STF suspende MP que acaba com o Seguro DPVAT

Para o relator, ministro Edson Fachin, o DPVAT tem uma função social; valor a ser pago no ano que vem ainda não está definido

dpvat seguro obrigatorio lider shutterstock
Por AutoPapo
20 de dezembro de 2019 15:00

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou na noite de quinta-feira (19) para suspender a Medida Provisória 904/2019, que extinguiu o pagamento do Seguro DPVAT, contribuição obrigatória para cobrir gastos de acidentes causados por veículos.

A ação foi proposta pela Rede após a medida ter sido assinada, no mês passado, pelo presidente Jair Bolsonaro.

Por 6 votos a 3, o STF decidiu pela aplicação da medida cautelar até a conclusão da análise da MP pelo Congresso Nacional ou até o julgamento de mérito da ADI. Para o relator, ministro Edson Fachin, o DPVAT tem uma função social.

Na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6.262, a Rede defendeu a suspensão da MP por entender que os recursos são utilizados para proteção social de vítimas de acidentes de trânsito no Sistema Único de Saúde (SUS).

O partido também alegou que não há urgência e relevância na matéria para justificar a edição por meio de medida provisória.

seguro dpvat obrigatorio lider shutterstock
Foto Shuterstock

Quando custa o DPVAT 2020

O Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) deverá definir os valores dos prêmios para o início da arrecadação.

Quando pagar o DPVAT

O calendário de pagamento do Seguro DPVAT pelos proprietários de veículos segue o vencimento da cota única ou da primeira parcela do IPVA de cada estado.

Acabar com o seguro DPVAT realmente foi uma boa ideia? Veja a opinião do Boris Feldman

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Agostinho Salvador 12 de janeiro de 2020

Não pagar é uma para quem tem seguro total. Para pobre não dá, tem que ser esse mesmo.

Avatar
Jorge Luiz Moreira Santana Luiz 21 de dezembro de 2019

PARABÉNS PARA O STF DECISÃO CERTÍSSIMA. BORIS O QUE TEM QUE ACABER É O MONOPÓLIO DA SEGURADORA LÍDER E NÃO O SEGURO DPVAT QUE VEM INDENIZANDO A MILHÕES DE BRASILEIROS. É MUITO SIMPLES ACABA A SEGURADORA LÍDER E AS PRÓPRIAS SEGURADORAS ASSUMEM A RESPONSABILIDADE DE REGULAR OS ACIDENTES COMO FUNCIONAVA ANTES DA CRIAÇÃO DA SEGURADORA LIDER. SIMPLES ASSIM.

Avatar
Nilson Moreira 20 de dezembro de 2019

Eu sofri acidente 2010, dei entrada tudo certinho doctos tudo ok, fiquei aguardando 1 ano e nada e me negaram o meu Direito meus gastos na época tudo comprovado, p que pagar essa merda DPVAT se não pagam o acidentado… revoltante

Avatar
Deixe um comentário