Direção autônoma falha e carro da Tesla mata duas pessoas em acidente

Análise da perícia confirmou que ninguém estava ao volante quando o veículo atingiu uma árvore em alta velocidade

Por Andre Willis 19/04/21 às 18h48
*Estagiário sob supervisão
carro da tesla acidente direcao
Carro da Tesla pegou fogo e ficou totalmente destruído após o acidente fatal (Foto: YouTube | KRPC2 Houston)

Duas pessoas morreram em um acidente envolvendo um carro da Tesla no estado do Texas, nos Estados Unidos. Segundo peritos locais, o veículo era utilizado em modo autônomo no momento da colisão: isso indica uma falha no sistema de direção automática da empresa de Elon Musk.

Assista ao vídeo com a cobertura do acidente:

Há de se considerar que os ocupantes não utilizavam o equipamento da maneira recomendada pelo fabricante. Segundo a polícia, uma das vítimas estava no banco do passageiro e o outro estava no banco de trás. A Tesla recomenda que “é necessário que o motorista do carro esteja sempre atento às condições da via, para intervir em momentos de eventuais riscos”

VEJA TAMBÉM

De qualquer modo, o sistema deveria conduzir automaticamente o veículo com segurança, sem que ocorressem acidentes. O piloto automático da Tesla é considerado um dos auxiliares de direção mais avançados do mundo e, atualmente, equipa vários carros da marca.

Carro da Tesla ficou desgovernado em curva

A perícia não soube precisar a velocidade exata em que o carro, um Tesla Model S 2019, estava no momento do acidente. Mas os oficiais relataram que o carro estava em alta velocidade, já que ele não conseguiu completar uma curva e acabou colidindo contra uma árvore. O impacto fatal aconteceu no subúrbio de Houston.

O policial Mark Hernan declarou ao site local KRPC2 Houston: “Ninguém estava dirigindo o carro da Tesla”. Devido ao impacto no acidente, o carro elétrico Tesla Model Y pegou fogo: as vítimas são dois homens, de 59 e 70 anos, que morreram carbonizados. O veículo ficou completamente destruído.

Sistema de condução autônoma

Um parente de uma das vítimas disse ao KRPC2 Houston que o proprietário teria mostrado o sistema de direção autônoma enquanto saía para um passeio rápido com o amigo.

Outro caso polêmico envolvendo as tecnologias dos modelos da marca foi o de duas adolescentes inabilitadas que “conduziram” um carro da Tesla por 563 km. Quando foram paradas pela polícia, elas alegaram que não haviam cometido infração alguma, pois era o próprio veículo que estava dirigindo.

6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Sir.Alves 17 de maio de 2021

“…Quando foram paradas pela polícia, elas alegaram que não haviam cometido infração alguma, pois era o próprio veículo que estava dirigindo.” A desculpa para os crimes de transito do futuro. Quando provar que foi um ou o outro….

Avatar
Lucas 22 de abril de 2021

Já comprovaram que o tesla do acidente não tinha o sistema de condução autônoma. Corrijam a reportagem…

Avatar
James 20 de abril de 2021

Título da reportagem tendencioso, induz o leitor a culpar a Tesla e não a irresponsabilidade dos ocupantes do veículo sobre o acidente. Palavras equivocadas geram grandes prejuízos a muitos.

Avatar
Gabriel 19 de abril de 2021

O título se contradiz ao corpo da matéria. A direção não é autônoma, funciona apenas como uma assistência ao condutor, que deve respeitar o limite da via e trafegar com atenção ao volante. Independente da falha, a direção não é a causadora do acidente em nenhuma hipótese, e sim a desatenção do motorista. Não culpem as tecnologias.

Avatar
Edmar Bezerra 19 de abril de 2021

O seres humanos não estão conseguindo se adaptarem com as novas tecnologias.

Avatar
Minoru 20 de abril de 2021

Serão obrigados a isso tão logo o mundo muda e avança.

Avatar
Deixe um comentário