Operadora de navio que incendiou em alto mar proíbe carros elétricos

Após o navio Felicity Ace afundar, a operadora de transporte marítimo optou por proibir o frete de carros elétricos usados em seus navios

navio felicity ace apos o incendio
O fogo foi causado por baterias de lítio (Foto: Marinha Portuguesa | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
12 de abril de 2022 19:35

O navio Felicity Ace ficou em chamas e a deriva no oceano atlântico por dias, diante de todo o planeta. O incêndio durou tanto por ter sido causado pelo lítio das baterias de algum dos carros elétricos que estavam na embarcação. A Mitsui OSK Lines (MOL), empresa que opera o navio envolvido no incidente, declarou que não irá mais transportar elétricos usados.

A MOL é uma das maiores empresas especializadas no transporte marítimo de carros no mundo. Segundo a firma de advocacia Vinson & Elkins, esse incêndio foi o maior prejuízo no ramo, cotado em US$ 500 milhões (cerca de R$ 2,3 bilhões).

VEJA TAMBÉM:

Um porta-voz da MOL comentou com o portal Splash sobre essa decisão da empresa. A empresa diz que o transporte de carros elétricos aumentou nos últimos anos e isso os obrigou a rever os protocolos de segurança. Outras transportadoras tomaram decisões parecidas.

Quando uma bateria de lítio se incendeia, a temperatura pode chegar a 2.700 graus célsius. A tática para apagar esse fogo é diferente, os sistema de supressão de fogo nos navios atuais não são capazes de controlar um incêndio desses. As técnicas conhecidas para o controle desse tipo de incêndio ainda não são práticas para serem aplicados em locais de espaço limitado.

Lembra do extintor que vinha nos carros? Ele não apaga esse tipo de incêndio de baterias e ainda pode render multa:

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
10 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Kildery 18 de abril de 2022

Tem a opção de deixar desconectada a bateria do circuito elétrico/eletrônico do veículo,assim ela permaneceria sem fornecer corrente ao consumidor,nem carregando nem descarregando,não podemos esquecer que embora o veículo esteja desligado e a bateria conectada ao circuito ainda assim existem sistemas independentes de segurança e monitoramento que permanecem consumindo alguma carga por menor que seja…..

Avatar
Rafael Ferreira 18 de abril de 2022

A bateria pode se incendiar mesmo desconectada, simplesmente por ela ter a carga elétrica interna e ter TB algum defeito de fabricação

Avatar
pepe 17 de abril de 2022

carro eletrico so se for doado.

Avatar
José Carlos Murakami 14 de abril de 2022

Acabei de cancelar a compra de um carro elétrico. A bateria de Lítio quando pega fogo não apaga tão fácil. Fico com a gasolina..

Avatar
Marcelo 15 de abril de 2022

Faltou dinheiro ou inteligência…

Avatar
Luiz Fernando Perobelli 12 de abril de 2022

Coisas de Brasil! Mas é melhor guardar em casa. Caso viaje para a Argentina, lá eles cobram o equipamento. Parece piada, mas tempos atrás, ao ser abordado por um guarda argentino, ele olhou os documentos do carro, viu que o ano de fabricação era 2017, deu uma risadinha e me pediu o extintor. Óbvio que eu não tinha e que me mordeu uma propina.

Avatar
Diego 13 de abril de 2022

Comigo aconteceu a mesma coisa, mas eu paguei a multa, equivalente a R$ 42,00 na época. Bem mais barato que o extintor. Não importa o valor da multa, propina nunca é opção.

Avatar
Clovis 18 de abril de 2022

Vc ta certissimo! Propinas nunca foi opção.
Prefiro pagar a multa seja qua valor for,man não dou dinheiro a esses picaretas.

Avatar
Meu 13 de abril de 2022

Solução simples: transportar os veículos em um navio e as baterias em outro. Mas ninguém gosta das soluções simples.

Avatar
Ricardo 15 de abril de 2022

Não dá para separar a bateria do automóvel
As baterias do carro elétrico fazem parte do chassis

Avatar
Deixe um comentário