Renault Duster pode virar novo Lada Niva na Rússia

Após venda das operações da Renault na Rússia para o governo, o SUV Duster passará a ser feito pela Lada e poderá receber nome icônico

linha de producao do renault duster na russia moscou
A AutoVAZ ficou com os direitos do Duster (Foto: Renault | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
16 de maio de 2022 18:05

A novela sobre a Renault na Rússia terminou. A marca francesa detinha controle de 67,69% da AuoVAZ, empresa russa que é dona da Lada. Essa participação foi vendida para o governo russo por 1 rublo, equivalente a 7 centavos. Nisso inclui a fábrica da Renault em Moscou onde o Duster é fabricado.

Segundo fonte da revista Avto.ru, a AutoVAZ conseguiu ficar com os direitos de produção do Renault Duster em meio a essa negociação. A fonte diz que a produção do SUV será transferida para a fábrica da Lada em Togliatti e a fábrica de Moscou seria fechada de forma definitiva.

VEJA TAMBÉM:

O carro certamente receberá uma nova marca, a da Lada, o que está incerto é a continuação do nome Duster. A Lada já estava desenvolvendo uma nova geração do Niva sobre a plataforma CMF‑B, a mesma usada pelo SUV franco-romeno.

Essa nova geração do Niva ficou com o futuro incerto após o fim das relações entre a Renault e a AutoVAZ. Outros modelos que eram feitos pela Renault na Rússia, como o Kaptur (com K mesmo) e o Arkana não foram citados.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Jose Sampaio 30 de maio de 2022

Se formos pensar usando a lógica, no momento não vale a pena comprar nenhum carro novo ou mesmo usado q custe caro…

Primeiro, a matriz energética está mudando depois de séculos… do petróleo para a eletricidade e daqui a PC outras fontes como o hidrogênio (pensa q vai demorar?).

Segundo, pagar mais de 100 mil num carro a gasolina/alcool que consome 1 litros a cada 7 a 14 km, é coisa q está com os dias contados…

Terceiro, comprar um carro elétrico, pagando 140 mil num Kwuid, que equivale a um mesmo kwid a gasolina daqui a 5 anos, é pagar antecipado por 5 anos de gasolina…. comprar um volvo por 400 mil rsrsrs

Quarto, comprar um carro híbrido, ainda é muito caro e tende a cair bastante o preço à medida q novos motores e baterias forem surgindo…. estamos ainda no início da corrida…

O preço razoável pra o brasileiro hoje comprar um carro novo, é em torno de não mais de 20 mil dólares (cem mil, aproximadamente)…

Porquê 100 mil reais?

Porque com a provável forte desvalorização desses carros atuais, perantes a nova tecnologia, quem compra não vai perder tanto e quem vai comprar tem condição de comprar, mesmo financiado…

Pagar mais que isso, só pra quem quer muito (emocional) ou pra quem tem muita grana e não se importa em perder bastante…

Nossa conjuntura: desemprego, subemprego, inflação, turbulência política que N dá segurança em assumir prestações enormes ou mesmo pequenas…

Temos milhões de Uber rodando em todo país, que podemos usar e pagar apenas as corridas e não ter q pagar IPVA, Seguro, licenciamento, manutenção….

Se queremos viajar temos centenas de locadoras, onde podemos escolher o carro adequado para a viagem, pagando apenas as diárias….

Sem falar no buzu (que em alguns lugares ainda se pode usar com conforto), bikes, motos, metrô…

Enfim, é esperar uns 3 anos, pra ver se dá pra comprar um bom carro, por um preço justo!

Concorda?

Avatar
Deixe um comentário