Roubo de catalisador dispara com alta no preço de metais raros

Um dos metais usado no componente, o ródio, custa quase R$ 6.000 o grama; platina e paládio também são usados nele e estão com o preço em alta

Por AutoPapo 06/03/21 às 13h30
catalisador basf
Catalisador é parte do escapamento do carro (Foto: Basf | Divulgação)

O Canadá vem enfrentando algo inusitado: o aumento do número de roubo dos catalisadores dos carros – em algumas regiões, o número dessas ocorrências quadriplicou. O componente virou alvo dos marginais pois tem em sua composição metais nobres e raros como platina, paládio e ródio.

No Canadá, esses metais são vendidos por onça, o que equivale a 28 gramas. Um onça de platina está avaliado em R$ 6.600 reais, enquanto a mesma quantidade de paládio está cotado em R$ 13,4 mil!. Tá achando caro? Um onça de ródio  está custando R$ 162,1 mil – cerca de R$ 5.780 por grama.

VEJA TAMBÉM:

A polícia canadense tem intensificado os esforços para encontrar ladrões e no mês passado cinco pessoas foram acusadas de roubar conversores catalíticos de toda a Ilha do Príncipe Eduardo. O prejuízo causado por eles é estimado em R$ 450 mil.

No Brasil: troca acontece antes do prazo

No Brasil não há estatísticas sobre o roubo de catalisadores, mas um golpe comum “na praça” é condenar o componente muito antes do real fim da sua vida útil. Dessa forma, o mecânico mal-intencionado revende o catalisador no mercado negro, onde ele é valorizado pelos seus metais preciosos.

Outros “profissionais” sugerem a retirada do componente para aumentar o desempenho do motor. Essa prática também é errada, pois todo o motor foi calibrado levando em conta o catalisador.

O catalisador que vem de fábrica no veículo é projetado para funcionar perfeitamente por, no mínimo, cinco anos ou 80 mil quilômetros. Porém, após esse prazo, o componente pode permanecer em boas condições por muitíssimo mais tempo e ter uma longa vida útil. Não são raros os relatos de que o catalisador nunca precisou ser trocado.

Normalmente, a troca da peça só é necessária se houver algum dano por uso de combustível adulterado, por exemplo. Ou, em uma colisão, quando ele pode quebrar.

Outra possível causa de problemas no catalisador é a utilização de óleos lubrificantes incompatíveis com o motor. Fluidos de viscosidade muito baixa, por exemplo, podem escorrer até o escapamento. Existe a possibilidade, ainda, de elementos presentes no lubrificante ficarem impregnados no componente.

4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
João 24 de maio de 2021

Acabaram de roubar o catalisador do meu carro, sábado, dia 22 de maio de 2021. Cuidado!

Avatar
Fabio 29 de maio de 2021

Roubaram o meu hj.

Avatar
Sir.Alves 7 de março de 2021

Dá ideia para os ladrões daqui nao, Autopapo… :[

Avatar
João 24 de maio de 2021

Acabaram de roubar meu catalisador, agora dia 22 de maio de 2021. Cuidado!

Avatar
Deixe um comentário