Taos: bueiros e tampas de aço

O tiro quase saiu pela culatra com o Volkswagen Taos. Cheio de dispositivos eletrônicos, a montadora enfrentou problemas com SUV no Brasil

Por Boris Feldman 28/06/21 às 21h32
Sensores do Volkswagen Taos não funcionavam corretamente quando encontrava algumas irregularidades no asfalto
Sensores do Volkswagen Taos não funcionavam corretamente quando encontrava algumas irregularidades no asfalto (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)

O SUV VW Taos, que está chegando estes dias no mercado, será um dos mais modernos do segmento e cheio de eletrônica, um dos seus fortes argumentos para brigar com o líder Jeep Compass.

Porém, quanto mais dispositivos eletrônicos, mais complexa a adequação de um carro às características do país.  A engenharia da Volkswagen sofreu para ajustar o Taos no Brasil e se deparou com problemas curiosos.

VEJA TAMBÉM:

Um deles para calibrar o sensor que detecta irregularidades graves no piso à frente e que pode até frear o carro. Os dois principais “obstáculos” no asfalto foram: tampa do bueiro invertida no piso e aquelas chapas grossas de aço sobre o asfalto no caso de alguma obra. Os sensores não sabiam interpretar o que viam…

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
32 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
FERNANDES 5 de julho de 2021

É o Brasil na vanguarda. Na vanguarda do atraso!

Avatar
Alexandre 5 de julho de 2021

Reportagem pior que uma redação de criança de 4 ano do ensino fundamental. Texto sem conclusão. Aff Brasil

Avatar
Gabriel 6 de julho de 2021

Concordo plenamente. Como ser repórter tá se tornando fácil. Pensei que teria um desenvolvimento sobre o tema, incluindo evidências de testes ou aplicações no dia-a-dia.

Avatar
Oseias lima 5 de julho de 2021

Eu acompanho o autopapo porque gosto das matérias inclusive desta. Parabéns Boris. Simples e objetivo

Avatar
Júnior 5 de julho de 2021

Essa “matéria” foi realmente escrita por um jornalista? Totalmente fraca e sem explicação conclusiva.

Avatar
Fernando 5 de julho de 2021

Poderia ter resumido no título, assim não precisaria nem clicar na reportagem.

Avatar
Rodolfo 4 de julho de 2021

Puta matéria ruim… Porque não explicou os problemas? Qual a conclusao? O que a vw fez pra resolver? Sem mais. Matérias assim jogam o site pra baixo.

Avatar
Mark 3 de julho de 2021

Que matéria fraca, inconclusiva e inacabada…..

Avatar
Luis 2 de julho de 2021

Ficamos discutindo qual o melhor ou pior, lembramos que os preços destes veículos são os mesmos porque as montadoras se conversam e o povo é quem paga.

Avatar
Jonas Carraro 30 de junho de 2021

Tive um jeep compass que com 30 mil km deu aquele problema da água no cambio ( tem vários vídeos no youtube sobre esse problema ) gastei 18 mil reais pra consertar o cambio…carro mais de 2 meses na oficina…. deu problema logo que saiu da garantia pra variar…jeep nunca mais… não recomendo a ninguém… Estou pensando em comprar um Corolla Cross pela durabilidade e confiabilidade da marca Toyota.

Avatar
Giovani Sardagna 4 de julho de 2021

Carraro, experimente Subaru! Sensacional, 240cv de emoção. Confiabilidade, robustez e a melhor tração integral.Nao incomoda!

Avatar
Teles 29 de junho de 2021

O Boris vai tentar fazer o mesmo que faz com o Toyota (não paga cachê) Corolla Cross, vai tentar queimar o VW Taos…Isso é que dá a VW não pagar cachê igual a JEEP…O dois carros são muito superiores ao Compass, mas na cabeça do boris o Compass é o melhor…paciência…

Avatar
Juca 29 de junho de 2021

A única coisa que o Compass tem é VENDA DIRETA com desconto e softtouch no painel, o resto perde em tudo…beberrão, pouca garantia, porta malas menor, pesadão, dimensões menores,…, sem contar que tem um design de uma caixa de sapato…

Avatar
Charles Kuramoto 30 de junho de 2021

Venda é venda, amigo.
Nenhuma montadora civil está em condições de escolher clientela.
E se a Jeep BR tem condições de equilibrar a cadeia com bom volume em vendas direta é mérito da montadora.
VW BR que dê seus pulos, pq Taos não fará nem sombra ao acerto estratégico do Compass…

Avatar
Charles Kuramoto 30 de junho de 2021

Taos superior ao Compass???
Que planeta você mora, amigo.
Unica coisa que o Taos se mostra superior ao Compass está na plataforma, e algumas firulas eletrônicas.
De resto é mais do msm como todo VW: medíocre e forrado de plástico duro.
Chega até ser perda de tempo discutir carro com quem não entende.
Se o Taos é superior ao Compass e Corolla Cross pq será que ficará atrás destes nas vendas?

Avatar
Teles 30 de junho de 2021

A única coisa que o compass tem é muito softtouch no acabamento interno, o resto leva uma surra do TOYOTA Corolla Cross e do TAOS… Se vc compra carro por causa de acabamento interno e botão pra acionar freio de mão, o Compass é o seu carro. Do resto, leva pau em tudo. Perde em relação potencia X consumo, caixa de marcha inferior, carroceria menor e mais pesada, porta malas menor, garantia menor (no caso do corolla cross)…num vou nem falar em design e marca por que são coisas subjetivas….

Avatar
Charles Kuramoto 30 de junho de 2021

AT-6 do Compass é o mesmo AT Aisin do Taos.
Dizer que Taos é superior ao Compass só se for para os pilotos de teclado e jogador de Super Trunfo.
Não é só material macio que o Compass se destaca em seu interior, amigo.
Conforto à bordo do Compass é bem superior ao do Taos. Isolamento acústico idem. Suspensão melhor acertada.
Além de oferecer o diferencial 4×4 turbodiesel.
Enfim, no geral, um carro muito superior ao já batido Taos.

Taos deve vender 1/3 das vendas do Compass e ficar atrás ainda do Corolla Cross, para desespero das fanboyzetes…

Avatar
Bruno 29 de junho de 2021

Bóris, se aposente, por favor.
Pare de falar tantas bobagens. “Tampas de bueiros invertidas”? Acorde, meu filho!!!! Chapas de aço também são raras, e nada disso provoca a frenagem do carro. O que provoca a frenagem são objetos de grande massa elevados no piso à frente, e mesmo assim em baixas velocidades como manobras, por exemplo. O carro não vai frear a 100km/h por causa de uma chapa de aço ou uma “tampa de bueiro invertida”, até porque nenhum sensor atualmente detecta isso a grandes velocidades e distâncias.
Outro erro…. o crescimento de eletrônica nos automóveis, ao contrário do que você disse, só facilita a adequação em diferentes aplicações, pois você pode, com uma simples reprogramação, ajustar qualquer sensor, calibrar qualquer dispositivo ou até mesmo anular o seu funcionamento, sem usar uma única chave de fenda para isso. Atualize-se, meu chapa.
Suas reportagens já estão ficando vergonhosas. Quando não é uma polêmica para criar visitação, são bobagens sem sentido.
Consulte um engenheiro automobilístico atualizado. Posso te vender uma consultoria.

Avatar
Felipe 29 de junho de 2021

Bruno, concordo com a sua citação: “componentes eletrônicos facilitam a adequação em diferentes aplicações” pois em teoria seria apenas atualizar/calibrar os sensores e software, porém existe um problema grave que é a mão de obra especializada, principalmente de novas tecnologias, vou te dar um exemplo prático: tenho um Nivus que está com 5 mil KM, tive que trocar os batentes da suspensão dianteira pois os mesmos estavam rangendo quando eu esterçava a direção ( parece ser um problema crônico na T-Cross e a peça é a mesma ), tudo foi feito na garantia e me devolveram o carro dois dias depois, porém percebi que o carro começou a puxar para a direita, levei para a css e para resumir o problema foi: quando trocaram os batentes os parâmetros da direção elétrica foi mudado, ao procurar o centro a direção jogava o carro para a direita, em teoria era só atualizar o software, mesmo com o gerente da oficina falando diretamente com os engenheiros da fábrica demoraram 2 semanas para achar a solução e pasme, por não conseguirem atualizar o software, a solução foi tirar a bateria para que o sistema e os parâmetros fossem restaurados e mesmo assim não resolveram 100% pois o carro em algumas situações ainda puxa para a direita.

Avatar
Alex romuald 5 de julho de 2021

Se vc não está satisfeito com o canal ou os comentários do Boris. Fique livre pra parar de ver as matérias. Agora desrespeitar um profissional sério e com certeza mais competente e com mais bagagem que vc e que não dá pra aceitar. Primeiro tenha educação antes de criticar ou argumentar de forma tão tosca.

Avatar
Juca 29 de junho de 2021

A única coisa que pode salvar esse carro é a VENDA DIRETA, igual a JEEP faz para salvar o Compass…. descontos generosos para PJ e frotistas….

Avatar
Teles 29 de junho de 2021

Acho q esse TAOS (nome esquisito) vai comer poeira….é um carro IMPORTADO que tá chegando atrasado no mercado , tá cheio de eletrônica embarcada (alto poder de falha), motor velho e requentado, cambio de apenas 6 marchas (hoje os carros modernos já tem 8, 9 e até 10 marchas)….acho q vai ser um lanterna de vendas…

Avatar
Ricardo Braga 29 de junho de 2021

Não se engane pela reportagem malfeita deste site. Eletrônica embarcada é maior confiabilidade e segurança.
Desde da primeira injeção eletrônica os carros vem evoluindo muito tecnologicamente. Hoje ninguém tem dúvidas que a injeção eletrônica é muito melhor e bem mais confiável que os velhos carburadores. Mais que os aviões? Depois que começaram a receber circuitos eletrônicos modernos e inteligentes, os acidente com aviões caíram 75%.

Avatar
José Carlos dos Santos 29 de junho de 2021

Esse tal de Taos eliminou Jetta e Tiguan 1.4. Mais um SUV. Penso que um trator seria o recomendável para nossas crateras lunares.

Avatar
Sir.Alves 29 de junho de 2021

Vai se acostumando com a estradas lunares que Sr. Taos…

Avatar
Rogerio Sousa 29 de junho de 2021

Sempre que leio reportagens do auto papo fico com a sensação que a reportagem não acabou. Que está faltando alguma coisa. Aí fico procurando depois dos anúncios, etc. Mas não avho. Isso e irritante e cada vez leio menos as matérias de vcs.

Avatar
Sir.Alves 29 de junho de 2021

As reportagens tem limite de caracteres como no twitter? hehehe, só pode ser.

Avatar
Ronaldo 29 de junho de 2021

Verdade, fico frustrado e decepcionado. Não merece o nosso crédito. É o mesmo que propaganda enganosa. Vou deletar à partir de agora todos os artigos do autopapo-furado !

Avatar
Ricardo Braga 29 de junho de 2021

“autopapo-furado” kkkkkkkk…… foi boa essa.
Realmente o Boris precisava se aposentar ou procurar outra coisa para fazer. Esta site ficou péssimo, a com esse nojentinho do Jeremy também… insuportável.

Avatar
Richardson Carvalho 29 de junho de 2021

kkkkkkkk, achei que isso só acontecesse comigo…..parece que acabou no meio né??!!!!!!

Avatar
Rogerio M A Sousa 29 de junho de 2021

Sempre que leio reportagens do auto papo fico com a sensação que a reportagem não acabou. Que está faltando alguma coisa. Aí fico procurando depois dos anúncios, etc. Mas não avho. Isso e irritante e cada vez leio menos as matérias de vcs.

Avatar
Ricardo Braga 29 de junho de 2021

O Auto Papo ficou chato demais. Só reportagens cansativas e denuncias de picaretagem para apelar para a atenção.

Avatar
Deixe um comentário