Dono de Tesla inventa carregador automático: e ele funciona muito bem

O carregador fica em um braço mecânico que se comunica com o computador do carro e encontra o plugue automaticamente

Por Eduardo Rodrigues 17/06/21 às 15h28
Carregador automatizado Tesla Model 3 braço mecânico
O braço mecânico usa um computador Raspberry Pi 4 para comunicar com o computador do Tesla (Foto: Youtube | Reprodução)

Quem nunca chegou em casa cansado depois de um dia de trabalho e esqueceu de colocar o celular para carregar? Se isso já é frustrante, imagina ter um Tesla e esquecer de plugá-lo na tomada ao chegar em casa?

O dono de um Tesla Model 3 criou uma solução para isso em sua garagem: instalou um braço mecânico na parede, que pluga o carregador no carro elétrico automaticamente. O sistema automatizado de recarga ainda é lento e precisa de mais ajustes, porém é bastante promissor.

VEJA TAMBÉM:

Carregar o Tesla sem usar as mãos

O inventor Pat Larson usou um minicomputador Raspberry Pi 4 para controlar o braço mecânico. O computador do braço mecânico conversa com o computador do Tesla para abrir a tampa do carregador do carro. Essa comunicação também é usada para desplugar o carregador assim que o carro “disser” que a recarga está completa.

O braço mecânico usa câmera e sensores para guiar o carregador até o plugue do carro, usando uma luz no formato do logo da Tesla perto do “bocal” como referência. Por isso, não é necessário estacionar o carro sempre no mesmo lugar para conseguir carregar.

Todo o processo automatizado leva por volta de cinco minutos. O inventor diz que ainda precisa fazer ajustes e melhorias para aumentar a eficiência do sistema. O trunfo do carregador automático fica na comunicação entre o Tesla e o computador do carregador.

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Nanael Soubaim 18 de junho de 2021

Para uso doméstico é um conforto típico dos americanos, mas para uso externo/comercial é uma mão na roda! Grande iniciativa!

Avatar
Deixe um comentário