Tesla pode ser obrigada a fazer recall de quase 1 milhão de carros

Tesla pode ser obrigada a fazer recall em quase 1 milhão de carros para resolver possível falha no piloto automático

Model 3 foi o líder de vendas da Tesla
Perícias da autoridade de trânsito dos EUA constatou pelo menos 16 acidentes em que piloto automático foi desligado segundos antes do choque (Foto: Tesla | Divulgação)
Por Marcelo Jabulas
15 de junho de 2022 10:33

Elon Musk está prestes a gastar uma fortuna e dessa não será com o Twitter. Isso porque a Tesla poderá ser obrigada a abrir um recall com mais de 800 mil unidades, apenas nos Estados Unidos. O motivo é uma possível falha no sistema de condução autônoma que poderia ter provocado acidentes.

Segundo o National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), pelo menos 16 colisões envolvendo o desligamento do sistema de direção autônoma foram registradas. As autoridades se baseiam nos padrões de comportamento do carro e dos motoristas.

VEJA TAMBÉM:

Pelo que foi apurado nos acidentes, o sistema desativou e a reação dos motoristas ao tentar assumir o controle do carro acabou amplificando a potencialidade da colisão.

Assim, a NHTSA afirma que pretende: “explorar o grau em que o piloto automático e os sistemas Tesla associados podem exacerbar fatores humanos ou riscos de segurança comportamental, minando a eficácia da supervisão do motorista”.

Musk defende a Tesla

Elon Musk, CEO da Tesla, defende sua marca ao afirmar que no momento das colisões o sistema não estaria habilitado, o que não seria “culpa” do automóvel. O bilionário ainda reforça que as tecnologias são para assistência ao motorista e que este é responsável pela condução.

Mas a solução pode ser menos dolorosa para o bilionário e sua fábrica de carros. Se for constato que o problema é apenas de software, basta a Tesla rodar uma atualização de sistema. Ela é feita de forma remota no formato Over The Air, como numa atualização de um smartphone. Agora, se o problema for de algum componente ou equipamento, aí o rombo pode ser gigantesco.

Outros problemas

Falhas nos sistemas dos modelos Tesla não são de hoje. Volta e meia os exóticos elétricos de Elon Musk ganham os noticiários devido a problemas de funcionamento, como o Model 3 que pegou fogo e motorista preciso quebrar os vidros para poder se salvar, uma vez que as portas não abriram por falha no acionamento elétrico. Em outro caso, foi descoberto que hackers poderiam invadir os carros da marca via conexão Bluetooth.

Todos essas ocorrências geram discussões acaloradas sobre conspirações contra a marca do bilionário, assim como alertas sobre o grau de interferência da tecnologia nos automóveis. Mas seja como for, fica a dica: Se estiver dirigindo, não tuíte. Nem mesmo num Tesla.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário