Ford começa a vender motor elétrico do Mustang Mach-E

A Ford Performance começou a vender o motor elétrico do Mustang Mach-E por menos da metade do valor de um V8 5.0 Coyote do Mustang GT

ford f 100 eluminator concept branco frente
Uma F-100 recebeu dois motores elétricos para divulgar esse lançamento (Foto: Ford | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
03 de novembro de 2021 11:33

No catálogo de peças da Ford Performance você pode comprar um motor V8 5.0 Coyote do Mustang GT novo para instalar no carro que quiser. Essa tradição foi seguida com o Mustang Mach-E GT, seu motor elétrico agora é vendido para quem quiser fazer um projeto elétrico.

A Ford lançou esse motor vendido separadamente no SEMA Show 2021 e também levou ao evento uma picape F-100 1978 equipada com essa mecânica. O motor elétrico foi chamado de Eluminator, ele produz 285 cv e 43,8 kgfm. Caso o consumidor queira usar um para cada eixo, como no Mach-E GT, a força combinada fica em 486 cv e 87,6 kgfm.

VEJA TAMBÉM:

O número de peça desse motor no catálogo é M-9000-MACH-E. O preço dele é de US$ 3.900 (R$ 22.200 em conversão direta). Menos da metade do valor de um V8 5.0 Coyote na especificação do Mustang GT, que custa US$ 9.500 (R$ 54.077).

A Ford F-100 Eluminator

A F-100 levada para o Sema abandonou todos os cromados e agora traz grades, para-choques e frisos pintados no mesmo tom de branco da carroceria. A exceção fica por detalhes como os emblemas, rodas e frisos da tampa da caçamba, com detalhes em laranja.

Essa poderia ser apena mais uma picape preparada com motor V8, mas o interior entrega que sob a carroceria dos anos 70 esconde muita tecnologia: console central, bancos, volantes e a central multimídia vieram do Mustang Mach-E. No cofre do motor, feito para motores big-block de até 7,6 litros, está um dos motores elétricos e ainda sobrou espaço para um porta-malas.

Puristas já devem estar se descabelando com toda essa modernidade em uma picape antiga. Mas é bom lembrar que na época as picapes americanas traziam no máximo um ar-condicionado como item de conforto. E o motor mais potente oferecido na F-100 em 1978 era um V8 6.6 de 171 cv.

A F-100 Eluminator é apenas um exemplo de como poderão ser os hot-rods elétricos que veremos nos próximos anos. Os motores elétricos produzem bastante torque e são compactos, permitindo projetos mais criativos e bastante velozes.

Fotos: Ford | Divulgação

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Sir.Alves 8 de novembro de 2021

O motor elétrico é bem mais barato mesmo… o problema são as baterias mesmo. Vai ver quanto custa uma de 60kWh…

Avatar
Deixe um comentário