[Vídeo] Carro movido a água é possível?

"Fake news" não é só na política! A internet tem um monte de notícias furadas e uma delas é sobre um carro movido a água

Por Boris Feldman 04/04/18 às 16h00
ilustra agua limpa

“Fake news” não é só na política! A internet tem um monte de notícias furadas sobre a indústria automobilística e uma delas é sobre um carro movido a água. É possível? Na teoria…

O Boris fala do assunto:

[TRANSCRIÇÃO]

Tá pensando que fake news é só na política? Ledo engano! Entra na internet, que é a melhor e maior fonte de asneiras de todo o tamanho que eu conheço, que você vai encontrar lá uma série de “recomendações” pra economizar gasolina, pra mudar o chip do carro, mais desempenho menos consumo… Tem de tudo!

Agora tem também, e teve até matéria de televisão no Espírito Santo sobre isso, do carro movido a água. Ou você põe a água pra reduzir o consumo da gasolina ou do álcool.

Mas como é essa história da água? Carro é movido a água? É! Por quê? Porque da água – água não é H2O?- da água você tira o H2, que é o hidrogênio. O hidrogênio é combustível e faz o motor funcionar sem dúvida nenhuma.

Só que tem um probleminha: para você colocar o tanquinho d’água no carro, pra água tirar o hidrogênio, pra fazer o motor funcionar ou reduzir o consumo,você tem que ter muita energia elétrica. Você acaba com a sua bateria em poucas horas. Em resumo: a conta não fecha.

O que você gasta de energia elétrica é muito mais do que a energia que você obtém com aquele hidrogênio sendo queimado no motor. Entendeu porquê que essa história do carro movido a água é uma pi-ca-re-ta-gem?

carro movido a água é possível?
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
36 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Dilvo juliatti 13 de abril de 2021

Também concordo com o idrogenio
Já fis esperiencias de como produzir
E funciona muito bem.
Como o Japão e estados unidos estão fabricando . Só um exemplo carros
Com idrogenio . Uma pergunta como eles produzem esse idrogenio para abastecer esses carros que estão andando em testes.
Alguém já ouviu falar de um produto que e proibido no Brasil ele e chamado de galho. E estrado da alumínio que se produz o alumínio .
E também se retira esse produto chamado gálio esses produtos juntos mais água produzem o idrogenio sem presizarem de energia.isso esses engenheiros sabem .?……..

Avatar
Marlos silva 12 de março de 2021

O governo não libera a maconha porque mais fácil produzir de que o capim para o gado já o cigarro ia liga da um trabalhão ie mais projidicial de que a maconha mais eles mata mais gera muito lucro imagine um carro a água

Avatar
Geraldo Rocha 3 de março de 2021

Caríssimo engenheiro, com o máximo respeito, digo que o senhor está equivocado.
Um alternador de ônibus 12V fornece energia mais que suficiente para alimentar um reator de HHO para funcionar um caminhão Ford F600 a gasolina, motor V8 com 272 polegadas cúbicas de cilindrada total.
Já construi um reator de 51 placas e ele fornecia HHO mais que suficiente para um caminhão Chevrolet a gasolina modelo C60 com motor Chevrolet 261.

Avatar
Stevie wonder 18 de março de 2021

Nossa amigo… poderia compartilhar esse seu projeto comigo desse reator que vc fez. .. tenho muito interesse nesse assunto

Avatar
David 25 de fevereiro de 2021

Alternador serve pra isso jovem….se o problema é esse apenas colocamo um alternador mais efeciente e pronto….matéria de baixo nivel

Avatar
Daniel Bernardes 24 de fevereiro de 2021

Só esqueceram de dizer que o motor funcionando já gera energia elétrica através do alternador que transforma movimento mecânico em elétrico. Ou seja a energia elétrica seria produzida pelo próprio carro em funcionamento assim como já é hoje

Avatar
Evandro 22 de fevereiro de 2021

Essa matéria tá mais pra “dor de cotuvelo” do que pra jornalismo. Por que não foi pessoalmente verificar?

Avatar
Evandro 22 de fevereiro de 2021

Esse aí é pago pelas petrolíferas. Só pode! Por que ele não foi lá pessoalmente verificar? Na matéria diz que o dono do carro percorreu 2.000 KM com 1 litro de água. Vai lá ver, filmar e depois dizer se é picaretagem ou não. Tá mais pra dor de cotuvelo do que jornalismo.

Avatar
Jose jayme santangelo sisnando 19 de fevereiro de 2021

Agua direto no motor, não. Mas usar o hidrogenii, retirado da agua no proprio carro, ou abastecido com hidrogenio ou uma bateria flowcell, sim. Ha carro suiço e americano rodando.

Avatar
Waldo de Oliveira 18 de fevereiro de 2021

Não é picaretagem não. Esse negócio é super viável, e se não é de interesse das grandes empresas, com certeza é de interesse do povão brasileiro( principalmente os de baixa renda) O que acontece é que ainda falta alguns ajustes pro negócio funcionar direito. Toda invenção passa por esse processo. Se não der certo com a bateria convencional, inventa-se algo que possa substituir, mas eu creio que isso nem será preciso. O hidrogênio é realmente um combustível, um gás, e se não me falha a memoria, ele pode ser produzido até com uma simples mistura de água e soda cáustica. O pontapé inicial já foi dado, agora é continuar a pesquisa. Lembrando logo de ante-mão, que nenhuma instituição governamental vai patrocinar tais estudos, isso não é do interesse deles, porém, aqueles que tem domínio desse conhecimento devem sim continuar a pesquisa. Vai dar certo.

Avatar
Alex 15 de fevereiro de 2021

Não precisa ligar na bateria e sim no alternador que gera energia para todo o carro, inclusive recarregar a bateria.

Avatar
Marcio 23 de fevereiro de 2021

Legal, o cara descobriu uma forma de gerar energia infinita

Avatar
Klaus Wingler 25 de fevereiro de 2021

Na verdade mesmo sendo verdade não seria energia infinita, pois em algum momento toda a quantidade de hidrogênio no recipiente de água seria consumida e precisaria se realizar uma recarga de água.

Avatar
Odirlei 31 de janeiro de 2021

Fala galera.
se alguém acha que é mentira, balela ou outros adjetivos , talvez , já que tem interesse no assunto, deveria verificar mais a fundo o resultado dos equipamentos instalados antes de julgar…pois tudo que é novidade , é normal as vezes ser subjulgado.

Avatar
Daniel 18 de janeiro de 2021

Claro que é viável, eh só usar o eixo para acoplar uma transmissão para um tipo de alternador, próprio que sempre irá carregar a bateria quando estiver em funcionamento. É muita hipocrisia!!

Avatar
Antonio Carlos 6 de janeiro de 2021

Se realmente proporcionasse a economia de combustível mesmo ao custo de R$ 1.500,00 como mostra o vídeo 100% da frota de veículos de passeio do Brasil estariam usando……balela, é pesquisar a noticia real…

Avatar
Francisco Castello 2 de novembro de 2020

Disso daí eu entendi. Quando é uma pessoa comum fazendo algo que verdadeiramente ajuda a todos e o meio-ambiente, o invento sempre será inviável.

Quando é uma empresa, ainda que a coisa seja bem meia-boca e cara demais para os nossos padrões, aí dá certo. Apenas lembrando que empresas não estão nem aí pro povo ou o ambiente. O compromisso delas é com o dinheiro.

Avatar
Ian 17 de fevereiro de 2020

O problema é energia hora é so ter uma placa de fotovoltaica e/ou motor eólico. Pronto.
Picaretagem é vc com seu discurso chegando até ser ant ciência

Avatar
Edson 28 de janeiro de 2020

Sempre será possível produzir veículos híbridos e elétricos.A tecnologia dos veículos autonomos e voadores, já está em andamento.Mas sempre haverá pressão das grandes montadoras estadunidense e européia, de não produzir um veículo muito econômico.

Avatar
Celso 4 de janeiro de 2020

Concordo com o colega …pra consertar o pais , alem de fechar o congresso e a camara , agora tbm tem de extinguir o stf…qto ao h2
, funciona e todos deveriam usar.

Avatar
Antonio Carlos 6 de janeiro de 2021

Se realmente proporcionasse a economia de combustível mesmo ao custo de R$ 1.500,00 como mostra o vídeo 100% da frota de veículos de passeio do Brasil estariam usando……balela, é pesquisar a noticia real…

Avatar
Suriman Carreira 25 de novembro de 2019

Em 1976, no Senado Federal, meu pai preconizava a implantação de fazendas flutuantes nos rios da Amazônia, para superar as enchentes periódicas e frear o desmatamento. Tal proposta era repudiada. Consideravam uma ficção julioverniana ou até puro delírio, impossível de ser realidade. O tempo mostrou que meu pai não delirava, vide: https://youtu.be/fukmZhz4fuE
Este artigo me faz lembrar aqueles que riam de meu pai naquela época, sempre pondo obstáculos a ideias inovadoras, desestimulando que busca soluções. Lamentável!

Avatar
Jurandir Rodrigues 4 de novembro de 2019

Amigos não se esqueçam que estamos no país mais corrupto do mundo podem descobrir o mais viável combustível pra amenizar a situação da população ;porém jamais este congresso e a câmara iram aprovar pois eles só pensam em si e seus correligionários e a papulação é quem sempre paga o pato e os absurdos de todos os governos ; os seja só se beneficiam e nada além disto ;isto e fato real e não vai mudar ;só se fechar a câmara e congresso.

Avatar
luciano 29 de outubro de 2019

picaretagem???
sério Boris???
Infelizmente os poderosos fazem gente como vc pensar que hidrogênio só se consegue com H2O + hidroxila + eletricidade…
pergunto quanto custa 3 elementos…. latinha de cerveja ou refri, soda cáustica e água???
misture o 3 e veja o que vai dar…

Avatar
Fernando 12 de setembro de 2019

Entendi sua explicação, Bóris. Mas há uma outra teoria, usando o boro (quase seu xará) divulgada na Super Interessante.

O que você pode nos dizer sobre isso? Obrigado.

https://super.abril.com.br/tecnologia/o-carro-movido-a-agua/

AutoPapo
Boris Feldman 19 de setembro de 2019

Prezado,

Tecnicamente não tenho nada a comentar, pois não tinha conhecimento desta propriedade do meu “quase”xará.

Mas, caso funcione mesmo, fica o problema político: quanto custa, hoje, o boro e quanto os turcos (que detêm a maior parte deste material) vão passar a cobrar depois de batido o martelo nesta tecnologia?

Abração!

Avatar
Andres José 7 de março de 2021

Gostaria muito que vc respondesse o comentário do Geraldo Rocha do dia 03/03/2021.

Avatar
Fernando 26 de julho de 2018

OK, H2 é possível que o ande sim, porém consome muita energia aumentando muito o consumo da bateria… Então não seria interessante desenvolver uma bateria que suportasse esse sistema?

Avatar
LRR 4 de dezembro de 2018

2 Al + 2 NAOH + 6 H2O = 2 NAAl(OH)4 + 3???

Avatar
Luciano Roberto Rabij 4 de dezembro de 2018

2 Al + 2 NAOH + 6 H2O = 2 NAAl(OH)4 + 3???

Avatar
Luciano Roberto 4 de dezembro de 2018

2 Al + 2 NAOH + 6 H2O = 2 NAAl(OH)4 + 3???

Avatar
Diógenes Castro 16 de junho de 2018

Neste mundo tem bobo pra tudo.

Avatar
Otto Lima 6 de junho de 2018

A Segunda Lei da Termodinâmica explica porque não pode haver carro movido a água conforme descrito nesses vídeos no YouTube e o Art. 171 do Código Penal Brasileiro estabelece a sanções cabíveis a quem vende essa ilusão.

Avatar
Denilson 9 de maio de 2018

Eu penso que as informações ao contrário só ajuda esse sistema que explora a população com esse preço caro da gasolina, temos que utilizar sim um método que possa diminuir o preço do petróleo e consequentemente o preço da gasolina.

Avatar
Davi 27 de abril de 2018

Ok.. não funcionado só com água. mas especificamente o que vemos sendo divulgado são sistemas que não substituem a gasolina e “auxiliam” com um pouco que h2 a queima fazendo o motor funcionar com menos gasolina… Exatamente este ponto é impossível? Eu sinceramente acredito que não.
O pessoal está tentando mitificam isso de todas as formas, um pouco de verdade tem!

Avatar
Antonio Sérgio da Costa chaves 21 de março de 2021

Sei dizer uma coisa e muitos falando q não dá certo pq consume muita energia mais tem regulador de voltagem,e amostragem, esse pessoal q diz q não funciona e pq tem uma parte na Petrobras ou e dono de postos de combustíveis

Avatar
Deixe um comentário