Dieselgate: Mercedes-Benz é acusada de fraudar novamente

A Mercedes-Benz se envolveu em mais um dieselgate, uma ONG alemã realizou testes com uma perua Classe E e constatou emissões 500% acima do limite

mercedes benz e 200 d exclusive line estate azul frente parada em frente a um casa
Foi constatado que em uso comum o consumo de Arla 32 é reduzido e o carro emite 500% acima do permitido (Foto: Mercedes-Benz | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
08 de novembro de 2021 12:06

A Mercedes-Benz foi pega fraudando as emissões de seus veículos à diesel. Não estamos requentando notícia antiga, o fabricante alemão se envolveu em um novo dieselgate. Foram descobertos dispositivos para trapacear os testes de emissões dos carros que atendem a norma Euro 6, o caso anterior era da norma Euro 5.

Segundo a ONG alemã Deutsche Umwelthilfe e.V. (DUH), os carros da Mercedes-Benz possuem oito dispositivos diferentes para poder enganar os testes de emissões. Esses sistemas fazem o motor trabalhar em um regime que emite menos óxidos de nitrogênio (NOx) quando está em testes, mas no uso comum nas ruas os carros emitem acima do permitido.

VEJA TAMBÉM:

Como o novo dieselgate da Mercedes foi descoberto

A DUH realizou um teste de emissões com uma perua E350 BlueTec 4MATIC 2016 utilizando dados das emissões e também da central do motor. Dentro do laboratório as emissões ficavam dentro do limite, mas rodando no asfalto as emissões eram 500% acima do aferido anteriormente.

Um fator para essas emissões altas foi o baixo consumo de Arla 32, líquido que ajuda a reduzir as emissões em motores diesel. O baixo de consumo de Arla 32 era até veiculado como um dos pontos positivos dos carros da marca, já que o motorista não precisaria abastecer o reservatório com frequência. Uma atualização no software feita nos modelos 2017 aumentou o consumo do Arla.

O diretor executivo da ONG, Jürgen Resch, disse que processaram a Mercedes-Benz e exigem a realização de um recall dos carros. Um porta-voz da Mercedes-Benz do Reino Unido falou com a revista Car e disse que o dado descoberto não é ilegal e faz parte do comportamento complexo do sistema de controles de emissões.

Por essas e outras, o diesel está em baixa na Europa. O Boris explica:

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário