Motoristas poderão transferir carros pela Carteira Digital de Trânsito

A partir de março será possível realizar a transferência de veículos através do aplicativo Carteira Digital de Trânsito

homem segura chave do carro e celular com aplicativo carteira digital de transito aberto
A lista de funcionalidades do aplicativo só aumenta (Foto: Shutterstock)
Por AutoPapo
16 de fevereiro de 2022 10:11
Com Agência Brasil

Os motoristas detentores da Carteira Digital de Trânsito poderão comercializar veículos. O recurso deverá estar disponível em março para quem baixou e fez o cadastro no aplicativo do governo federal (disponível para celulares com sistema Android e iOS)

Segundo o Ministério da Infraestrutura, nesse sistema não será mais necessário ir ao cartório ou realizar os procedimentos de compra e venda utilizando documentos em papel. Em vez disso, será possível fazer a transação pelo app.

VEJA TAMBÉM:

Tanto comprador como vendedor precisam estar cadastrados no Gov.Br, plataforma de serviços do governo federal. Mas será preciso fazer uso da assinatura digital do Gov.Br.

Também será exigido que a documentação do veículo a ser vendido esteja no formato digital. Estão neste grupo carros saídos de fábrica ou transferidos a partir de janeiro de 2021.

Outra obrigação é que o departamento de trânsito do estado (Detran) tenha aderido ao novo sistema. A vistoria continuará obrigatória, devendo ser realizada no Detran do estado do comprador.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
da Paz Nascimento 18 de fevereiro de 2022

Ótima iniciativa, no entanto, se entendi, somente os veículos mais novos, ou transferidos recentemente serão alcançados por essa regra! Mais uma vez, somente os mais favorecidos serão os mais financiamento bem sucedidos!

Avatar
Ivan Santos 18 de fevereiro de 2022

Celular agora se faz tudo …bom acaba burocraciaas mas ficamos merces …já temos o pix o ladrão assalta pega já faz transferência do pix e de gojetas já leva o carro tb

Avatar
Alan Gomes 17 de fevereiro de 2022

Na minha opinião a ideia é válida, mas particularmente eu vejo que haverá mais e mais fraude.Pois se com reconhecimento de firma autentica, já tem golpes.
Imagina sem este modelo de segurança, onde vivemos em jm paiz de injustiça e cego as leis.
Como dar andamento em um modelo assim logo em SP,que tem a maior frota de veículos.
Decepção da minha parte !!!!!

Avatar
Geraldo Ferreira 16 de fevereiro de 2022

Excelente iniciativa, é preciso acabar com a burocracia e os custos dos cartórios, além das altas taxas cobradas pelo estado para as transferências de automóveis e também o IPVA, que é um assalto anual ao contribuinte, o povo brasileiro não suporta mais tantas taxas, impostos e burocracia que são um entrave aos negócios.

Avatar
Andre Rocha 16 de fevereiro de 2022

Você continuará pagando a taxa de transferência e a taxa de emissão de CRLV. A única coisa que vai mudar é que não vai mais precisar ir ao cartório reconhecer firma, caso o comprador tenha o app.
Mas a maior dúvida é: “…Mas será preciso fazer uso da assinatura digital do Gov.Br…” Serviço pago? Serviço gratuito?

Avatar
Deixe um comentário