Alemanha não quer banir motores a combustão em 2035

O governo da Alemanha está incentivando os carros elétricos, mas não considera viável banir os motores a combustão em 2035

porsche 911 46
A Porsche desenvolve atualmente um combustível sintético que pode salvar os motores a combustão (Foto: Porsche | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
25 de fevereiro de 2022 11:02

A União Europeia está incentivando o abandono dos motores a combustão em prol dos veículos 100% elétricos. Os fabricantes alemães já estão investindo nisso, porém alguns deles, como a BMW, ainda não descartaram os motores a combustão. E pelo visto o governo da Alemanha também pensa assim.

Segundo apuração do Motor1 Itália, o governo alemão não quer banir os carros a combustão em 2035 igual vem sendo ventilado por outros governos do velho continente. O portal conversou com Volker Wissing, ministro dos transportes da Alemanha. Ele diz que o plano é permitir a venda de carros a combustão se eles puderem ser abastecidos apenas com combustíveis sintéticos.

VEJA TAMBÉM:

O ênfase no “apenas” é para garantir que não seja usados combustíveis fósseis. O ministro afirma que o país não pode depender apenas de elétricos a bateria e do hidrogênio para a mobilidade do futuro. O governo precisa ser tecnologicamente neutro, pois ainda não possuem veículos elétricos suficientes.

A corrida pelos combustíveis sintéticos

A Porsche já está desenvolvendo um combustível sintético em parceria com a Siemens Energy para não abandonar seus motores a explosão. Esse combustível será produzido no Chile e terá os carros de competição como uso principal, mas nada impede de ser usado em carros de passeio.

A Porsche cria o substituto da gasolina combinado hidrogênio com carbono para produzir metanol. A usina que produz o combustível utiliza energia eólica para garantir emissão de carbono zero.

O Brasil ainda pode contar com o etanol para o futuro, o Boris explica como:

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Lafayette Magalhaes 27 de fevereiro de 2022

Ainda bem que os fabricantes estão acordando, afinal uma decisão política que não tem sustentabilidade econômica não convence! O diretor da Honda disse que fazia carros para seus consumidores e não vê neles o desejo de carro elétricos! Se posso comprar um carro a álcool ou gasolina por USD 15000,00 porque gastar o dobro ou mais?

Avatar
IVAN VASCONCELLOS 25 de fevereiro de 2022

Caiu mais uma ficha!
É óbvio que essa história de banir completamente os motores à combustão em 2035 é conversa de político pra ganhar voto dos ativistas nesse nosso mundo politicamente correto.
Não sou negacionista, nem ativista pelo meio ambiente, me considero apenas realista. A cadeia produtiva não sobrevive sem lucro, ou seja, enquanto a tese não se mostrar economicamente viável em toda a cadeia, não haverá mudança brusca para a eletrificação dos automóveis.

Avatar
Deixe um comentário