Motor turbo? Donos de Ferrari preferem os aspirados

Donos da Ferrari gostam mais do modelo antigo 458 do que sua sucessora 488 devido a um 'mero detalhe mecânico': entenda

Por Andre Willis 10/03/21 às 19h37
ferrari 458 goodwood festival of speed 2010
Ferrari 458, anterior à 488, está mais valorizada no mercado (Foto: Ferrari | Divulgação)

Clientes da Ferrari estão valorizando mais o modelo 458 usado do que seu sucessor, a 488. O motivo da preferência? Muito simples: a 458 ainda possui motor aspirado, enquanto a 488 já conta com propulsor turbinado.

O levantamento foi feito pelo site Carscoops, que revelou que alguns dos modelos mais antigos da Ferrari estão mais valorizadas que as versões recentes.

VEJA TAMBÉM

Em 2015, a Ferrari decidiu por turbinar toda a sua linha de hiperesportivos. Decisão essa que causou um grande debate: foi uma boa ou má jogada da marca italiana? A resposta pode depender, já que são os consumidores que mostram o resultado.

Motor turbo em Ferrari? Que nada!

O Carscoops constatou que a Ferrari 458 está mais valorizada que a sucessora 488 pelo motivo do seu motor ainda ser aspirado. Para se ter uma ideia, uma 458 2011 pode ser encontrada nos EUA por cerca de US$ 155.000 (R$ 890 mil) e no Reino Unido por £ 120.000 (R$ 968 mil).

Enquanto isso, a Ferrari 488 2016 pode ser encontrada pelo valor de US$ 218.000 (R$ 1,26 milhão) no mercado norte-americano e de £ 140.000 (R$ 1,13 milhão) no Reino Unido.

A ‘pequena diferença’ nos preços das Ferrari deve-se à alta procura pela 458, que possui motor aspirado. A reportagem completa pode ser acessada clicando aqui.

Evolução da Ferrari 458 para 488

A Ferrari 458 foi lançada em 2010. Em 2015, a 488, sua sucessora, foi apresentada ao mundo pela marca italiana. A mudança no visual foi pouca, e a grande atualização foi na motorização: a Ferrari trocou o velho V8 de 4,5 litros F136 naturalmente aspirado por um novo V8 de 3,9 litros F154 usando a tecnologia turbo.

O salto de potência foi considerável: e 562 cv (570 cv) no 458 Italia para 661 cv em seu sucessor 488. O toque passou de 55 kgfm para 77 kgfm quilos de torque.

Mudança que não agradou ao dirigir

Apesar da evolução em potência e torque, o motor turbinado, ao que parece, não agradou tanto os novos consumidores Ferrari. Os pilotos de teste do Carscoops dirigiram a Ferrari 488 e revelaram que a faixa vermelha de rotações por minuto estava 1000 rpm mais baixa, limitando toda cavalaria e experiência de dirigir do hiperesportivo.

Esse talvez seja o motivo principal da Ferrari 458, mais antiga e com motor aspirado, ser mais valorizada que sua sucessora 488.

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Eduardo 14 de abril de 2021

Qual a ideia de tiver que está mais valorizada, sendo a colocam a mais nova que, logicamente, está mais cara que um modelo mais antigo? Fiquei confuso….

Avatar
Saulo Dos Santos Marcondes 11 de março de 2021

Quero entrar em contato com Ô dono
da Ferrari

Avatar
alexandro 10 de março de 2021

Isso parece mais uma campanha da Carscoops para desvalorizar os novos carros,pois não há perda de potencia ,muito pelo contrário,acho mesmo é que no fim eles digam para os compradores:prefiram o V12 de motor dianteiro (aspirado!!!)…tendenciosos!!!

Avatar
Deixe um comentário