Cadastro nacional de bons motoristas poderá começar a ser utilizado em 2022

O Contran está trabalhando para colocar no ar o cadastro nacional de bons motorista e dar desconto no IPVA de quem não cometeu infração no último ano

motorista profissional shutterstock
O cadastro de bons motorista pretende gratificar quem respeita as leis (Foto: Shutterstock)
Por AutoPapo
05 de novembro de 2021 11:20
Com Agência Câmara de Notícias

O diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Frederico Carneiro, disse nesta quinta-feira (4) à Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados que o Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), também chamado de cadastro de bons motoristas, poderá começar a ser utilizado no País em março de 2022.

VEJA TAMBÉM:

Carneiro informou, durante a audiência pública, que o órgão já trabalha no sistema que vai reunir informações do Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), mas destacou que a regulamentação do RNPC será feita por meio de resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que vai definir quem poderá ser incluído no cadastro e a quais benefícios terá direito.

“Creio que, até o primeiro trimestre de 2022, a gente já tenha isso disponível na Carteira Digital de Trânsito e no sistema para órgãos públicos e entidades privadas que quiserem fazer uso dessas informações para beneficiar o condutor.”

O projeto é premiar os bons motoristas

Carneiro considera que o cadastro, criado no ano passado com a reforma do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), torna possível premiar os motoristas que respeitam as leis de trânsito, concedendo a eles, por exemplo, descontos em tributos, pedágios e nos valores de locação e seguro de veículos, entre outros benefícios. Por fim, ele frisou que a adesão ao cadastro será voluntária.

“Além da necessidade de manifestação expressa do condutor para ele entrar no RNPC, vamos colocar um termo de consentimento para que ele autorize o compartilhamento das informações com seguradoras, empresas de locação, órgãos de trânsito e secretarias de fazenda.”

Relator do projeto de lei (PL 3267/19) que deu origem ao RNPC, o deputado Juscelino Filho (DEM-MA) lembrou que o cadastro entrou em vigor em março deste ano e precisa agora ser regulamentado. “É justo e merecido que os bons motoristas sejam, sim, premiados com tratamento compatível com o histórico exemplar”, declarou.

Assessor jurídico da Associação Nacional dos Detrans (AND), Luis Pazetti sugeriu que o Contran, ao regular o assunto, defina diretrizes gerais, abrindo espaço para que os Detrans possam inovar com regras específicas. “Cada estado tem uma realidade diferente. Existe uma plataforma no Detran de São Paulo que prevê um sistema de telemetria. Ou seja, essa plataforma irá analisar a forma segura ou insegura de condução do condutor a partir de dados de telemetria, como a velocidade média”, exemplificou.

Representantes da Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia (Amobitec) e da Federação Nacional das Empresas Locadoras de Veículos (Fenaloc) apontaram pontos positivos do uso do RNPC, que, segundo a lei, poderá ser consultado por qualquer cidadão.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Giseli 24 de novembro de 2021

Acho q as desvantagens serão beeem maiores do que as vantagens. Tô fora!

Avatar
nelson nicolau reis 6 de novembro de 2021

Ok tudo bem. Acontece que muitas injustiças serão cometidas. Por exemplo se voce passar a 50 km numa rua de 40km por algum descuido será multado. Mas se o sujeito passar a 130 numa rodovia de 110 não acontece nada, até porque o radar não vai captar o sinal. Um motoqueiro passa com sua moto infernal no centro de qualquer cidade perturbando a vida de todos e nada acontece. Mas se alguem parar em local proibido para comprar um remédio ou coisa parecida aparece logo um guarda com o caderninho na mão. E também existe o uso exacerbado de buzina por parte de motoristas mal educados.

Avatar
Sir.Alves 5 de novembro de 2021

Xiiii… sinto que não haverá nenhum motoqueiro cadastrado… rsrsrsrs

Avatar
Deixe um comentário