Carros híbridos são mais propensos a pegar fogo, revela estudo

Estudo realizado nos Estados Unidos analisou os incidentes com os carros híbridos, a combustão, e elétricos

Veículos híbridos são mais tendenciosos a se inflamarem
Veículos híbridos são mais tendenciosos a se inflamarem (Foto: BMW | Divulgação)
Por Bernardo Castro
21 de janeiro de 2022 17:39

Vez ou outra surge na internet notícias de incêndio em carros elétricos, que sempre deixam os potenciais compradores dos modelos a bateria com uma pulga atrás da orelha. Afinal, eles realmente podem ser considerados seguros?

VEJA TAMBÉM:

E a resposta é sim! Ao menos é o que diz o estudo realizado pela AutoinsuranceEZ.A pesquisa realizada pela entidade envolveu carros elétricos, a combustão e os híbridos. Os dados foram coletados do National Transportation Safety Board, do Bureau of Transportation Statistics e dados de recall do governo americano, recalls.gov.

O trabalho, que apurou os incidentes em 2021, constatou apenas 52 incêndios de veículos elétricos nos EUA enquanto, no mesmo período, foram registrados 16.051 em carros híbridos e 199.533 nos veículos a combustão.

2022 autoinsuranceez car fire nu

Apesar de menos ocorrências, o carro híbrido se figura a frente do a combustão. Isso porque a proporção de veículos a gasolina é muito maior do que os híbridos ou elétricos. Como forma de “equilibrar” essa estimativa, o estudo analisou incêndios por 100 mil vendas de veículos.

Então, a cada 100 mil veículos de cada categoria, se incendeiam 3,4 mil híbridos, 1,5 mil a combustão e 25 elétricos.

Por quê os carros híbridos se incendeiam tanto?

A razão por trás dos incêndios são diversas e variam de acordo com a propulsão. No caso do a combustão, por exemplo, a maior causa é a colisão.

Não que os carros híbridos ou elétricos não peguem fogo em um cenário como esse. Mas sim porque eles não são tão comuns na estrada como um automóvel movido a gasolina.

Em contrapartida, a pesquisa realizada pela AutoinsuranceEZ analisou os chamados de recalls por risco de incêndio e os carros híbridos e elétricos estavam relacionados a problemas na bateria.

Incêndios em baterias de íons de lítio em carros elétricos são significativamente mais difíceis de apagar do que nos casos a gasolina. Isso porque a maioria dos bombeiros não está familiarizada como apagar incêndios dese tipo, já que estes são relativamente novos.

Como as baterias EV são essencialmente sua própria fonte de combustível, elas podem queimar por horas e ser extremamente difícil para os bombeiros resfriarem.

Mesmo quando um incêndio de EV parece estar apagado, ele pode reacender, e é por isso que é tão importante que os bombeiros sejam treinados para apagar incêndios nos novos veículos híbridos e elétricos que estão sendo fabricados.

Você sabe a diferença entre um carro híbrido e um híbrido plug-in? Boris Feldman explica:

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário