Ford vai importar EcoSport na Argentina e define futuro de concessionárias

Fontes afirmaram ao jornal Lá Nación que 25% das lojas do país vizinho serão fechadas; fabricante focará em SUVs, Ranger e alguns comerciais leves

Por AutoPapo 10/02/21 às 10h40
ford ecosport prata estacionado em frente a montanha
Imprensa brasileira firma que SUV da Ford será trazido da Turquia (Foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)

Depois de fechar suas fábricas no Brasil, a Ford iniciará a reestruturação de sua rede de concessionárias na Argentina. Marca importará o EcoSport da Turquia e deve acabar com 25% das duas 59 lojas. Entenda a estratégia da montadora.

LEIA MAIS

Pessoas ligadas à Ford da Argentina disseram ao Jornal Lá Nación que buscarão manter a cobertura que a empresa tem hoje no país. Não foi especificado pela marca que produz em Pacheco quantas concessionárias oficiais irão fechar, que impacto isso terá nos empregos ou se há prazo para conclusão do plano.

Atualmente, a rede oficial da americana na Argentina chega a 59 concessionárias. No setor, a versão não confirmada oficialmente é de que 25% da operação da Ford será extinta, o que representaria entre 12 e 15 lojas. Esse número não foi confirmado, mas as fontes do jornal afirmaram que o processo de encerramento já começou.

A Ford, disseram fontes de negócios, buscará focar na comercialização de SUVs, Ranger e alguns comerciais leves – e não mais no modelo Ford Ka, que era exportado do Brasil para a Argentina. De acordo com a imprensa brasileira, o EcoSport será importado da Turquia.

“Estamos caminhando para um modelo de negócios ágil e leve, encerrando a produção no Brasil e atendendo aos clientes com alguns dos melhores e mais emocionantes veículos de nosso portfólio global”, disse Jim Farley, presidente e CEO da fabricante.

Na Argentina, a Ford já importa os modelos F-150, Kuga Hybrid, Mustang e Ranger Raptor, além do Bronco Sport já ter lançamento confirmado para o 2º trimestre deste ano.

7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Ubirajara Moura 14 de fevereiro de 2021

Temos é que boicotar a Ford, não comprar qualquer produto por ela produzido.

produ

Avatar
Sir.Alves 12 de fevereiro de 2021

Chevrolet investindo milhoes no Brasil, vai na paz Ford, nao vamos sentir saudades. Dale GM e cresendo.

Avatar
Sir.Alves 11 de fevereiro de 2021

A ford nao esta investindo em pais nenhum, muito menos na argentina que esta em crise perpetua desde a grande recessao ha mais de decada.Se ha boatosn sim ha, ja ouvir ate que a chevrolet vai trazer a producao do cruze para o Brasil, pois a contrario da Ford a Gm investiu milhoes por aqui este ano.

Avatar
Claudeci Carlos Inácio 10 de fevereiro de 2021

Vcs ficam falando de boicotar carros da Ford mais o governo não pensa assim, maioria dos carros presidencial são Ford antes era o fusion agora o Edge ambos nunca foram fabricado no Brasil e sim no México.

Avatar
Renato Bustamante 24 de fevereiro de 2021

Que bobagem. Primeiro que todos estes carros oficiais já haviam sido adquiridos antes do fechamento das fábricas da Ford. Segundo que a frota desses modelos é muito pequena e insignificante, e com muitos veículos com mais de 2 ou 3 anos de uso, E terceiro que mais de 90% das vendas era para o consumo público.
Nada a ver o seu comentário. Quer discutir política, melhor procurar outro canal.

Avatar
Wal Dornellas 10 de fevereiro de 2021

Espero que o consumidor brasileiro tenha vergonha na cara e boicote por completo a Ford e deixe mofando, nas poucas concessionárias que restarão, os seus futuros lançamentos. A Ford tratou os brasileiros como lixo. A resposta, mediante o total desprezo pela marca, deverá vir a partir de agora pelo publico consumidor.

Avatar
Gilberto Fritsch 11 de fevereiro de 2021

Verdade concordo plenamente..

Avatar
Deixe um comentário