Trump declara guerra à Goodyear e convoca boicote pelo twitter

Maior produtora de pneus dos Estados Unidos vetou mensagens de cunho político dentro de fábrica e virou novo alvo do presidente do país

Por AutoPapo20/08/20 às 09h28

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump acaba de se envolver em mais uma polêmica. O alvo da vez é a Goodyear, maior fabricante de pneus do país. Pelo twitter, o líder convocou um boicote à multinacional: “compre pneus melhores por menos”, provocou.

VEJA TAMBÉM:

Tudo isso por causa de uma medida implantada em uma fábrica da empresa em Topeka, Kansas, que proíbe os funcionários de usarem, no local de trabalho, vestimentas com mensagens políticas. Entre as restrições, está a sigla MAGA, do slogan de campanha de Trump, Make America Great Again (torne a América grande novamente, em uma tradução livre). Essa ação foi mostrada em uma reportagem da emissora WIBW TV.

donald trump, presidente dos Estados Unidos
Nova polêmica de Trump envolve maior fabricante de pneus dos Estados Unidos

Ainda pelo twitter, Trump declarou também que “dois podem jogar esse jogo, e temos que começar a jogá-lo agora!” Por sua vez, a Goodyear não respondeu diretamente ao presidente, mas destacou em um comunicado que as medidas em questão foram implementadas durante um treinamento. A empresa afirmou que manterá a proibição de temas políticos na fábrica. As informações são do site Autoblog.

Vale destacar que a Goodyear também vetou que os funcionários façam campanha para Joe Biden, adversário de Trump nas próximas eleições estadunidenses, marcadas para novembro. Entretanto, a empresa permite mensagens de cunho social, como Vidas Negras Importam ou em prol dos direitos de pessoas LGBT. Embora não sejam necessariamente políticas, essas pautas são defendidas pelo partido democrata.

 Ação da Goodyear irrita, Trump, mas não é ilegal

Segundo advogados consultados por veículos de imprensa dos Estados Unidos, não há qualquer tipo de ilegalidade na medida da Goodyear. Dentro de suas instalações, durante o horário de trabalho, a proibição da multinacional não fere os direitos individuais ou a liberdade de expressão dos funcionários.

Foto Beto Barata | PR | Agência Brasil

6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    João 24 de agosto de 2020

    Não compro mais pneu Goodyear! MAGA!

  • Avatar
    Bruno 20 de agosto de 2020

    Não mencionaram que a Goodyear além de se posicionar contra o make America great again, se posicionou contra o blue lives matter e o all lives matter, mas quis posicionar seus funcionários à favor do black lives matter.

    Mencionaram também que não foi ilegal a atitude da Goodyear, mas não mencionaram que também não é ilegal a atitude de boicote, seja de quem quer que seja.

    • Avatar
      Victor Hugo Pinheiro Cunha 22 de agosto de 2020

      Minha fábrica. minhas regras.

  • Avatar
    Fabio 20 de agosto de 2020

    Ué todo mundo é assim, tudo ao que lhe convém, música, religião, futebol, é a verdade da vida, uma vez ouvi de uma pessoa que tudo é questão de interesse, todos fazermos algo por interesse, no momento que ouvi fiquei puto da vida pois era minha namorada na época, mas é a mais pura verdade.

  • Avatar
    Luiz Tadeu da Silva Lima 20 de agosto de 2020

    INTERESSANTE, AS PESSOAS,AS AUTORIDADES SÃO,LIBERAIS QUANDO LHE CONVÉM, CAPITALISTAS QUANDO LHE CONVÉM, DITADORAS QUANDO LHE CONVÉM, NO PAÍS MAIS CAPITALISTA DO UNIVERSO, UM PRESIDENTE QUER INTERFERIR EM ASSUNTOS INTERNOS DE UMA EMPRESA PRIVADA, PIOR, PARA SE BENEFICIAR.

    • Avatar
      Victor Hugo Pinheiro Cunha 22 de agosto de 2020

      Né? Depois o ditador é só o Maduro o Kim Jon..
      Enfim a hipocrisia reina…

Avatar
Deixe um comentário