Stellantis diz que mercado pode colapsar se elétricos não ficarem baratos

Executivos da Stellantis comentam sobre o desafio de fazer carros elétricos por um custo acessível e atendendo a demanda crescente

peugeot e 208 gt azul traseira sendo recarregado
Preço de matéria prima e componentes atrapalham o preço dos elétricos (Foto: Peugeot | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
01 de julho de 2022 12:02

Nos EUA e na Europa os carros elétricos já possuem boa aceitação. Eles estão com o futuro garantido graças a investimentos em postos de recarga e leis prometendo banir os motores a combustão em um futuro próximo. Mas um executivo da Stellantis vê um risco nessa imposição.

O diretor de fabricação do grupo, Arnaud Deboeuf, contou em entrevista para a Bloomberg que o mercado pode entrar em colapso se os carros elétricos não ficarem mais baratos. Para não correr esse risco, esse tipo de veículo precisaria ficar 40% mais barato até 2030.

VEJA TAMBÉM:

Recentemente foi aprovado pela União Europeia a norma de banir os carros a combustão até 2035 e a Stellantis já estava trabalhando para estar de acordo com isso. O conglomerado que controla 16 marcas tem planos de ter apenas elétricos em algumas dessas marcas até 2030.

A Stellantis já está fazendo cinco fábricas de baterias na América do Norte e Europa, mas o gargalo fica no fornecimento de matéria prima e também com fornecedores. A Ucrânia era um país importante para o fornecimento de componentes para elétricos e a guerra afetou muito a produção desse tipo de veículo na Europa.

Preço dos elétricos também é risco para a venda de compactos

Outro executivo da Stellantis, Arnaud Ribault, chefe da Citroën europeia, fez outro tipo de crítica para os carros elétricos. A eletrificação — termo que inclui tanto carros puramente elétricos quanto híbridos — é uma ameaça para carros baratos.

Pessoas com baixa renda que compram carros compactos de entrada ficarão de fora do mercado por não poder adquirir um carro eletrificado novo. Para amortizar isso, Ribault diz que pretende reduzir custos nos elétricos de entrada da Citroën para compensar o valor maior das matérias primas.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Airplane 3 de julho de 2022

Colapsou então pois os elétricos estão ficando mais caros !
Vide matéria “Preço médio do carro elétrico sobe em cenário de alta de custos e demanda”, em 03/07/2022, por Steven Loveday, no UOL.

Avatar
Deixe um comentário