Mercedes traça plano de reduzir emissões de C02 em suas fábricas

Marca alemã está ciente do quanto a produção do automóvel, seja ele elétrico ou a combustão, é responsável pela emissão de C02 na atmosfera

Para reduzir emissões, Mercedes também fará mudanças no acabamento interno dos veículos
Para reduzir emissões, Mercedes também fará mudanças no acabamento interno dos veículos (Foto: Mercedes | Divulgação)
Por Bernardo Castro
19 de abril de 2022 12:32

A Mercedes já anunciou que terá uma gama totalmente elétrica a partir de 2030. No entanto, esse não é o único movimento da marca alemã para reduzir as emissões de CO2. Ela vai buscar um processo de fabricação que reduza essas emissões em até 50%, quando comparado a 2020.

De acordo com a Mercedes, ao longo da vida útil de um veículo, mais da metade da quantidade de carbono emitido vem da própria fabricação do exemplar. Sabendo disso, o primeiro passo da marca da estrela de três pontas é produzir baterias de forma neutra em CO2, que já representa uma redução de 20% nas emissões.

VEJA TAMBÉM:

Quando a vida útil dessas baterias chegarem ao fim, a Mercedes tem um destino para elas: reciclar as células em uma instalação neutra de CO2 em Kuppenheim, Alemanha.

Além disso, foi feito uma parceria com a startup sueca H2 Green Steel (H2GS), para utilizar uma espécie de “metal verde” na fabricação dos carros. Esse tipo de material será produzido a partir de um processo com baixo ou zero emissões de CO2.

O acabamento interno dos modelos da Mercedes também passaram por algumas alterações. Os carpetes, por exemplo, agora são feitos com redes de pesca recuperada e de outros carpetes reaproveitados. O objetivo é aumentar o uso de materiais reciclados para 40% até 2030 e busca adicionar energia solar e eólica em suas fábricas para tornar a produção ainda mais sustentável.

Antes de eletrificar toda a frota em 2030, a Mercedes espera que até 2025, todos seus modelos sejam híbridas plug-in ou totalmente elétricos. E ela têm investido em infraestrutura para atender toda a demanda de carregamento dos clientes, visto que na Europa sua rede de carregamento conta com 300 mil estações públicas com energia gerada a partir de fontes renováveis.

Dois alemães geniais e um judeu apaixonado por automóveis acabaram criando uma das mais famosas marcas do mundo: conheça a história da Mercedes!

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário