Peugeot 208 patina em vendas no Brasil, mas é líder na Europa

Eleito Carro do Ano de 2020 na Europa, desbancando marcas como Porsche e BMW, Peugeot 208 anda fazendo sucesso no velho continente

Vista da traseira e dianteira do novo Peugeot 208 nas cores amarelo e vermelho
Peugeot 208 é sucesso na Europa (Foto: Peugeot | Divulgação)
Por Andre Willis
30 de março de 2021 18:10
*Estagiário sob supervisão

O novo Peugeot 208 chegou ao mercado brasileiro há quase um ano, completamente renovado pela marca francesa. Design, interior, plataforma: tudo foi renovado pelo fabricante. Entretanto, o hatch manteve o velho motor 1.6, quando se esperava uma nova unidade turboalimentada. Talvez por isso as vendas do modelo não tenham embalado por aqui.

Por outro lado, o Peugeot 208 anda fazendo sucesso na Europa: foi o carro mais vendido no Velho Continente nos meses de janeiro e fevereiro deste ano. Apesar dos impactos da pandemia, o hatch é sucesso por lá.

Vale lembrar que o 208 levou o Prêmio de Carro do Ano de 2020 na Europa, desbancando carros de marcas como BMW e Porsche.

VEJA TAMBÉM

Queda de vendas, mas liderança

Apesar da liderança de vendas no mercado europeu, o Peugeot 208 sofreu queda de 13,5% nas vendas em comparação ao mesmo período de 2020. Porém, esse índice foi menor do que o setor automobilístico em geral na Europa, que registrou retração de 21% entre janeiro e fevereiro de 2021, devido à pandemia.

Sucesso do Peugeot 208 em Portugal

De acordo com o site local Razão Automóvel, a Peugeot faz sucesso em Portugal. A participação do 208 no mercado daquele país atingiu um resultado histórico de 19%.

No Brasil, modelo patina no mercado

Enquanto isso, no Brasil, o modelo encara uma situação radicalmente oposta à vivida na Europa: por aqui, o Peugeot 208 somou apenas 1.406 unidades vendidas nos últimos meses de janeiro e fevereiro. Esse resultado o coloca em uma modesta 39ª posição no ranking de vendas do primeiro bimestre.

30 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Dankoch 6 de abril de 2021

Não quero ensinar o padre a rezar missa! Mas, qual é o motor usado na Europa?

Avatar
Alex grego 31 de março de 2021

Esse pessoal de montadora é muito orgulhoso.. vaidoso nunca darão o braço á torcer mediante a um erro grasso como esse da Peugeot..carro novo com motor velho..outrora a Vw fez isso com o gol 1.3 e 1.6 a ar.. Oi Escort com os c.h.t..exemplos n Faltam …

Avatar
Walmor Camilotto de Carvalho 31 de março de 2021

Eu ainda prefiro esse motor 1.6 aspirado. Pq aquelas batedeiras de 3 cilindros turbinho. Se pelo menos foce econômico, gasta mais q aspirado. É só pra enganar Troxa.

Avatar
Vinicius Pereira 31 de março de 2021

Perderam grande chance de emplacar no Brasil, depenaram o carro, alto valor em relação aos concorrentes. Quando trouxerem o motor turbo e mais opcionais do original europeu, será tarde por ter perdido o fator lançamento.

Avatar
Anderson 31 de março de 2021

Carro novo com coração velho ?cólica o motorzinho turbo que decola

Avatar
Fábio Moreira S. 31 de março de 2021

O new 208 é um carro espetacular,porém o preço tá um pouco salgado embora tenha vários equipamentos,eu não me incomodei com o conhecido motor equipando o new 208,mas muitas pessoas criticaram essa escolha da Peugeot,pelo visto o New 208 vai ser equipado com o motor turbo fiata,talvez as vendas suba um pouco.

Avatar
Régis 31 de março de 2021

Finalmente o Brasileiro está começando a acordar. Somos tratados como seres inferiores e menos exigentes. Carros globais customizados para o Brasil. Em preço (para cima) e, em qualidade (para baixo). Outro exemplo claro é o A4. O mercado também está dando uma resposta a essa política ofensiva e desrespeitosa da Audi.

Avatar
Luiz Gonçalves 31 de março de 2021

Europeus são burros pq não compram Corolla.

Avatar
Paulo 31 de março de 2021

Podem me oferecer o topo de linha com desconto de 20 mil reais e não compro. Quando chegar o motor novo a versão atual de usados vai despencar de preço e encalhar. MICO!

Avatar
Juliano 31 de março de 2021

Tomara que aconteça isso, aí eu compro um semi novo a preço de popular pé de boi

Avatar
JOSE FABIO DOS SANTOS 31 de março de 2021

Estou na torcida que on preço despenque aí compro. O brasileiro compra onix descartável por quase 60k e crítica este carro e outros da montadora só pelo seu histórico negativo

Avatar
Felipe 31 de março de 2021

Se viesse turbo consideraria. Alguém aí elogiou um 2.0 aspirado que ganhou de motor turbo em um “arrancadão”. Downsizing com turbo não é para brincar de correr, é economia de combustível, torque e eficiência. Cada um que aparece…

Avatar
Francisco 30 de março de 2021

É muito simples, é o que acontece com várias empresas de auto, elas tentam enfiar goela abaixo do consumidor brasileiro os carros que são de linha inferior, vide o caso da Renault, quando vendia os carros realmente da marca e não os da Dácia, vendiam bem, agora está amargurando vários meses de prejuízo, aí vem a argumentação, ahh, os custos, os impostos e etc, e começam a criar monstrinhos, como a Volks que fazer com o Polo Track em cima de uma plataforma “nova e menor” ao modelo atual, para diminuir os custos. Se trouxerem os carros descentes e com tecnologia como o 208 europeu, o 508, 308 mas idêntico ao que é vendido lá no velho continente, certeza que vende melhor que muitos outros por aqui. O fato é, Brasileiro não quer pagar absurdos por um carro bom, isso é fato, mas nós temos produção nacional, temos pátios de fábricas super competentes que podem fabricar como se fosse os melhores da Europa ou EUA ou Ásia, então sem choro, comecem a fazer carros bons, que podem ser fabricados aqui em valor mais acessíveis que o povo compra, é só mandar os arquivos dos projetos dos carros como um bom europeu comoraria para as fábricas aqui que os brasileiros vão comprar

Avatar
Roberto Fernandes 30 de março de 2021

E vc queria o que, um preço absurdo para um carro com motor obsoleto.

Avatar
Renan 30 de março de 2021

90k num carro sem turbo e com esse motor véio aí

Avatar
Felipe da Cunha e Silva 30 de março de 2021

Brasileiro não sabe comprar carro!

Avatar
Rademak Silva 30 de março de 2021

A Peugeot precisa de um marketing mais agressivo, tem carros no mercado piores e vende mais que a Peugeot, é sabido que o 208 não é extraordinário, mas dar pra vender no mínimo o dobro que vende hoje.

Avatar
kleber de souza 30 de março de 2021

Parece que os executivos da Peugeot aqui no Brasil não entende muito de carros e o que os brasileiros querem.. Enquanto todos andam por um caminho, os caras andam no sentido contrario.. Lamentável!!! Minha sugestão e que esses caras procurem vender outra coisa, sei lá,, Plano de Saúde que está em alta.. Quem sabe Eles consigam decolar… Provavelmente nem Eles usam a própria marca de carro que vendem..

Avatar
Luiz Gonçalves 31 de março de 2021

Eu resumo o que o brasileiro quer. Um carro que não de manutenção (nem precise trocar óleo), chame atenção do vizinho e na hora de vender tenha o valor nominal maior que o da compra, isso depois de 5 anos de uso.
Se isso for 100 ou 300 mil pouco importa. Não sei fazer conta e quero as notas no bolso.

Avatar
Gustavo Semblano 30 de março de 2021

Trata-se de um bom veículo, mas que inobstante suas virtudes, ainda cobra muito pelo que oferece, tendo por parâmetro objetivo a concorrência.

Particularmente teria um sem óbice algum.

Avatar
Gustavo 30 de março de 2021

Carro veio caro, depenado e sem o motor turbo. Não fosse esse último, com certeza as vendas seriam maiores, já que os bancos em camurça e o painel em 3D até justificariam um “prêmio” em relação aos concorrentes, desde que tivesse o mesmo motor 1.2 turbo europeu. Não foi por falta de aviso. Todas as notícias antes do lançamento tinham uma enxurrada de comentários negativos com relação ao motor. A empresa chegou a justificar a escolha dizendo que realizou um estudo de mercado em que os pesquisados demonstraram aceitação do motor velho. Tá bom, o resultado está aí. Ah se eu tivesse o mesmo cargo e salário desses altos executivos, com certeza eu, sendo um zé ninguém, teria criado uma estratégia de produto muito melhor. Será que o 1.0 da Stellantis fará frente ao que o carro merece? Veremos. Uma versão GT com o motor 1.3 seria um sonho de consumo.

Avatar
Calca 30 de março de 2021

Comentário perfeito.

O engraçado são os jornalistas automotivos, todos desceram a lenha no motor 2.0 do Compass. O programa acelerados fez um comparativo com o Compass X Ford Territory e Chevrolet Equinox 1.5 T os dois ficaram bem atrás do Jeep compass nas arrancadas, coisa que ninguém esperava e ninguém elogiou o motor tão criticado do Compass, para finalizar parece que o Brasileiro esta deixando de ser besta em relação ao mercado, onde todos esperavam o m
otor 1.2 turbo da Peugeot

Avatar
Diego 31 de março de 2021

Ok, o Acelerados fez um parâmetro de comparação. Porém, no dia a dia, o brasileiro não dirige numa pista de arrancada. Por isso eficiência energética é a questão central. Nisso, o 2.0 perde. Feio. Claro que essa questão tem pouca relevância nas versões esportivas, mas o motor é usado na versão de entrada.

Avatar
Sergio 30 de março de 2021

Resumiu tudo!

Avatar
Balo 30 de março de 2021

Pra variar a Peugeot vende aqui os carros “meia boca” e quer que venda bem. Melhor ter uma atitude mais pro ativa e aí sim vai conseguir ter o apresso do consumidor brasileiro

Avatar
Edinho 30 de março de 2021

Meu 308 thp não é meia boca não.

Avatar
Carlosm 30 de março de 2021

Até a corrente ficar batendo e o dono ter de comprar um “kit atualizado” na concessionária

Avatar
Júlio César 2 de abril de 2021

Esse 208 ficou muito bonito mas tinha que mudar o motor.
Eu tenho 206 ano 2008 único dono não tenho nada a reclamar mas as manutenções é sempre em dias.
Pretendo comprar esse 208.

Avatar
Juliano 31 de março de 2021

Se comparar com o 308 europeu é meia boca sim. Bom carro mas plataforma muito antiga, do velho 307.

Avatar
Luiz Gonçalves 31 de março de 2021

Entre em um Corolla americano (carro de pobre) e veja como o daqui é meia boca.

Avatar
Deixe um comentário