19:36

Confirmado para o segundo semestre deste ano o lançamento de uma novíssima picape Peugeot, a Landtrek. Que terá motor 2.0 turbo diesel com 180 cv, câmbio automático e tração 4×4. Ela promete, apesar do passado comprometedor…

É a terceira tentativa da marca francesa de emplacar uma picape no nosso mercado, pois as duas anteriores foram um verdadeiro fracasso.

A primeira veio em 1994, logo depois que se permitiu a importação de automóveis. Ela vinha da Argentina com motor 2.3 diesel. Mas só durou cinco anos, pois, muito obsoleta, teve sua produção encerrada lá em 1999.

VEJA TAMBÉM:

A segunda picape Peugeot não tinha hipótese de ser bem sucedida: foi a Hoggar, lançada em 2010, derivada do hatch 207, com motores flex 1.4 e 1.6. Um projeto tão ilógico que  não durou mais que dois anos no mercado.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Marcos Orejana 6 de março de 2022

O grande problema da peugeot com essas camionetes são os nomes escolhidos, cara o departamento de marketing desses ara deve ser os mesmos que trabalham na agetran aqui em campo grande (não entendem nada de transito) e eles não entendem nada de nome de carro, o nome é o principal, não importa se o carro é bom, não vê a toro da Fiat, bebe igual bêbado, mas vende muito, porque é bonita e tem nome fácil.

Avatar
Rodrigo 5 de março de 2022

Concordo… picape para mim, segue o conceito das antigas F-1000 e D-20, mas… o mundo mudou…

Hoje, o povinho sem personalidade compra Pseudo-SUV, baseado em carro Compacto, com acabamento medíocre e preço de um bom Médio, seja Hatch, Sedan ou as saudosas Peruas…

Picape, ao invés de ser para trabalho, passou a ser carro com caçamba…

Logo… as opções estão aí, de Compactas, Médias ou Grandes, sempre com tanta tecnologia que esquecem de uma coisa… picape foi feita para o trabalho…

Avatar
Rodrigo 4 de março de 2022

O brasileiro precisa ser estudado… é engraçado como carros que fazem enorme sucesso no exterior, marcas de carros que são campeãs de Rallyes, muito difundido na Europa são taxadas de porcaria aqui na Bananolandia…

Bom é carro pelado, sem tecnologia, com acabamento medíocre… mas quando o carro é mais avançado, possui alto nível de equipamentos e qualidade de acabamento, sempre existem os “entendidos” para criticar…

E incrivel a quantidade de pilotos de Internet que, muitas vezes, nem carro tem…

Hilário

Avatar
Giovane 5 de março de 2022

Se você não entende de camionete, não emita opinião.
Porque Toyota apesar de cara é líder? Porque é o motor a diesel + o básico do básico. Isso é que a torna resistente e durável, flexível tanto para trabalho quanto passeio. Pra quem não entende, saiba que quanto mais tecnologia, e mi-mi-mi pior para camionete, pois a essência é ser para trabalho e em segundo lugar passeio.

Avatar
Jorge Nicolau 4 de março de 2022

Sabem o motivo de nenhuma das duas ter tido sucesso?? Simplesmente não prestavam.

Avatar
Deixe um comentário