Cummins irá fazer motor que aceita qualquer combustivel

A Cummins está desenvolvendo motores que poderão aceitar diesel, gás natural, gasolina, propano e hidrogênio com mudanças simples

motor cummins isb 6 7
Os motores das linhas B, L e X aceitarão diversos combustíveis (Foto: Cummins | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
02 de março de 2022 20:31

Apesar de muitos países e fabricantes apostarem pesado na propulsão elétrica como o futuro da mobilidade, ainda existe espaço para os motores a combustão. Porém o que não é certo é o que irá alimentar esses motores. Combustíveis sintéticos? Diesel? Gasolina? Gás natural? Biocombustível? Hidrogênio? A Cummins foi abrangente e criou um motor que aceita todos combustíveis.

O fabricante especializado em motor diesel apresentou o motor de combustão interna universal para as famílias B, L e X, que abrange motores 3.9 até 15 litros de deslocamento. Esses motores estão programados para serem lançados em 2024.

VEJA TAMBÉM:

Como funciona o motor multicombustível da Cummins

Esses motores novos da Cummins não terão funcionamento similar ao dos nossos flex, onde o motorista abastece com o combustível que achar melhor e o motor altera o funcionamento baseado nisso. Componentes localizados acima da junta do cabeçote terão que ser trocados dependendo do combustível que for usado.

Isso significa que bloco, pistões, virabrequim, bielas e outras peças da parte inferior do motor serão iguais. Ainda assim, o motor permite a flexibilização de combustível apenas com a troca de componentes mais fáceis de acessar.

O motor que irá permitir a maior flexibilização é o Cummins ISB 6.7, o motor que é usado pela Ram 2500 e por caminhões. Esse motor irá permitir o uso de diesel, gás natural, gasolina, propano e hidrogênio, dependendo do ajuste feito pelo consumidor.

Segundo o site Auto.CZ, representantes da Cummins disseram que essa proposta irá facilitar a fabricação e a manutenção de motores. A ideia é de reduzir as emissões de gases que provocam o efeito estufa e chegar a zero emissões até 2050.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
14 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Luiz 6 de março de 2022

Vai ser outra porcaria igual aos motores Flex. Beberão e fraco. Tive diversos carros soló a gasolina e só a álcool. Eram excelentes e econômicos. Ambos Faziam em média 11 ate 12km/litro tranqüilamente. Hj tenho o mesmo carro com motor Flex que não faz nem 8 km/litro na gasolina e uns 6 km no álcool. Quem mais saiu prejudicado foi o consumidor.

Avatar
Athacyr Souza Ferreira 5 de março de 2022

Vai ser uma fortuna a mão de obra

Avatar
Manuel Pernambuco 4 de março de 2022

Seria muito ultil, ja imaginei em um tipo de motor inteligente deste tipo, algo deste tipo nós ajudará bastante.

Avatar
Julio cesar 4 de março de 2022

neste pais que da um paço pra frente e dois para tras isso nao funciona e balela tem que ser para ontem demora tanto para fazer que logo mudam de ideia e quando fazem as leis brasileiras nao deixam ninguem usar

Avatar
Ernesto Walter Schramm 4 de março de 2022

Já tivemos algo semelhante no passado, creio que nos anos 80.
Era o motor ELKO, que até óleo usado de pastelaria podia ser usado.
Nem radiador ele tinha.

Avatar
Wilson 4 de março de 2022

Lembro-me que na década de 80, nas cidades Paulistas de Americana, Santa Bárbara do Oeste e Valparaiso entre outras, meu pI conta que eles mudavam o MB352 para álcool, para os caminhões de usina de álcool. Mais o povo preferiu os dodge v8 a álcool de fábrica.

Avatar
HFilho 7 de março de 2022

Verdade. Esse motor “sumiu do mapa” de forma misteriosa. Tempos atrás pesquisei sobre esse motor e achei somente alguma informação vaga sobre o mesmo ser um motor para propriedades rurais (funcionando a diesel). Muito esquisito a forma como esse conceito desapareceu do nada da mídia.

Avatar
Julio 4 de março de 2022

Esquece tendencia mundual é eletricos tira essas imundices de nosso mundo

Avatar
João Antônio Pereira Rodrigues 4 de março de 2022

Só esqueceu da parte do LIXO de baterias dos elétricos! Ou tá achando que as baterias são infinitas?? Só vai trocar o sistema a poluição não!!

Avatar
Nilson A Santos 5 de março de 2022

Disse tudo, ainda tem a parte do custo de trocar as baterias, serão carros descartáveis onde a bateria custa mais caro que o carro.

Avatar
Valdeci Fischer 4 de março de 2022

Amem. Algo de nessecita..e inteligente..

Avatar
Gilmario de senhor do Bonfim ba 3 de março de 2022

Se um dia chegar o Brasil, a burocracia impedirá o uso de determinado combustível, pq novidade em benefício ao consumidor, tudo tem tesoura

Avatar
José Carlos Ctba PR 5 de março de 2022

Concordo com o Sr gilmario
No Brasil o q é bom para a economia a burocracia coloca tesoura

Avatar
Sir.Alves 2 de março de 2022

Xíii…. mais um flex, mais um pato!

Avatar
Deixe um comentário