Ford quase mudou seu logotipo e o resultado ficaria bastante curioso

Paul Rand, renomado design gráfico que criou a logomarca da IBM, foi o responsável pela 'quase nova' identidade da montadora

Por AutoPapo 30/11/20 às 17h23
ford nova marca
Estudo com o que seria o novo logotipo da Ford (Reprodução | Arquivo Paul Rand)

O ano é 1966 e a Ford estava pensando em redesenhar seu famoso logotipo do oval azul. Para manter a essência do tão conhecido desenho, a empresa norte-americana decidiu acionar o famoso Paul Rand para atualizar sua logo. Rand foi um designer gráfico de sucesso nos EUA, tendo desenhado o icônico logotipo da empresa de informática IBM, da rede de televisão ABC, entre outros.

A inspiração de Paul Rand foi a tendência moderna e elegante dos anos 60, aplicando linhas ornamentais no novo logotipo que a Ford queria na época.

VEJA TAMBÉM

Por que mudar o design da logotipo da Ford?

Em março de 1966, Rand apresentou sua proposta do redesign para os executivos da Ford. A ideia do designer era a atualização da imagem da Ford, que ele acreditava ser “incongruente em relação ao seu ambiente no tempo”.

Para ele, “a melhoria no design do logotipo faria uma mudança significativa no estilo enquanto retinha características de identificação significativas da marca da casa antiga.”

As atualizações estavam associadas a função, velocidade e eficiência e representariam melhor o que a Ford fez na indústria automobilística até o momento.

A renovação do Oval Azul

O novo desenho da logo da Ford teve a parte superior e inferior do oval achatados por Paul Rand. A moldura ao redor do oval também foi integrada como uma extensão da escrita ‘Ford’, que contorna o texto.

Rand também ilustrou exemplos do novo logotipo em uso na sinalização de concessionárias, artigos de papelaria, anúncios e edifícios.

Um site dedicado ao trabalho de Paul Rand para a Ford foi criado, onde hospeda todo o conteúdo da proposta da mudança do logotipo da empresa. Entre alguns argumentos de Rand:

“A marca da Ford Motor Company deve refletir a autoridade e a confiança que a empresa e seus produtos merecem. Deve parecer funcional e deve ser funcional. Não deve ser caracterizada por redemoinhos melodramáticos e floreios teatrais, mas por um franco e despretensioso, simplicidade quase desarmante, alcançada por meio de relações geométricas e ordenadas com linhas e formas simples, mensuráveis ​​e administráveis; e que refletem a precisão das máquinas que ajudam a identificar, deve sugerir força, velocidade, eficiência e utilidade. Seja claro e conciso, com uma espécie de beleza e precisão que flui não da pena, mas do compasso e da caneta reguladora. Ela será, então, parte integrante do design da máquina, em vez de decalcomania decorativo. “

Entretanto, a Ford não aprovou o conceito da mudança proposto por Rand e seguiu usando o icônico oval azul em seus automóveis.

Veja as imagens do ‘quase novo’ logotipo que a Ford teve

Fotos Reprodução | Arquivo Paul Rand

10 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Carlos Pereira de Magalhães Neto de Magalhaes Neto 1 de dezembro de 2020

Ainda bem que não mudaram – certas tradições devem permanecer!

Avatar
JOÃO PESSOA MASCHIETTO FILHO MASCHIETTO FILHO 1 de dezembro de 2020

O LOGOTIPO ATUAL É MUITO BONITO!!!!!!!!!

Avatar
Diego 1 de dezembro de 2020

“Deve parecer funcional e deve ser funcional. Não deve ser caracterizada por redemoinhos melodramáticos e floreios teatrais, mas por um franco e despretensioso, simplicidade quase desarmante, alcançada por meio de relações geométricas e ordenadas com linhas e formas simples, mensuráveis ​​e administráveis; e que refletem a precisão das máquinas que ajudam a identificar, deve sugerir força, velocidade, eficiência e utilidade”. Ele só não observou uma coisa: para aqueles que são capazes de pagar por algo mais do que elas valem (os amantes e puristas), o automóvel não é uma coisa que se usa, mas se ama. Era assim nos anos 60, e assim será para sempre. Dai percebemos o quanto este design estava (está) fora do contexto. Henry Ford II foi feliz nessa sua decisão (dentre tantas outras).

Avatar
Renan 30 de novembro de 2020

Não sei se só eu tenho a mente poluída, mas eu vejo um cara de 4 e o F enrabanso ele. Alguém aí tbm tem a mente suja? Hehehe

Avatar
Rodrigo 30 de novembro de 2020

O F está carcando num cadeirante q está com as mãos no chão e pagando um pra outro cadeirante do lado oposto.

Avatar
Sergio Cides 30 de novembro de 2020

Marketeiro brasileiro é que tem a mania de mudar logo de empresa. Logotipo consagrado, como GE, Coca Cola, Ford, etc. é intocável, é como a bandeira de um país… Imaginaram se cada novo presidente mudasse a bandeira de seu país? Pois aqui no Brasil, cada novo diretor de marketing , a primeira coisa que faz é mudar o logo da empresa (e todas as embalagens de todos os produtos). Com essa ‘brincadeira’ passa dois ou três anos com o ‘emprego garantido’ e gera um enorme custo desnecessário para a empresa… depois disso, como nada fez de útil, é despedido da empresa. Mas entra um novo e… muda tudo de novo…

Avatar
Geraldo Lima 17 de março de 2021

pois é…falando em “presidente mudar a bandeira” em meados dos anos 80 um presidente poeta sugeriu mudar a nossa ou pelo menos o lema “Ordem e Progesso”… como não conseguiu passou a usar a frase “deus seja louvado” nas cédulas de dinheiro…

Avatar
Nildozete 30 de novembro de 2020

Orivel feio demais vai acabar com o destaque do embrema ford. Quando trocar novamente a minha ranger se tiver esse orivel embrema ford não quero.

Avatar
Jeff 30 de novembro de 2020

Ficou bem condizente com os logos da época, foi uma pena não aprovarem.
Como designer gráfico admiro o trabalho do Paul Rand e fico feliz em ver essa matéria aqui no Autopapo.

Avatar
bruno alves vasconcelos 1 de dezembro de 2020

Tem muitos erros nessa logo, como quebra de leitura (espaço vazio entre as letras) e a bolinha disfuncional no d que sugere outras coisas… a Ford devia fazer um F estilizado dentro de uma forma geometrica (talvez o oval mesmo) ou solta e cromada sobre a grade preta dos automoveis… sou designer grafico, essa marca está muito industrial e sem charme. Mas a classica Ford de fato precisa de atualização e modernidade, algo necessário para o péssimo momento da Ford mundial, pelo menos aqui no Brasil, acabou. E olha q eu amo a Ford.

Avatar
Deixe um comentário