‘Corridas canceladas’ fazem usuários largarem app e voltarem para os táxis

Segundo dados do app Vá de Táxi, a demanda pelo meio de transporte cresceu 37% no ano passado; plataforma espera mais crescimento em 2022

fila de carros brancos com placa de taxi em salvador bahia
Número de taxistas também cresceu em 2021 (Foto: Shutterstock)
Por AutoPapo
21 de fevereiro de 2022 16:03

O ano de 2021 marcou a retomada do protagonismo dos táxis como meio de mobilidade e, para 2022, esta tendência deve se consolidar. Segundo dados do app Vá de Táxi, a demanda pelo meio de transporte cresceu 37% no ano passado. Entre os principais motivos está a crise dos apps de motoristas particulares, com o crescente número de cancelamentos, e a retomada do turismo.

VEJA TAMBÉM:

A CEO da empresa, Glória Miranda, afirma que o arrefecimento da pandemia contribuiu para a melhora no cenário. “A vacinação diminuiu bastante o percentual de contaminação e de óbitos. Isso encorajou as pessoas a fazerem viagens de lazer e de negócios. Além disso, 2021 marcou a volta de muitos brasileiros ao trabalho presencial. Consequentemente, o segmento de táxis foi beneficiado”, explica.

A expectativa é de que os taxistas sejam ainda mais demandados durante 2022. Porém, ela pondera que o crescimento esperado deve se confirmar a partir do final do primeiro trimestre por conta do aumento dos casos de contaminação por coronavírus, em função da variante ômicron.

Crise nos apps

Mas o que realmente tem feito a diferença para os táxis é a crise que afeta os aplicativos de transportes. O ano começou com a notícia de que o Procon do Rio de Janeiro multou Uber e 99 por causa da má qualidade dos serviços prestados.

Usuários reclamam do aumento do tempo de espera e de atitudes como a desistência da viagem por parte de motoristas que resolvem pegar outra corrida considerada mais vantajosa. Em alguns relatos, passageiros tiveram de arcar com taxas de desistência, embora ela tenha partido do motorista.

“Este foi um problema recorrente em 2021 e fez os usuários de apps retornarem a utilizar os táxis”, lembra Glória.

Mais taxistas na praça

Os cancelamentos são provocados por conta dos altos custos que os motoristas dos aplicativos precisam arcar, o que os fazem priorizar corridas maiores. “De 30% a 40% do que eu ganhava com as corridas ficava para os aplicativos que eu prestava serviço. Quando coloquei na ponta do lápis, vi que não valia a pena, pois ainda precisava pagar o seguro e a manutenção do veículo, sem contar com o desgaste do automóvel, que provocava sua desvalorização”, afirma Luciano Rosa, ex-motorista de aplicativos.

Ele observa que o cenário se tornou ainda mais desafiador com o aumento do preço da gasolina e inflação alta. “Os preços se tornaram proibitivos. Além disso, muitas vezes, peguei passageiros e levei até destinos muito longe e não consegui encontrar ninguém para levar na viagem de volta. Nestes casos, é pagar para trabalhar”, conta ao explicar o motivo de muitos colegas escolherem viagens.

O alto custo pode ser, ainda, um motivo que levou os próprios motoristas a migrarem de serviço. Outro dado revelado pelo balanço da Vá de Táxi diz respeito ao número de taxistas, que cresceu 9% em 2021.

Cinto de segurança é obrigatório também no táxis e em carros de aplicativos: motoristas devem exigi-lo!

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Antonio Pereira 22 de fevereiro de 2022

Parabéns aos motoristas de táxi pela perceberancia, era questão de tempo para essas aves de rapina quebrarem.
Como os ubers diziam ” Viiva o livre mercado”….. Kkkkkk
Rindo até 2745 do motoristas de aplicativo.

Avatar
Deixe um comentário