Carros ficam mais seguros… E inseguros ao mesmo tempo; entenda

Segundo pesquisas, os carros atuais ficaram mais inseguros graças a novas distrações que podem ser causadas pela central multimídia

fiat toro volcano 2022 t270 central miltimidia foto alexandre carneiro
Tirar os olhos da estrada para operar a central multimídia pode ser fatal (Foto: Alexandre Carneiro | Autopapo)
Por Eduardo Rodrigues
24 de janeiro de 2022 10:42

Admita, você já se distraiu ao volante por um momento enquanto mexia na central multimídia ou no celular para trocar a música ou mudar um endereço no navegador. E isso rendeu um susto ou até fez atropelar um buraco. Esses avanços da tecnologia ajudam bastante na rotina diária, mas também podem ser perigosos quando usados na hora errada.

Antigamente os comandos do sistema de som por botões físicos permitiam o uso sem tirar os olhos do trânsito, pelo tato era possível sentir qual botão estava acionando. Hoje com as telas táteis, não existe mais essa diferenciação. É necessário olhar para a central para saber onde está clicando, comandos no volante amenizam isso mas geralmente só cobre funções básicas como o volume.

VEJA TAMBÉM:

Alguns carros modernos já estão trocando os comando do sistema de ar-condicionado por um menu na central multimídia. Uma solução adotada para facilitar o acesso aos diversos menus das centrais são os comando unificados no console central, como o iDrive da BMW, o touchpad da Lexus e o comando giratório dos Mercedes-Benz.

A palavra dos especialistas em segurança

nissan versa sense manual interior painel
Sistemas de som sem tela tátil são mais fáceis de operar pelo motorista (Foto: Nissan | Divulgação)

Segundo Ian Jack, chefe de relações públicas da Associação Automobilística Canadense (CAA), disse para o jornal The Canadian Press que está ficando cada vez mais desafiador para as pessoas usar as tecnologias complexas dentro de seus veículos.

Segundo testes, outras atividades como comer e falar com os passageiros também podem distrair o motorista e prejudicar a capacidade de detectar situações de perigo. Mas a CAA está mais preocupada com os efeitos do crescente aumento das tecnologias embarcadas nos veículos, com foco nas centrais multimídia.

Essa situação veio a tona para a Associação após a Tesla bloquear a função de usar a central de seus carros como um videogame apenas depois de ser investigada pelas autoridades de trânsito dos EUA. Para usar essa função era necessário apenas clicar um botão na tela dizendo “sou um passageiro”, algo que até o motorista pode fazer.

Segundo pesquisas da Associação Automobilística Americana (AAA), operar a central multimídia em carros modernos pode tomar até 48 segundos da atenção do motorista. Isso corrobora com dados de uma associação de segurança canadense, apontando que um em cada quatro acidentes fatais podem ser relacionado a motoristas distraídos.

Carros inseguros mesmo com evolução da segurança

crash test chevrolet cruze 6 airbags
Carros modernos são mais seguros em caso de acidentes, mas podem provocar distrações que causam acidentes graves (Foto: Latin Ncap | Divulgação)

Vamos fazer um exercício básico de comparação. De um lado temos o moderno Chevrolet Cruze Premier, que traz carroceria com zonas de deformação programada, seis airbags, freios ABS com EDB, câmera de ré, alerta de colisão frontal, alerta de ponto cego, farol alto automático, assistente de permanência em faixa e uma central multimídia completa.

De outro temos o antigo Monza, que trazia toca-fitas, freios a disco na dianteira e, em algumas versões, podia ter ABS. Ele não trazia zonas de deformação programável e a segurança dependia da atenção e perícia do motorista.

Mas segundo essas pesquisas de mostramos, o motorista do Cruze possui mais chances de se distrair operando a central multimídia que o motorista do Monza. E, segundo essas pesquisas, isso é um motivo para os acidentes graves continuarem aumentando mesmo com os carros estando cada vez mais seguros no ponto de vista técnico.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Carlos Santana Ferreira 28 de janeiro de 2022

Na verdade esse tipo de distração não é privilégio de veículos modernos muito antes de toda essa tecnologia eu perdi meu pai atropelado na calçada por um motorista trocando fitas no toca-fitas.

Avatar
Taylor 27 de janeiro de 2022

Boa tarde! Este carro da primeira foto você controla toda a parte de audio, chamadas e navegação pelo volante, e outra quem se distrai com uma multimídia iria se distrair ainda mais trocando faixas de músicas no celular.

Avatar
Polvo 24 de janeiro de 2022

A distração é praticamente a mesma de quem usa um celular enquanto dirige. E isso não acontece só com motoristas, é só observar nas ruas quantas pessoas andam distraídas com celulares, seja dirigindo carro, moto ou andando a pé. Muitos pedestres sofrem acidentes por atravessar a rua e não prestar atenção, devido ao uso desses aparelhinhos mágicos mais conhecidos como smartphones.

Avatar
Deixe um comentário