Base para a nova Oroch? Duster ganha versão picape na Romênia

Caminhonete é voltada para uso comercial: tem cabine simples, 500 kg de capacidade de carga e motor turbodiesel

Por AutoPapo 22/10/20 às 09h00
nova picape dacia duster branca dianteira
picape dacia duster (Divulgação)

Enquanto, no Brasil, a picape Oroch segue defasada em relação ao Duster (que ganhou uma segunda geração em março), na Romênia o SUV acaba de dar origem a uma nova picape. O modelo já teve até o preço anunciado: € 22.546  (valor que equivale a aproximadamente R$ 150 mil).

VEJA TAMBÉM:

A criação é da Romturingia, uma encarroçadora local. O projeto, porém, é fruto de uma parceria com a Dacia, subsidiária romena da Renault. A picape Duster foi desenvolvida ao longo de dois anos: houve até um protótipo, que ficou  em 2018.

Embora, assim como a Oroch, a picape romena seja baseada no Duster, a proposta delas é diferente. Enquanto a picape nacional tem proposta mais multiuso e não descarta a utilização para fins recreativos, a similar romena tem foco estritamente comercial.

Isso fica claro pelo tipo de carroceria, que tem cabine dupla na Oroch e simples na picape da Dacia. Além do mais, a caminhonete desenvolvida pela Romturingia oferece apenas uma opção de conjunto mecânico, com motor 1.5 turbodiesel de 115 cv de potência e câmbio manual.

Outras características do modelo romeno são a capacidade de carga de 500 kg e a caçamba com 1.000 litros de volume. A tampa do compartimento de carga abre-se para baixo, como na maioria das picapes. Reforçando a vocação utilitária, há apenas uma cor disponível: Blanc Glacier.

Vale lembrar que, na Romênia, a antiga geração do Duster também teve uma versão picape com cabine simples. O modelo, porém, teve apenas 500 unidades produzidas, para atender à encomenda de uma empresa petrolífera local.

Picape baseada no Duster é embrião para nova Oroch?

A picape romena servirá de inspiração para uma nova geração da Oroch nacional? Ainda é cedo para dizer: o que se sabe até o momento é que  projeto não é prioritário para a Renault. Caso ganhe sinal verde, ainda vai demorar alguns anos para chegar ao mercado.

A atual geração do modelo nunca vendeu bem no Brasil, o que é um empecilho. Por outro lado, tem boa aceitação em outros mercados sul-americanos, como Argentina e Colômbia: ambos são abastecidos com unidades produzidas em São José dos Pinhais (PR).

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Geraldo 22 de novembro de 2020

    Acho a oroch uma boa como opção na cidade e campo..o preço e o consumo t que elevar o custo benefício. Essa picape pode ser uma concorrente da Toro sem dúvida, mas tem de evoluir um pouco mais..

Avatar
Deixe um comentário