Você pagaria mais de R$ 10 milhões por uma placa de carro?

Alguns países atrelam a placa de identificação veicular a uma pessoa - e não ao carro, como é feito no Brasil; prática possibilita a venda das chapas

Por AutoPapo 05/02/21 às 17h39
mercedes benz amg c43 placa numero 1 australia victoria suv
Mercedes-Benz AMG C43 com a placa número 1 na Austrália (Foto: Internet | Reprodução)

Avaliado em cerca de R$ 500 mil no Brasil, este Mercedes-Benz AMG C43 australiano tem preço de € 1,6 milhão (R$ 10 milhões, em conversão direta) por um motivo bastante curioso: sua placa! Entenda a história.

VEJA TAMBÉM

A placa no Mercedes-Benz AMG C43

A chapa com o número 1 foi fabricada em 1932 no estado de Victoria e foi guardada em um cofre até 1984. O motivo para isso foi um desentendimento entre o presidente da Câmara do estado, o comissário da polícia local e o governador.

A placa de carro número 1 foi leiloada por € 104 mil (o que equivale a R$ 670 mil) depois de ser mantida trancafiada por 25 anos.

Desde que começou a ser utilizada, a “chapa especial” emplacou um Saab 9000 Turbo, uma Ferrari, um Rolls-Royce, um Holden e dois Porsche. Depois, passou a identificar um Mercedes AMG E55, um E63 e, agora, é utilizada no C43, avaliado em R$ 10 milhões.

Placas de carro personalizadas fazem sucesso

No exterior, onde as placas de carro são propriedade de uma pessoa e não estão obrigatoriamente ligadas a um veículo específico, as chapas de identificação personalizadas, como a que equipa o Mercedes-Benz AMG C43, geram bastante interesse e procura.

Em 2018, também na Austrália, a placa de número 101 foi arrematada por R$ 2 milhões em um leilão. Recentemente, a chapa nº 26 foi vendida por R$ 5 milhões.

Veja a placa de carro número 2 estampando um BMW:

4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Gilson 6 de fevereiro de 2021

Do ponto de vista socioeconômico não vejo nenhuma vantagem em pagar caríssimo por algo que não condiz. Viria com bons olhos se esses valores fossem doados para aqueles que na maioria do dia não se alimentam…

Avatar
Assis 6 de fevereiro de 2021

que coisa tanta gente se ter o que comer

Avatar
Sir.Alves 5 de fevereiro de 2021

Não corre o risco de ninguém… desparafusar e levar não??? Tem que ter seguro para o carro e outro mais caro ainda para a placa…

Avatar
Assis 6 de fevereiro de 2021

se roubado nao tem valor comercial pois deve ser registrado.
o fato de ser tao caro é só para pessoas idiotas serem especiais

Avatar
Deixe um comentário