Porsche reinventou o turbo: marca já registrou novas patentes

Tecnologia patenteada pela Porsche seria capaz alimentar mais cargas de ar no motor turbo, sem perder eficiência em baixas rotações

Nova tecnologia da Porsche aumenta a eficiência do motor turbo em baixas rotações
Nova tecnologia da Porsche aumenta a eficiência do motor turbo em baixas rotações (Foto: Porsche | Divulgação)
Por AutoPapo
13 de janeiro de 2022 18:32

A Porsche é conhecida pela excepcional capacidade de desenvolvimento de seus veículos e também pela produção dos motores motores boxer naturalmente aspirados. É verdade que a marca também criou alguns modelos icônicos com motores turbo – como é o caso do Porsche 911 Turbo -, mas isso não era algo recorrente.

Entretanto, a Porsche precisou fazer uma mudança na produção para manter um equilíbrio entre desempenho e eficiência, e hoje quase todos os seus veículos têm motores turbo.

VEJA TAMBÉM:

Mesmo que esse conceito não tivesse enraizado em sua história, a fabricante alemã abraçou a tecnologia e pode até revolucioná-la. Registros de patente descobertos pela carbuzz mostram que a marca encontrou uma maneira de tornar os turbos muito mais poderosos e eficientes.

Em um sistema turbo tradicional, o compressor está diretamente conectado à turbina, movida pelo sistema de exaustão. Quanto maior o compressor, maior o atraso do turbo e, se o lado voltado para o escapamento for muito grande, o turbo só funcionará com mais eficiência em altas rotações.

Por isso, alguns fabricantes migraram para propulsores biturbo, pois isso permite uma ação rápida, com uma ampla faixa de potência.

Nova tecnologia turbo da Porsche

A recente invenção da fabricante alemã consiste em ter um grande compressor para alimentar mais cargas de ar no motor sem perder eficiência em baixas rotações. Os pedidos de patente sugerem separar o compressor das turbinas de exaustão.

A ideia prevê duas turbinas de exaustão que funcionam associadas a uma válvula de derivação: em baixa rotação, esse sistema pode maximizar a extração de energia dos gases de escape. Quando essas turbinas giram, alimentam um gerador que, por sua vez, aciona um motor elétrico; por fim, esse motor elétrico movimenta o compressor.

Tal conceito combina um turbo elétrico com uma configuração biturbo, combinando a maior potência de um grande turbo único com a eficiência e resposta de dois turbos menores.

Como o compressor é enrolado por um motor elétrico, a entrega de energia pode ser instantânea. Já nas rotações mais altas, a válvula de desvio na turbina de exaustão pode ser aberta para maior economia do motor.

Preciso esperar para desligar o motor turbo quando chego na garagem? Boris Feldman responde:

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário