Mercedes EQS mostra muita agilidade para um carro de 2,6 toneladas

Graças a um centro de gravidade baixo e muita tecnologia, o Mercedes EQS conseguiu realizar o exigente teste do alce com uma boa velocidade

mercedes benz eqs teste do alce
Mesmo pesando mais que uma picape média, o sedã elétrico realizou o teste do alce a 72 km/h (Foto: YouTube | Reprodução)
Por Eduardo Rodrigues
01 de fevereiro de 2022 14:03

Carros elétricos são mais pesados que equivalentes a combustão devido a seu grande conjunto de baterias de íon de lítio. Para compensar isso, os fabricantes instalam esse componente no assoalho do veículo, para manter o centro de gravidade baixo. O Mercedes EQS é um dos que utilizam essa solução.

Um centro de gravidade baixo garante, em teoria, mais agilidade para o carro. Para ajudar nas curvas, o elétrico alemão traz ainda esterçamento nas quatro rodas. Será que isso é uma fórmula de sucesso para o teste do alce? A publicação espanhola KM77 colocou o EQS a prova para descobrir.

VEJA TAMBÉM:

Os 2.670 kg do Mercedes-Benz EQS interferiram

O piloto realizou diversas passagens com o carros nos modos de condução conforto, normal e sport, mas não encontrou diferenças. Durante as manobras do teste do alce a suspensão pneumática ficava mais firme para segurar o carro no lugar.

A melhor velocidade que conseguiram sem derrubar os cones foi de 72 km/h, um número até respeitável para um carro de 2.670 kg. Como comparação, o Classe S com motor a combustão, que pesa 2.060 kg e não esterça as rodas traseiras, realizou a manobra a 74 km/h.

Mas é importante notar que em velocidades mais altas a massa do carro interfere mais. A 79 km/h a tendência a sair de frente foi tão forte que o piloto preferiu nem tentar terminar a manobra. O carro possui o centro de gravidade baixo, mas ainda são mais de 2,6 toneladas tendo que brigar contra a inércia.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário