Ibama dá colher de chá para carros que não atendem ao Proconve L7

A exceção vale apenas para veículos que não atendem à Proconve L7 e não puderam ser finalizados até o final de 2021 devido a crise dos semicondutores

volkswagen voyage prata frente
Carros que não foram finalizados devido a crise dos semicondutores terão mais três meses (Foto: Volkswagen | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
04 de janeiro de 2022 16:16

O Proconve L7 já é uma realidade, mas o Governo Federal deu uma colher de chá de seis meses para alguns fabricantes. Foi publicado no dia 29 de dezembro no diário oficial da união uma instrução normativa adiando a aplicação da norma para casos pontuais.

A ideia é não prejudicar (mais) os fabricantes afetados pela crise dos semicondutores. Carros que não atendem à L7 e que não puderam ser finalizados até 31 de dezembro de 2021 terão até 31 de março de 2022 para serem finalizados.

VEJA TAMBÉM:

A medida também vale para carros importados cujo fabricante tenha a produção afetada pela crise. Já a comercialização desses carros deverá ser feita até o dia 30 de junho de 2022, após esse prazo todos os fabricantes deverão estar de acordo com a Proconve L7.

Os fabricantes deverão apresentar ao IBAMA um relatório no formato de planilha eletrônica até o dia 31 de janeiro de 2022 com os veículos que não puderam ser completados. Na planilha deverá constar o modelo e a numeração do chassi.

O Boris explica o que é essa Proconve L7 que está ceifando alguns veículos nacionais e importados:

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário