Strada usada: TJMG condena concessionária a indenizar cliente

Casal de Belo Horizonte recorreu à justiça os seus direitos devido a compra de uma picape Fiat Strada usada bastante problemática; entenda

picape fiat strada freedom
Fiat Strada usada só deu dor de cabeça para um casal mineiro (Foto: Fiat | Divulgação)
Por Boris Feldman
24 de fevereiro de 2021 21:31

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais acaba de condenar uma concessionária de Belo Horizonte a indenizar um casal que comprou uma picape Fiat Strada.

Porque logo na primeira viagem, já acendeu a luz de injeção no painel; eles voltaram com o carro para a concessionária, o defeito foi aparentemente reparado.

Foram de novo para a estrada, e aí surgiram outros defeitos na picape Fiat Strada.

A concessionária se negou a reparar parte deles. E a picape, então, foi levada numa outra oficina, onde o computador acusou que ao invés dos 46 mil km que estava no odômetro, ela tinha rodado, de fato, 113 mil km.

A concessionária foi obrigada a devolver os R$ 23 mil pagos pela picape e mais R$ 15 mil de danos morais.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Will 26 de fevereiro de 2021

Estelionato é crime.! O proprietário da loja deveria ao menos pagar umas cestas básicas?

Avatar
Luiz Eduardo soares 25 de fevereiro de 2021

O meu caso foi pior o dono de uma empresa que se chama Drs comércio e costura tava mi devendo 30,00 em 2005 segundo o dono da loja Drs não tinha como minha paga,e depois mi propois mim dar uma saveiro 0k a troca da dívida aí eu aceitei aí ele foi na concessionária comprou a saveiro e minha deu pegou a promisoria na minha mão e rasgou e diz agora nos ramos kitis e ele falou depois vou te entregá os documentos da saveiro estou esperando até hoje fiquei sem a promissora e a saveiro ta sem os documentos pra eu usá-la

Avatar
Antonio Dametto 25 de fevereiro de 2021

Perfeito a decisão judicial. Há de se colocar um basta nesses fraudadores de plantão, que insistem em enganar o consumidor. De parte da concessionária, deveriam ter checado a quilometragem.

Avatar
Samarone 25 de fevereiro de 2021

Deveria divulgar o nome da loja, isso é utilidade publica.

Avatar
JOEL CARDOSO 25 de fevereiro de 2021

Bem feito deveria pagar muito mais, pessoas e empresas que usam de má fé devem fechar as portas

Avatar
Deixe um comentário