Honda acredita que demanda por elétricos não é tão alta quanto parece

Um executivo da Honda disse em entrevista que a demanda atual por elétricos é motivada mais por pressão governamental que pela vontade do consumidor

honda e verde frente em movimento
Os investimentos da Honda em elétricos ainda são discretos (Foto: Honda | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
17 de janeiro de 2022 12:02

Nos últimos anos, todos os grandes fabricantes lançaram algum carro elétricos ou anunciou planos para um futuro elétrico. A principal motivação para isso são as normas de emissões cada vez mais exigentes e a proibição de carros à combustão em algumas partes do mundo, como a Europa. Mas a Honda está cética sobre esse futuro.

O vice-presidente executivo da filial estadunidense da Honda, Dave Gardner, disse em entrevista à Automotive News que a demanda por carros elétricos é menor que aparenta. As instruções do fabricante para seus concessionários nos EUA é que as vendas de elétricos será mais regional.

VEJA TAMBÉM:

A Honda planeja acabar com os carros à combustão até 2040. Gardner diz que as vendas de elétricos atualmente são motivadas mais por pressão governamental que pela vontade do consumidor. Outra preocupação do executivo são com os novos incentivos da gestão de Joe Biden, que dá descontos maiores para carros elétricos fabricados nos EUA em fábricas onde os trabalhadores são sindicalizados. Isso prejudica quem importa veículos e plantas onde os funcionários não são sindicalizados.

Como a Honda vem abordando os elétricos

honda ev plus verde dianteira parado
O fabricante japonês fez o primeiro elétrico com baterias de níquel-hidreto metálico (Foto: Honda | Divulgação)

O fabricante japonês lançou em 2020 o hatchback elétrico e (sim, é apenas uma letra minúscula), com estilo retrô e voltado para o uso urbano. O resto de sua investida na eletrificação se resume a híbridos tradicionais e do tipo plug-in.

Enquanto o Honda e usa uma plataforma dedicada de tração traseira, os próximos elétricos da marca serão frutos de uma parceria com a General Motors. A gigante norte-americana já vem investindo em elétricos e essa parceria certamente ajudará os japoneses a não ficar atrás da concorrência.

Apesar dessa resistência aos elétricos, a Honda já investiu nesse tipo de propulsão em duas ocasiões diferentes. A primeira foi entre 1997 e 1999, com o hatch EV Plus. Esse foi o primeiro elétrico a não usar baterias de chumbo-ácido. A segunda foi entre 2013 e 2015, com uma versão elétrica do Fit.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
bruno vasconcelos 18 de janeiro de 2022

Carros eletricos ja existem há decadas e ainda custam no minimo 2,5x mais que carros a combustão… A Economia não gira com veiculos “que se pagam após decadas de uso”, simples assim… o povo não tem dinheiro pra financiar um carro eletrico e receber a recompensa economica futuramente, a conta não fecha e o povo precisa de carro prático e barato pra poder trabalhar e viver, ou seja, carros a combustão. O maximo que vai acontecer são veiculos hibridos para a grande massa popular. Pode ser q inventem uma nova tecnologia de bateria barata, mas por enquanto são todas feitas com metais caros e nobres que só aumentam o preço com passar dos anos. Vão queimar gasolina pra gerar energia eletrica kkk… é fim de mundo mesmo.

Avatar
Mister Gasosa 17 de janeiro de 2022

A única coisa que sou contra a carro elétrico é o seu preço surreal e o preço de um novo jogo de baterias que é caríssimo.

Avatar
Deixe um comentário