Tesla fechou acordo com empresas chinesas para fornecimento de material para baterias

Tesla fechou acordo com fornecedores da China como uma forma de 'evitar' uma eventual escassez de componentes para baterias de carros elétricos

carros da tesla xangai china shutterstock 1468734542
Fabricante quer produzir 2 milhões de veículos até o fim de 2022 (Foto: Tesla | Reprodução)
Por Bernardo Castro
05 de agosto de 2022 14:05

À medida que as legislações mundiais vão ficando cada vez mais rígidas quanto ao uso do motor a combustão, as empresas do setor automotivo têm se esforçado para produzir cada vez mais veículos elétricos.

No entanto, esse aumento da produção resulta no crescimento da demanda de baterias e, por isso, empresas como a Tesla estão fechando acordos com fornecedores que possam suprir as suas necessidades.

VEJA TAMBÉM:

No início deste mês a Tesla anunciou duas parcerias para fornecimento de material de bateria. O negócio foi firmado com empresas da China e garantem o ‘abastecimento’ a, pelo menos, até 2025.

O acordo foi fechado com a Zhejiang Huayou Cobalt Co. e a CNGR Advanced Material Co. A primeira é uma processadora de cobalto e outros metais. As baterias dos carros elétricos que utilizam como base o cobalto geralmente têm custos mais altos e melhor alcance do que outras alternativas.

A CNGR, por sua vez, será a responsável por oferecer o material de cátodo de lítio para fabricantes de baterias, pegando lítio de mineradores e processando-o ainda mais.

A atitude da Tesla é uma aposta pensando no futuro da empresa. Afinal, com o crescimento do segmento dos modelos movidos a bateria, o material estará cada vez mais escasso e a prioridade será daquelas marcas que já possuem um fornecedor próprio.

Na verdade, a marca de Elon Musk já utiliza da estratégia de buscar fornecedores há algum tempo. No entanto, ultimamente ela tem feito isso com mais frequência. Afinal, seu plano de crescimento consiste em fechar 2022 com uma produção de 2 milhões de veículos elétricos – o dobro do que seus concorrentes pretendem alcançar em um período de 3 anos.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário